Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: AIRTON JANES DA SILVA SIQUEIRA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: AIRTON JANES DA SILVA SIQUEIRA
DATA: 07/06/2019
HORA: 14:00
LOCAL: PRODEMA/UFPI
TÍTULO: IMPACTOS AMBIENTAIS SOBRE A AVIFAUNA MIGRATÓRIA DOS ESTUÁRIOS CARDOSO E CAMURUPIM, PIAUÍ, BRASIL
PALAVRAS-CHAVES: Aves Migratórias. Estuários. Etnoornitologia. Impactos Antrópicos. Turismo.
PÁGINAS: 91
GRANDE ÁREA: Outra
ÁREA: Ciências Ambientais
RESUMO:

As aves estão entre os grupos de vertebrados mais diversificados do mundo, com aproximadamente 10.000 espécies distribuídas por todos os continentes. Entre os comportamentos mais fascinantes das aves está a migração, que leva todos os anos milhares de indivíduos a realizarem longas movimentações em busca de locais favoráveis a sua sobrevivência. No entanto, os impactos antrópicos tem tornado o futuro deste comportamento das aves cada vez mais imprevisível. Portanto, o conhecimento de suas áreas de invernada, assim como os impactos aos quais elas estão vulneráveis é de suma importância para a conservação dessas espécies. Este estudo teve como objetivo levantar e caracterizar as espécies de aves migratórias dos estuários dos rios Cardoso e Camurupim; analisar os impactos das atividades turísticas sobre essas populações e registrar o conhecimento etnoornitológico dos pescadores de uma comunidade próxima aos estuários. A área de estudo compreende os estuários Cardoso e Camurupim, situados no extremo Norte do estado do Piauí. O levantamento da avifauna se deu através de pontos fixos de observação distribuídos em duas transecções lineares (A1 e A2). Os dados juntos à comunidade foram coletados por meio de diálogos informais e formulários semiestruturados. Antes da execução, a pesquisa foi aprovada pelo Comitê de Ética em Pesquisa Humana da Universidade Federal do Piauí (CAAE 03615018.5.0000.5214). Foram levantadas 20 espécies de aves migratórias distribuídas em duas ordens e três famílias. As espécies mais frequentes foram Charadrius semipalmatus, Calidris pusilla, Arenaria interpres, Numenius phaeopus e Actitis macularius. A guilda trófica dominante foi a das aves que se alimentam de invertebrados aquáticos (INVAQ) com 17 espécies, seguidas pelas piscívoras (PIS), insetívoras (INSET) e onívoras (ONI). Em relação à variação das espécies entre as estações secas e úmidas verificou-se maior abundância para esta ultima (úmida = 226,77; seca = 99,57). Os pescadores da comunidade Macapá citaram 14 espécies de aves, mais abundantes entre os meses de novembro a março. A maioria dos pescadores relatou que as aves reduziram suas populações na área de estudo, e apontaram o aumento do fluxo de pessoas, a caça e a perda de hábitat como as principais causas. As principais atividades turísticas que impactam as aves migratórias na perspectiva dos entrevistados foram: a prática do kitsurf, o passeio de banana boat e o passeio de barco. Os entrevistados também sugeriram medidas para auxiliar na conservação das aves, tais como: o controle das atividades turísticas; o zoneamento para a prática do kitsurf e a educação ambiental para os turistas que frequentam a região. Apesar dos impactos causados pela ação antrópica, a área de estudo apresenta uma rica diversidade de aves migratórias, o que faz da região um local importante para intensificar as medidas de conservação, podendo assim garantir um cenário adequado para o futuro das espécies que invernam nos estuários Cardoso e Camurupim.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1653145 - ANDERSON GUZZI
Interno - 423676 - ANTONIO CARDOSO FACANHA
Externo à Instituição - GUILHERME RAMOS DA SILVA - UESPI
Externo à Instituição - Guilherme Fernandez Gondolo - NENHUMA
Interno - 2129289 - MARCIA LEILA DE CASTRO PEREIRA
Notícia cadastrada em: 10/05/2019 19:34
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 23/10/2021 12:24