Notícias

Banca de DEFESA: KEICYANE ALVES DE SOUSA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: KEICYANE ALVES DE SOUSA
DATA: 11/05/2020
HORA: 09:00
LOCAL: Sala virtual indicada após o Resumo
TÍTULO: Dinâmica espaço-temporal da clorofila-a nos reservatórios do semiárido piauiense
PALAVRAS-CHAVES: Qualidade da Água. Clorofila-a. Eutrofização. Sensoriamento Remoto. Semiárido
PÁGINAS: 172
GRANDE ÁREA: Outra(s)
ÁREA: Ciências Ambientais
RESUMO:

A água é bem essencial para a existência da vida no planeta. A região do semiárido, área que mais sofre com a escassez de água, tem utilizado a construção de açudes, barragens e reservatórios como forma de conviver com a seca que assola a região. Nesse tipo de estrutura hídrica é comum a afloração de algas, resultado do processo de eutrofização. Ambientes altamente eutrofizado, têm seu uso, inviabilizado. A clorofila-a é o principal componente na identificação do processo de eutrofização. Sua determinação é feita por metodologias tradicionais, que necessitam de coletas in situ em vários pontos amostrais. Esse processo é lento, caro e muitas vezes inviável de ser praticado em larga escala. Nessa conjuntura, o sensoriamento remoto pode auxiliar o monitoramento da qualidade da água, através do uso de imagens de satélites. O objetivo do presente trabalho é discutir a viabilidade do monitoramento da dinâmica espaço-temporal da clorofila-a nos reservatórios de água inseridos no semiárido piauiense por meio da utilização do sensoriamento remoto. Para isso, foram estabelecidos os seguintes objetivos específicos: 1) Investigar de que modo a produção científica mundial tem retratado a temática. 2) Caracterizar os aspectos naturais e a interação da população local com os reservatórios. 3) Avaliar modelos de algoritmos de sensoriamento remoto já existentes na literatura, aplicando-os na área de estudo. 4) Desenvolver um algoritmo baseado em amostras in situ e no sensoriamento remoto para a região estudada; 5) Estudar sobre os impactos que a eutrofização causar na qualidade d’água. Os resultados permitiram conhecer como a temática é estudada em todo o mundo. As informações apresentadas, possibilitaram reconhecer, que a seca, fenômeno recorrente no semiárido piauiense e as condições ambientais locais, diminuem a capacidade volumétrica dos reservatórios, e, consequentemente, intensificam o processo de eutrofização. Além disso, foi possível verificar que a dinâmica temporal de atributos limnológicos, tem influência direta na qualidade da água. As amostragens in situ, mostraram que os reservatórios têm grande quantidade de clorofila-a. Tal percepção foi confirmada através dos algoritmos de estimativas de clorofila-a elaborados usando imagens de sensoriamento remoto. As imagens do satélite Sentinel-2 foram eficientes na espacialização dos resultados. Constatou-se o caráter cíclico do processo de eutrofização.

 

LINK DA SALA VIRTUAL: https://conferenciaweb.rnp.br/webconf/giovana-mira-de-espindola


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2098982 - GIOVANA MIRA DE ESPINDOLA
Interno - 302.181.523-53 - FRANCISCO SOARES SANTOS FILHO - UESPI
Interno - 423289 - JOAO BATISTA LOPES
Externo à Instituição - LEONARDO MADEIRA MARTINS - UNINOVAFAPI
Externo à Instituição - REURYSSON CHAGAS DE SOUSA MORAIS - IFPI
Notícia cadastrada em: 08/05/2020 17:25
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb06.ufpi.br.instancia1 23/10/2021 11:16