Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: MARIANA FONTENELE RAMOS

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: MARIANA FONTENELE RAMOS
DATA: 25/05/2020
HORA: 09:00
LOCAL: Sala Virtual
TÍTULO: ESTIMATIVA DE PERDAS DE SOLO POR EROSÃO PLUVIAL NA BACIA HIDROGRÁFICA DA BARRAGEM PETRÔNIO PORTELA, LOCALIZADA NO SEMIÁRIDO PIAUIENSE
PALAVRAS-CHAVES: Erosão; RUSLE; Geoprocessamento; Sensoriamento remoto; Semiárido
PÁGINAS: 117
GRANDE ÁREA: Outra(s)
ÁREA: Ciências Ambientais
RESUMO:

A erosão do solo é um fenômeno natural que ocorre continuamente sobre a superfície terrestre, porém o seu agravamento varia conforme as características ambientais e antrópicas de cada região. A erosão pluvial ou hídrica é gerada no momento no qual a energia do escoamento superficial é maior que as forças de coesão que mantêm os elementos do solo unidos. Desse modo, o presente trabalho propõe analisar as perdas estimadas de solo por erosão pluvial na bacia hidrográfica da Barragem Petrônio portela, localizada no semiárido piauiense, levando-se em consideração as próprias condições naturais da região somadas à transformação temporal de suas condições antrópicas, através do modelo Equação Universal de Perdas de Solo Revisada (RUSLE). Para isso, apresenta-se o mapeamento de variáveis determinantes para a ocorrência de erosão hídrica na bacia, por meio do sensoriamento remoto e do geoprocessamento, realizando, também, uma análise de conteúdo sistêmico e interdisciplinar que compreenda os aspectos ambientais e socioeconômicos da região. Dessa maneira, as componentes da RUSLE foram avaliados de forma individualizada por meio dos seguintes fatores: fator R, fator K, fator LS e fator CP. Assim, com os resultados preliminares obtidos, a erosividade das chuvas (fator R) foi de 6418,6 MJ mm ha-1 ano-1,sendo classificada como mediana. Já o fator topográfico (LS) apresentou pequena variação, atingindo a média de 5,65, devido principalmente à predominância de um relevo do tipo suave. Nesta perspectiva, espera-se que a identificação de áreas associadas a processos de erosão acelerada, realizada pelo estudo, forneçam subsídios para a criação de estratégias de planejamento de ações adequadas e associadas ao manejo e conservação dos recursos naturais na bacia hidrográfica da Barragem Petrônio Portela.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 423676 - ANTONIO CARDOSO FACANHA
Interno - 1670535 - CLARISSA GOMES REIS LOPES
Presidente - 2098982 - GIOVANA MIRA DE ESPINDOLA
Externo à Instituição - JOSELIA DE CARVALHO LEAO - UESPI
Externo à Instituição - LEONARDO MADEIRA MARTINS - UNINOVAFAPI
Notícia cadastrada em: 08/05/2020 18:03
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 25/10/2021 04:48