Notícias

Banca de DEFESA: LAÍZA MENDONÇA COSTA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: LAÍZA MENDONÇA COSTA
DATA: 28/07/2020
HORA: 08:30
LOCAL: Sala Virtual (ConferênciaWeb - RNP - Link de acesso a sala abaixo do resumo)
TÍTULO: Inovação, licenciamento e sustentabilidade ambiental em indústrias de cerâmica vermelha,
PALAVRAS-CHAVES: Cerâmica vermelha. Inovação. Licenciamento. Sustentabilidade
PÁGINAS: 89
GRANDE ÁREA: Outra(s)
ÁREA: Ciências Ambientais
RESUMO:

A construção civil possui participação significativa no percentual do Produto Interno Bruto (PIB) nacional, representando aproximadamente 6% do PIB nacional e aloca 30% do total da indústria brasileira. O setor engloba, entre suas ramificações, a indústria de cerâmica vermelha, com demandas crescente, visto que ainda é o principal material utilizado em coberturas e paredes estruturais ou de vedação em obras residenciais e comerciais. Além disso, o setor tem tendência a ser instalado afastado do espaço urbano, sendo assim gerador de empregos em larga escala. Em contrapartida, o processo produtivo de cerâmica vermelha gera impactos ambientais negativos também em grandes proporções. A matéria-prima (argila) é um mineral abundante na natureza, fazendo com que as empresas negligenciem seu uso, tornando a sua retirada, produção, transporte e uso um fator de geração de resíduos que traz malefícios ao meio ambiente. Com elevado índice de desperdício, é necessário repensar o processo produtivo do segmento, com alternativas que visem a produção mais limpa de materiais derivados desta indústria. Este trabalho objetivou fazer um apanhado dos impactos ambientais das indústrias de cerâmica vermelha e relacioná-los às incompatibilidades ligadas ao licenciamento e inovação empregada nas empresas. Para isso, foi definida uma amostra de empresas do ramo no Piauí e região limitante do Maranhão, com a finalidade de identificar nelas práticas de inovação e Compliance, através de check list, investigando como estas práticas se relacionam com a sustentabilidade ambiental dos empreendimentos. Inicialmente foi feita uma pesquisa bibliográfica no portal de periódicos da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), através da qual foram observadas características semelhantes destas indústrias a nível nacional e internacional, assim como foram agrupados os trabalhos da área ora publicados, sendo possível com isso entender o setor e as pesquisas existentes neste, assim como foi observado o número pequeno de artigos que relacionem o setor em sua atuação ambiental. Em seguida, foram visitadas amostras de empresas na região, para analisar fatores intrínsecos direta e indiretamente ligados aos impactos no decorrer do processo produtivo. Foram listados também os autos de infração desta indústria pelos dados disponibilizados no Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA), e foi observada a redução quase linear dos processos abertos em todo o Brasil.  Constatou-se, com a pesquisa, que quanto maior o grau de inovação e maior controle normativo das fábricas de cerâmica vermelha, menor o impacto ambiental negativo causado por elas ao longo do ciclo de vida dos produtos. Quanto aos dados de licenciamento ambiental infringido, foi importante notar que a coleta existente nos sites oficiais apresenta uma diminuição em escala linear nos níveis de infrações. Dessa explanação, confirmou-se o impacto da indústria à sustentabilidade ambiental, assim como seu impacto social nas comunidades em que se inserem. Os resultados da pesquisa, enfim, corroboram cientificamente com os achados do tema no Brasil.

 

Link da Sala Virtual: https://conferenciaweb.rnp.br/conference/rooms/laiza-mendonca-costa/invite


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - ANTONIO JOAQUIM DA SILVA - IFPI
Externo à Instituição - BRUNA DE FREITAS IWATA - IFPI
Interno - 1670535 - CLARISSA GOMES REIS LOPES
Interno - 423289 - JOAO BATISTA LOPES
Presidente - 2311725 - JOSSIVALDO DE CARVALHO PACHECO
Notícia cadastrada em: 07/07/2020 14:19
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 20/10/2021 04:02