Notícias

Banca de DEFESA: CAÍQUE RODRIGUES DE CARVALHO SOUSA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: CAÍQUE RODRIGUES DE CARVALHO SOUSA
DATA: 29/01/2021
HORA: 08:30
LOCAL: sala virtual: https://conferenciaweb.rnp.br/webconf/jose-machado-moita-neto
TÍTULO: FORMAÇÃO AMBIENTAL PARA A CIDADANIA
PALAVRAS-CHAVES: Educação Ambiental; Ensino de Biologia; MDMA-UFPI.
PÁGINAS: 70
GRANDE ÁREA: Outra(s)
ÁREA: Ciências Ambientais
RESUMO:

A cidadania é um processo que permite assegurar a dignidade humana, por meio da disposição de direitos e deveres às interações sociais. A educação ambiental (EA) é essencial para a formação cidadã e considerada componente essencial e permanente da educação nacional, na busca de formar cidadãos críticos, participativos, reflexivos e sensibilizados com a questão ambiental. O componente curricular Biologia apresenta muitos conteúdos de cunho ambiental e facilita a abordagem da EA nas suas atividades educacionais. Muitos profissionais da Biologia são egressos do Mestrado em Desenvolvimento e Meio Ambiente da Universidade Federal do Piauí (MDMA-UFPI), cujo perfil é de especialistas com visão crítica e interdisciplinar para o exercício da pesquisa e docência e habilitados para gerenciar políticas ambientais e desenvolvê-las ao alcance do desenvolvimento sustentável. O objetivo geral dessa dissertação foi analisar o caráter transversal da EA, por meio de sua abordagem na disciplina de Biologia (ensino médio), como perspectivas acadêmicas para minimizar/solucionar problemas urbanos e no mestrado em desenvolvimento e meio ambiente. Para isso, os objetivos específicos foram os seguintes: a) Trazer panorama, com recorte temporal de dez anos, de artigos científicos em escalas nacional e internacional que abordaram temáticas socioambientais no ensino de Biologia; b) Verificar perspectivas de EA, a partir de trabalhos científicos realizados no Brasil, que envolvem a temática de educação ambiental no ambiente urbano; e, c) Compreender conceitos e objetivos de EA do ponto de vista de mestres formados no MDMA-UFPI, caracterizando o perfil desses profissionais. Para tais, foi realizado estado da arte de artigos científicos, em contextos nacional e internacional, sobre a discussão de temáticas socioambientais em diferentes circunstâncias, no ensino de Biologia (2009-2019), e, também, sobre perspectivas acadêmicas de EA em contextos do ambiente urbano brasileiro (2014-2019). Além disso, foram aplicados questionários aos mestres em desenvolvimento e meio ambiente da UFPI para verificação de suas compreensões sobre EA. No ensino de Biologia, a EA foi evidenciada como ação educativa para a formação cidadã, como amenizadora de problemas socioambientais, como necessária à compreensão do meio para o bem-estar das pessoas, entre outros. Nos contextos urbanos, a EA foi trazida como medida compensatória para contextualizar políticas públicas e estabelecer ações sobre eventuais impasses ambientais, como possibilidade para apontar problemas de impactos ambientais nas cidades contemporâneas, como ato de cidadania que considere a arborização urbana como fator de preservação ambiental da cidade, etc. Os mestres em desenvolvimento e meio ambiente, em sua maioria, são formados em Ciências Biológicas, com especialização em Gestão Ambiental, e que veem a EA como processo de formação (educacional) e de valores sociais, cujo intento é integrar ciência e tecnologia para a sustentabilidade ambiental.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 025.573.063-20 - BRUNA DE FREITAS IWATA - IFPI
Interno - 1984821 - PATRICIA MARIA MARTINS NAPOLIS
Interno - 1670535 - CLARISSA GOMES REIS LOPES
Externo à Instituição - JOSE CARLOS RAULINO LOPES - IFPI
Externo à Instituição - RAFAEL RODRIGUES DE MORAES - IFMA
Notícia cadastrada em: 16/12/2020 00:15
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 22/10/2021 16:15