Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: ELLEN LETÍCIA SARAIVA DE CARVALHO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ELLEN LETÍCIA SARAIVA DE CARVALHO
DATA: 23/07/2021
HORA: 09:30
LOCAL: Sala virtual (meet).
TÍTULO: MIRMECOFAUNA ASSOCIADA À BACTÉRIAS EM AMBIENTE HOSPITALAR E ZOOPERCEPÇÃO DE PROFISSIONAIS RELACIONADOS À BIOSSEGURANÇA, EM TERESINA-PI
PALAVRAS-CHAVES: Mirmecologia; Percepção Ambiental; Biossegurança; Infecção Hospitalar; Formigas em Hospitais.
PÁGINAS: 91
GRANDE ÁREA: Ciências Biológicas
ÁREA: Zoologia
SUBÁREA: Comportamento Animal
RESUMO:

Os insetos da Família Formicidae, são sociais e estão envolvidas em atividades tais, como: herbivoria, dispersão de sementes, predação e mutualismo com plantas. As formigas tem bastante importância para o ecossistema e desempenham inúmeras funções, além de serem as mais adaptadas aos mais diversos ambientes, contudo no ambiente hospitalar esses insetos podem ser atraídos por remédios e alimentos, e essa procura as faz circular por todos os recintos e carrear patógenos, aumentando o número de infeções hospitalares. Identificar formigas andarilhas de hospitais e conhecer as percepções que profissionais da área de Biossegurança hospitalar e funcionários do hospital, como a lei aborda o tema e realizar um levantamento bibliométrico da temática. A área de estudo foi o hospital universitário da UFPI, onde foram feitas coletas de setembro a novembro, com o auxílio de armadilhas de mel e salsicha em diversas dependências do hospital, as entrevistas foram realizadas de forma remota com a equipe de Biossegurança que forma o SESMT e a CIPA da instituição, os funcionários responderam o questionário acerca de suas percepções em relação as formigas no ambiente hospitalar. A pesquisa documental foi realizada categorizando os documentos em quatro tipos: Aqueles com Informações Pouco Precisas (IPP), Informações precisas, mas com Lacunas de Entendimento (IPL), informações precisas, mas com déficit de dados (IPDD) e com Informações Precisas (IP). O levantamento bibliográfico foi feito com o auxílio das bases dados já conhecidas, como Google Scholar, Web of Science, Scielo, Scopus e as bases médicas, como Lilacs e MedLine. Os resultados encontrados na pesquisa documental sugerem que apesar de a legislação preocupar-se com a presença de vetores, seu foco está mais voltado para áreas de resíduos e alimentação, excluindo outras áreas do hospital onde também podem haver insetos forrageando. A pesquisa bibliométrica mostrou que o Brasil é o país que mais tem pesquisas nessa temática e a região Centro-oeste é a mais importante para esses estudos, demonstrou também que os hospitais são os locais de pesquisa de maior relevância para o tema e que os pesquisadores optam geralmente por identificar e isolar espécies de bactérias do corpo desses formicídeos. As conclusões parciais apontam que é necessário que a legislação seja atualizada e ponha uma atenção maior em outros locais dos hospitais que a literatura mostra que existem insetos e os agentes que eles carregam, e por outro lado é necessário que outras regiões e estados do país se preocupem com a temática para que esta passe a ser discutida e tome a relevância que ela necessita.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1291400 - DENIS BARROS DE CARVALHO
Interno - 1167785 - ROSELI FARIAS MELO DE BARROS
Interno - 423426 - JOSE DE RIBAMAR DE SOUSA ROCHA
Externo ao Programa - 604.205.101-68 - GECILANE FERREIRA - UFT
Externo à Instituição - MARIA EDILEUZA DE SOUSA - UEMA
Notícia cadastrada em: 12/07/2021 19:59
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb02.ufpi.br.timers 21/10/2021 00:03