Notícias

Banca de DEFESA: FELIPE SÁVIO CARDOSO TELES MONTEIRO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: FELIPE SÁVIO CARDOSO TELES MONTEIRO
DATA: 11/04/2014
HORA: 09:00
LOCAL: AUDITORIO DO TROPEN/UFPI
TÍTULO:

COMPORTAMETOS ECOLÓGICOS RESPONSÁVEIS E EDUCAÇÃO AMBIENTAL: UMA ANÁLISE PAUTADA NO ENSINO DA PSICOLOGIA AMBIENTAL


PALAVRAS-CHAVES:

 

 

Ensino de Psicologia Ambiental; Comportamentos ecológicos; Escala de Medida; Ambientalização Curricular e Formação do Psicólogo.

 


 


PÁGINAS: 80
GRANDE ÁREA: Outra
ÁREA: Ciências Ambientais
RESUMO:

 

O objetivo desta dissertação foi avaliar o grau de comportamentos ecológicos responsáveis de alunos dos cursos de Psicologia do Piauí e o ensino da disciplina de Psicologia Ambiental, como instrumento de ambientalização curricular dos Cursos de Psicologia nas cidades de Teresina e Parnaíba-PI. Para isto se fez dois estudos: No primeiro buscou-se a caracterização de comportamentos ecológicos responsáveis por meio da Escala de Comportamento Ecológico (ECE), foram realizadas análises para caracterização das amostras, análise fatorial exploratória, alfa de Cronbach para verificação de validade e precisão e teste t - Student para amostras independentes e uma MANOVA, tendo como variáveis dependentes (critérios) as quatro dimensões previamente encontradas e descritas, e como variáveis de agrupamento as amostras de estudantes dos quatro cursos até então coletados. Participaram desta pesquisa um total de 316 participantes, distribuídos entre homens e mulheres (244 mulheres e 74 homens), com média de idade de 25,4 (dp= 7,5). Para verificar fatorabilidade da matriz de correlações entre os itens da escala de comportamento ecológico foram empregados os índices Kaiser-Meyer-Olkin (KMO) e Teste de Esfericidade de Bartlett. Os valores destas análises apoiaram a utilização da técnica da análise fatorial exploratória (AFE), tendo sido apresentado os seguintes valores: KMO = 0,86 e Teste de Esfericidade de Bartlett χ² (561) = 3.536,86; p< 0,001. Neste sentido, decidiu-se realizar uma análise fatorial exploratória com método PAF (Principal Axis Factoring), sem fixar número de fatores a serem extraídos, entretanto, fixando a rotação Promax por meio da análise PAF, foram então extraídos quatro fatores com valores próprios de 7,72, 2,89, 2,00 e 1,60 respectivamente, onde foram chamados de “Ativismo e Reciclagem; Comportamentos Ecológicos Diários; Conservação de Energia e Limpeza Urbana” apresentando índices de consistência interna satisfatórios, respectivamente 0,71, 0,81, 0,72 e 0,70. No segundo estudo, foram entrevistados por email os 6 professores responsáveis pela disciplina obrigatória de Psicologia Ambiental da Universidade Federal do Piauí. O roteiro da entrevista foi dividido em cinco seções: 1) Dados pessoais; 2) Relação prévia com a disciplina; 3) Prática/conteúdo de ensino; 4) Obrigatoriedade da disciplina e de um professor especializado; 5) Desafios para a consolidação da disciplina. Os principais resultados deste estudo foram: apenas dois professores tiveram contato prévio com a disciplina PA na graduação e somente 1 professor se identifica com a disciplina. Nas práticas de ensino predominam estratégias convencionais, com exceção do uso da pesquisa como instrumento didático por parte de um professor. Os conteúdos são os mais diversos, com maior ou menor aproximação dos conteúdos tradicionais relacionados à Psicologia Ambiental e variando em função do perfil de cada professor. A maior parte dos professores considera que a disciplina deva ser obrigatória, embora não necessariamente ministrada por um especialista na área. O principal desafio para a consolidação da disciplina de PA, segundo os professores entrevistados, é a reforma do projeto pedagógico do curso (PPC), o que inclui uma revisão das atuais ênfases do curso e uma redefinição do papel da PA na formação dos Psicólogos.

 

 

 

 

 

 

 

 

 


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1291400 - DENIS BARROS DE CARVALHO
Interno - 423289 - JOAO BATISTA LOPES
Interno - 1167476 - JOSE LUIS LOPES ARAUJO
Externo à Instituição - JOSÉ DE QUEIROZ PINHEIRO - UFRN
Notícia cadastrada em: 24/03/2014 15:57
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb07.ufpi.br.instancia1 20/01/2020 14:06