Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: AMANNDA MENEZES DE OLIVEIRA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: AMANNDA MENEZES DE OLIVEIRA
DATA: 20/10/2014
HORA: 15:00
LOCAL: SALA DE REUNIÃO DO TROPEN
TÍTULO:

 

RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL: ANÁLISE DE SUA GESTÃO NO MUNICÍPIO DE TERSINA


PALAVRAS-CHAVES:

 

gerenciamento, classes, ambiente urbano, verticalização, tratamento.


PÁGINAS: 52
GRANDE ÁREA: Outra
ÁREA: Ciências Ambientais
RESUMO:

 

O deslocamento populacional em massa do campo para as cidades em um curto espaço

de tempo, resultou em um dos mais preocupantes problemas atuais e ambientais, que é a

geração de resíduos sólidos. A indústria da construção civil tem papel fundamental no

desenvolvimento econômico e espacial das cidades, contudo, a ineficiência de alguns

processos produtivos a fazem uma grande geradora de resíduos. A Resolução do

CONAMA N° 307/02 alterada pela Resolução CONAMA N° 448/2012, dispõe sobre as

diretrizes para a gestão de resíduos da construção civil, por motivos ambientais e

econômicos, existe uma necessidade crescente de procedimentos para aproveitamento

desses materiais, que são considerados potencialmente recicláveis. A presente pesquisa

propõe analisar a gestão de resíduos da construção civil na cidade de Teresina, por meio

da identificação qualitativa dos resíduos gerados em canteiros de obras de edificação

vertical com fins residenciais, além de tratar de dados quantitativos relacionados ao

volume de resíduos Classe A gerados no Município, bem como, a análise do entorno

das áreas de disposição final dos mesmos. O artigo apresentado nessa monografia teve

como objetivo caracterizar os resíduos de forma qualitativa, a fim de diagnosticar as

classes de resíduos mais presentes durante o processo construtivo. O levantamento de

dados se deu em três canteiros de obras de edificação vertical com fins residenciais

pertencentes a três construtoras distintas, a metodologia utilizada baseou-se em visitas

nos locais das obras, em um período de seis meses com frequência quinzenal, em que

um checklist previamente elaborado dispunha das informações necessárias para obter os

dados qualitativos os resíduos. As obras encontravam-se em fases distintas do processo

construtivo, o que foi permitido perceber a heterogeneidade dos resíduos gerados nas

obras entre si. Após toda coleta de dados e análise destes, constatou-se que os resíduos

inscientes nas obras tinham classe em comum, contudo, as obras não dispunhas de

equipamentos de coletas suficientes para uma efetiva segregação de resíduo na fonte,

além de todo processo de gerenciamento funciona como medida corretiva e não

preventiva. Recomendou-se a elaboração de planos de gerenciamento de resíduos que

funcionem de forma efetiva, bem como, o tratamento adequado dos RCC,

principalmente, àquelas que apresentam potencial para reciclagem.







MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - ARTEMARIA COELHO DE ANDRADE - UESPI
Interno - 1167538 - JOSE MACHADO MOITA NETO
Presidente - 1354664 - WILZA GOMES REIS LOPES
Notícia cadastrada em: 06/10/2014 11:38
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb04.ufpi.br.instancia1 18/01/2020 12:38