Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: DANIEL DE ARAÚJO MARÇAL

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: DANIEL DE ARAÚJO MARÇAL
DATA: 24/11/2014
HORA: 16:00
LOCAL: SALA DE REUNIÃO DO TROPEN
TÍTULO:

 

IMPACTO DO LANÇAMENTO DE EFLUENTES DA ETE-PIRAJÁ SOBRE A QUALIDADE DAS ÁGUAS DO RIO PARANAÍBA, TERESINA-PI


PALAVRAS-CHAVES:

 

 Recursos hídricos, tratamento de efluentes e qualidade da água


PÁGINAS: 83
GRANDE ÁREA: Outra
ÁREA: Ciências Ambientais
RESUMO:


Essa pesquisa teve como objetivo principal avaliar o impacto gerado pelo lançamento do efluente tratado na ETE Pirajá sobre o rio Parnaíba no tocante a alteração da qualidade da água. Como objetivos específicos realizou-se ainda a avaliação do IQA nos pontos a montante e jusante, avaliação do esgoto e efluente tratado, quantificação das cargas poluidoras, análise da eficiência do sistema ETE-Pirajá e avaliação da conformidade dos parâmetros físico-químico e bacteriológicos aos requisitos legais. A área de realização da pesquisa abrangeu um trecho de cerca de 6km na margem direita do rio Parnaíba na zona urbana de Teresina e a ETE-Pirajá que atende parte da zona norte e centro de Teresina. Utilizou-se como metodologias para execução da pesquisa o monitoramento da qualidade água a jusante e montante do lançamento dos efluentes através de coletas de campo e análises laboratoriais, a avaliação da eficiência do sistema de tratamento da ETE-Pirajá com cálculos de eficiência de remoção de poluentes para as variáveis DBO, Coliformes fecais e Sólidos Totais, e ainda analisou-se a correlação entre as variações das vazões e a qualidade da água do rio. Os resultados obtidos demonstraram que ocorreu um impacto negativo no tocante a qualidade da água, sendo que o IQA a montante e jusante do ponto de lançamento foi classificado como Ruim. Verificou-se ainda, através de análise comparativa, que outros pontos a montante do lançamento, que já vinha sendo monitorados anteriormente também apresentaram IQA ruim, em decorrência de diversas ações impactantes sobre o rio que ocorrem a montante do lançamento. Constatou-se que o rio Parnaíba por possuir altas vazões e volumes de água, apresentou uma elevada capacidade de diluição das cargas poluidoras contidas nos efluentes lançados. Quanto as variáveis físico-químicas e biológicas analisas constatou-se que as concentrações de E.Coli e Turbidez ficaram acima dos parâmetros definidos pelas normas CONAMA, provocado principalmente pelo lançamento de esgoto bruto e pelo assoreamento do rio e carreamento de sedimentos. O sistema de tratamento da ETE foi considerado eficiente na sua totalidade para a remoção de matéria orgânica e patógenos, com baixa eficiência para os sistemas individuais nas lagoas de tratamento, demonstrando que as lagoas da ETE necessitam de manutenção e reparos. Conclui-se então que ocorreu um impacto negativo porém de baixa intensidade sobre a qualidade da água a jusante do lançamento efluentes da ETE, sendo que as alterações da qualidade da água são geradas principalmente por diversas ações antrópicas impactantes sobre o rio Parnaíba a montante do lançamento, dentre elas o lançamento de esgoto bruto sem tratamento, desmatamento das margens, acumulo de lixo, lavagem de veículos dentre outras. Sendo necessário ações de controle e fiscalização por parte dos órgão ambientais e gestores dos recursos hídricos, principalmente o monitoramento contínuo da qualidade da água.

 


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1306580 - CARLOS ERNANDO DA SILVA
Interno - 422881 - CLETO AUGUSTO BARATTA MONTEIRO
Externo à Instituição - TICIANA MARINHO DE CARVALHO STUDART - UFC
Notícia cadastrada em: 11/11/2014 10:34
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb07.ufpi.br.instancia1 28/01/2020 23:07