Notícias

Banca de DEFESA: FRANCISCO DAS CHAGAS CARDOSO FILHO

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: FRANCISCO DAS CHAGAS CARDOSO FILHO
DATA: 14/08/2015
HORA: 16:00
LOCAL: Auditório do Prédio do Programa de Pós-Graduação em Ciência Animal
TÍTULO:

MONITORAMENTO DE FUNGOS TOXIGÊNICOS EM DERIVADOS DE MILHO (Zea mays L.) E ARROZ (Oryza sativa L.) E AVALIAÇÃO DA CAPACIDADE DA PRODUÇÃO DE MICOTOXINAS POR ISOLADOS


PALAVRAS-CHAVES:

bactérias, ELISA, fumonisina, fungos, micotoxinas


PÁGINAS: 56
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Ciência e Tecnologia de Alimentos
SUBÁREA: Ciência de Alimentos
ESPECIALIDADE: Microbiologia de Alimentos
RESUMO:
 
O consumo de cereais faz parte da cultura alimentar brasileira. O armazenamento de grãos em
condições inadequadas favorece o crescimento de
micro-organismos. A pesquisa foi realizada
para determinar a presença de coliformes,
Salmonella, Bacillus cereus, fungos e contaminação
 por micotoxinas em 40 produtos
a base de arroz, identificar a presença de fungos do gênero
Fusarium
e avaliar quanto à contaminação por fumonisina em um produto a base de milho,
destinados ao consumo humano. Foram utilizadas 30 amostras de farinha de milho a partir de seis
diferentes marcas vendidas em supermercados. A coleta foi realizada entre janeiro e março de 2011.
A avaliação micológica foi realizada imediatamente, e em seguida foram armazenadas a – 4 ºC,
alíquotas, para posteriormente serem feitas as análises de micotoxinas. Em relação às normas
microbiológicas os resultados estavam dentro do padrão estabelecido. Várias espécies de
fungos, especialmente
Aspergillus flavus e Penicillium citrinum, foram isolados, mas as cepas
não foram capazes de produzir aflatoxinas e citrinina, respectivamente. Foram isoladas 34
isolados de Fusarium Verticilloides dos derivados de milho. Esses isolados possuem
capacidade de produzirem fumonisinas B1, B2 e B3, com valores que variaram de 48,2 µg/g
para 1190,1 µg/g de fumonisina B1, 6,7 µg/g para 311,5 µg/g de fumonisina B2 e 23 µg/g para
667 µg/g de Fumonisina B3. As concentrações de fumonisinas por isolados variaram de
84,3 µg/g a 2168,6 µg/g. Todas as amostras analisadas apresentaram fumonisinas, com valores
 que variaram de 0,10 µg/g a 2,13 µg/g. As amostras de derivados de arroz tinham condições
 higiênico-sanitárias satisfatórias, e livre de micotoxinas
e que em relação ao derivado de milho
pode-se concluir que a
população esta exposta a diferentes níveis de fumonisinas.

MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 423411 - MARIA CHRISTINA SANCHES MURATORI
Externo ao Programa - 423661 - MARIA MARLUCIA GOMES PEREIRA
Externo ao Programa - 048.121.816-58 - MARUZANETE PEREIRA DE MELO - UFLA
Externo ao Programa - 876.013.973-00 - RODRIGO MACIEL CALVET - IFMA
Externo ao Programa - 3431900 - WALESKA FERREIRA DE ALBUQUERQUE
Notícia cadastrada em: 14/07/2015 11:01
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb04.ufpi.br.sigaa 14/06/2024 22:12