Notícias

Banca de DEFESA: POLLYANA OLIVEIRA DA SILVA

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: POLLYANA OLIVEIRA DA SILVA
DATA: 06/11/2015
HORA: 08:00
LOCAL: Nucleo de Pos Graduação do CCA/UFPI
TÍTULO:

Resistência e tolerância de fêmeas da raça Anglonubiana a infecção por nematóides gastrintestinais


PALAVRAS-CHAVES:

Caprinos. Resistência parasitária. Multivariada. Índice de Seleção.


PÁGINAS: 67
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Zootecnia
SUBÁREA: Produção Animal
ESPECIALIDADE: Criação de Animais
RESUMO:

Na pesquisa utilizou-se, do Banco de dados informações de 45 fêmeas da raça Anglonubiana, mensuradas na gestação, lactação, periparto, na cabra vazia no período de seca e no chuvoso do ano, 2009 a 2015. Abordou-se a sensibilidade a essa infecção com o OPG como característica única. Ordenou-se as cabras em cada estágio fisiológico e calculou-se correlações de Pearson e de Spearman com o OPG tratado como características distintas em cada um. Reordenou-se pela soma dos ranks (Índice de Mulamba; Mock, 1978) e formou-se três grupos com 15 cabras. Submeteu-se os grupos a analise em parcela subdivida. Abordou-se tolerância ao parasita por análise multivariada. Os dois primeiros componentes principais em cada estágio fisiológico foram estimados com OPG mais cinco caracteristicas e utilizados para criar a característica “distancia no gráfico de cada cabra a uma testemunha ideal”. Com essa nova característica repetiu-se as análises feitas com o Log10(OPG +1). Constatou que o índice de rank com o OPG separa as cabras em grupos com perfil de resistência e de sensibilidade a infecção por endoparasitas, enquanto a análise por componentes principais com medidas reeidas, detecta expressão de tolerância a essa infecção. Na abordagem que avaliou-se a influência da infecção na taxa de gestação em estação de monta em 2012 e a importância da ordem que cada cabra pare dentro da estação, observou-se que o contraste fêmeas que “gestaram” vs “não gestaram” não diferiu estatisticamente (P>0,05). Em relação ao manejo reprodutivo, fêmeas com idade mais avançada tendem a parir nas primeiras semanas e crias que tendem apresentar melhor desenvolvimento ponderal.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1167774 - JOSE ELIVALTO GUIMARAES CAMPELO
Interno - 423281 - IVETE LOPES DE MENDONCA
Interno - 1550485 - JOSE LINDENBERG ROCHA SARMENTO
Externo à Instituição - LUANNA CHACARA PIRES - UESB
Externo à Instituição - TANIA MARIA LEAL - SDR-PI
Notícia cadastrada em: 23/10/2015 22:45
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 25/06/2024 06:50