Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: LIDIANY VIANA PIRES

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: LIDIANY VIANA PIRES
DATA: 27/05/2016
HORA: 14:00
LOCAL: Auditório do Núcleo de Pós-Graduação em Ciências Agrárias
TÍTULO:

OCORRÊNCIA DE HEMOPARASITAS EM GATOS DOMESTICOS (Felis catus) E ASSOCIAÇÃO COM O VÍRUS DA LEUCEMIA FELINA E VÍRUS DA IMUNODEFICIÊNCIA FELINA EM TERESINA, PIAUÍ.


PALAVRAS-CHAVES:

Gatos domésticos (Felis catus), hemoparasitoses, FIV, FeLV, PCR, Associação


PÁGINAS: 64
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Medicina Veterinária
SUBÁREA: Medicina Veterinária Preventiva
ESPECIALIDADE: Epidemiologia Animal
RESUMO:

Doenças felinas transmitidas por vetores (FVBD) têm surgido nos últimos anos, mostrando uma geográfica mais ampla distribuição e aumento da prevalência global. Além da sua importância veterinária, gatos domésticos desempenhar um papel central no ciclo de transmissão de alguns agentes. Objetivo deste trabalho foi determinar a ocorrência de hemoparasitose em gatos domésticos (Felis catus) e sua associação com o Vírus da Leucemia Felina e Vírus da Imunodeficiência Felina em Teresina, Piauí. A pesquisa foi desenvolvida no Hospital Veterinário Universitário da Universidade Federal do Piauí. Dos 150 animais, jovens e adultos, sem distinção de raça ou sexo, foram colhidas amostras de sangue para avaliação hematológica, analise bioquímica, e para extração de DNA e sorologia para FIV e FeLV.  Hemoparasitas como: Mycoplasma haemofelis, Anaplasma platys, Leishmania sp, Ehrlichia canis, Babesia sp e Babesia vogeli foram pesquisadas em amostras de DNA de gatos domésticos por meio da Reação em Cadeia da Polimerase (PCR). Dos 150 animais amostrados, 55(36,6%) foram positivos para Micoplasma haemofelis, 13 (8,6%) foram para Leishmania sp e Anaplasma platys, quatro (2,66%) para Ehrlichia canis, cinco (3,33%) para Babesia sp., e um (0,66%) para Babesia vogeli. A ocorrência de infecção por FIV e FeLV que foi confirmadas por ELISA, em 20 (13,3%)  e 9 (6,0%) gatos domésticos respectivamente. Apenas uma das associações foi estatisticamente significativa, mostrando que na nossa amostra a proporção de animais afetados com M. haemofelis é maior em animais infectados por FIV. Das hemoparasitoses estudadas observou-se associação apenas entre FIV e Micoplasma haemofelis. A pesquisa determinou a presença de, Mycoplasma haemofelis, Anaplasma platys, Leishmanis sp, Ehrlichia canis, Babesia sp e Babesia vogeli em gatos pela primeira vez no Estado do Piauí, bem como a ocorrência de FIV e FeLV, alertando para a maior atenção por parte do médicos veterinários e população de um modo geral a respeito da doenças transmitidas por vetores e das retroviroses em gatos. Outra constatação foi à associação entre a presença de Mycoplasma haemofelis e FIV.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - FLAVIANE ALVES DE PINHO - FAPEPI
Externo à Instituição - MARIA DAS GRAÇAS PRIANTI - USP
Presidente - 423624 - SILVANA MARIA MEDEIROS DE SOUSA SILVA
Notícia cadastrada em: 25/05/2016 11:16
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb03.ufpi.br.sigaa 13/06/2024 11:57