Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: JEANE DE OLIVEIRA MOURA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: JEANE DE OLIVEIRA MOURA
DATA: 20/07/2016
HORA: 08:00
LOCAL: Nucleo de Pos Graduação do CCA/UFPI
TÍTULO:

Genômica populacional e proposta de manejo genético para rebanhos de conservação caprino Marota usando chips SNPs.


PALAVRAS-CHAVES:

extinção, microarranjos, recursos genéticos, variabilidde genética


PÁGINAS: 56
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Zootecnia
SUBÁREA: Genética e Melhoramento dos Animais Domésticos
RESUMO:

Com essa pesquisa objetivou-se testar a eficiência do Chip SNP caprino 50K da Illumina na investigação da estrutura populacional em rebanhos de conservação do caprino Marota; analisar a existência de introgressão de genes Anglonubianos em dois rebanhos de Conservação do caprino Marota no Estado do Piauí; avaliar variabilidade genética em rebanhos de conservação do caprino Marota no Piauí e apresentar proposta de manejo genético para reprodução de animais em rebanhos de conservação, visando manter a variabilidade. Analisou-se 86 caprinos Marota pertencentes ao rebanho de Conservação mantido pela Embrapa em Castelo-PI e 10 pertencente ao rebanho particular localizada em Elesbão Veloso-PI; também foram analisados 10 animais Anglonubianos pertencentes ao rebanho da UFPI localizado em Teresina-PI. Foram coletados 3 ml de sangue de cada animal com uso de tubo vacutaine, realizada extração do DNA bem como sua genotipagem utilizando o Chip SNP caprino 50K da Illumina. No primeiro capítulo a diversidade genética foi analisada comparando-se a frequência do menor alelo (MAF) entre os grupos. A estrutura populacional e diferenciação genética foram avaliadas utilizando-se abordagem bayesiana, análise de componentes principais (ACP) e o índice de fixação q. O caprino Marota e a raça Anglonubiana apresentaram diferenciação genética alta (FST=0,16). O maior número de SNPs fixos exclusivo no rebanho privado (3817) em relação ao da Embrapa (1811), pode ser justificado pela introdução de animais com fenótipo Marota, mas que teriam genes de outros grupos. O número de SNPs no rebanho particular compartilhado com a raça Anglonubiana (1024) maior que o valor observado para o rebanho da Embrapa (741) indica provável introgressão do Anglonubiano no rebanho privado. No segundo capítulo a diversidade e a estrutura de população dos rebanhos Marotas foram avaliadas e a proposta de manejo foi discutida com base na consanguinidade individual e em dendograma construído a partir da distância de Nei. Valores de Ho e He, respectivamente, iguais a 0,372 e 0,363 e FIS próximo de zero, indicam baixo risco de perda/fixação de genes no rebanho da Embrapa, que pode ser consequência do uso de reprodutores múltiplos, e mostra que atende exigências para conservação in situ. Logo concluí-se que: Há maior indício de introgressão gênica de outras raças no rebanho de conservação particular do caprino Marota; o Chip SNP caprino 50K da Illumina mostra-se informativo para análise de estrutura populacional em caprinos Marota; O rebanho caprino Marota da Embrapa apresenta condições para funcionar como núcleo de conservação; A proposta de manejo genético apresentada para rebanhos de conservação de raças em risco de extinção recomenda que na reposição de animais, quando feita do próprio rebanho, 40% dos reprodutores devem ser selecionados por característica de desempenho e o restante com base na maior distancia no dendograma e menor consangüinidade, onde os acasalamentos devem ocorrer entre animais de ramos distantes no dendograma.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1167774 - JOSE ELIVALTO GUIMARAES CAMPELO
Interno - 012.068.217-60 - ADRIANA MELLO DE ARAÚJO - EMBRAPA
Interno - 1550485 - JOSE LINDENBERG ROCHA SARMENTO
Externo ao Programa - 1737174 - FABIO BARROS BRITTO
Notícia cadastrada em: 01/07/2016 10:10
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb04.ufpi.br.sigaa 25/06/2024 06:25