Notícias

Banca de DEFESA: DANIELA CRISTINA PEREIRA LIMA

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: DANIELA CRISTINA PEREIRA LIMA
DATA: 28/07/2016
HORA: 08:30
LOCAL: Auditório do PPGCA-CCA/UFPI
TÍTULO:

Uso de glutamina e zinco em dietas para frangos de corte 


PALAVRAS-CHAVES:

Aminoácidos, Exigências, Minerais

 


PÁGINAS: 110
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Zootecnia
SUBÁREA: Produção Animal
ESPECIALIDADE: Criação de Animais
RESUMO:

Resumo

Objetivou-se avaliar o efeito da adição de L-glutamina e zinco sobre desempenho de frangos de corte nos períodos de 1 a 7 e de 1 a 21 dias de idade, peso dos órgãos digestivos e coração aos 21 dias de idade, composição e deposição de nutrientes na carcaça e viabilidade econômica das rações no período de 1 a 21 dias de idade, bioquímica plasmática, histomorfometria da bolsa cloacal, pesos absolutos e relativos dos órgãos linfoides e morfometria intestinal do duodeno, jejuno e íleo aos 21 dias de idade, e os coeficientes de digestibilidade dos nutrientes e balanço de nitrogênio no período de 9 a 15 dias de idade. Foram utilizados 630 pintos da linhagem Ross, distribuídas em delineamento inteiramente casualizados, em esquema 2 (1 e 2% de L-glutamina) x 3 (0,90, e 120 mg de zinco/kg de ração), com sete tratamentos e cinco repetições, com 18 aves cada. Para o ensaio experimental de metabolismo, foram selecionados 140 frangos machos e fêmeas da linhagem Ross, por peso, e alojados em gaiolas metabólicas. O delineamento experimental foi o mesmo utilizado no ensaio de desempenho.A suplementação combinada de L-glutamina e zinco não influenciou o desempenho, pesos absolutos e relativos dos órgãos digestivos e coração e rendimento de carcaça, peito, coxa e sobrecoxa, composição química e deposição de nutrientes na carcaça. A suplementação isolada de zinco influenciou de forma linear decrescente os pesos relativos do fígado, coração, moela e pâncreas e rendimento de gordura abdominal, e linear crescente o rendimento de peito. O nível de 1% de L-glutamina ocasionou efeito quadrático para o nível de zinco para asa+coxinha. A margem bruta e a rentabilidade média dos tratamentos testados foram inferiores ao controle. A suplementação de 1% L-glutamina combinada com zinco proporcionou aumento das proteínas totais, no entanto, quando associado com 2% deste aminoácido ocorreu redução tanto das proteínas totais como das globulinas. Não houve interação entre os nutrientes estudados para histomorfometria da bolsa cloacal, dos pesos absolutos e relativos dos órgãos linfoides e a morfometria intestinal do duodeno, jejuno e do íleo em frangos de corte aos 21 dias de idade.A associação entre a L-glutamina e o zinco independente dos níveis pesquisados ocasionou aumento das áreas total e medular da bolsa cloacal. O nível de 2% de L-glutamina sem a adição de zinco na dieta proporcionou os maiores valores para proteínas totais. Não houve efeito da combinação de L-glutamina e zinco sobre o coeficiente de digestibilidade da matéria seca. Nos níveis 1 e 2% de L-glutamina, o zinco, influenciou de forma  linear crescente e quadrática, respectivamente, o coeficiente de digestibilidade do extrato etéreo, e todos os tratamentos testados apresentaram maiores valores quando comparados com o controle. O tratamento com 2% de L-glutamina combinado com 120 mg de zinco/kg de ração apresentou maior excreção de nitrogênio, menor coeficiente de digestibilidade da proteína e menor eficiência de utilização do nitrogênio. A suplementação de 1% de L-glutamina associado com 120mg de zinco/kg de ração e de 2% de L-glutamina combinado com 42,71mg de zinco/kg  de ração proporcionam maior digestibilidade do extrato etéreo. Portanto, recomenda-se que mais pesquisas sejam desenvolvidas em condições de estresse térmico e em diferentes fases de criação com a adição da combinação de L-glutamina e zinco em dietas de frangos de corte. 


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 423442 - AGUSTINHO VALENTE DE FIGUEIREDO
Interno - 423174 - AMILTON PAULO RAPOSO COSTA
Externo à Instituição - DANIEL MEDEIROS DE NORONHA ALBUQUERQUE - IFPI
Externo à Instituição - DOMINGOS URQUIZA DE CARVALHO FILHO - IESM
Externo à Instituição - MARCOS ANTONIO DELMONDES BOMFIM - UFMA
Notícia cadastrada em: 15/07/2016 14:25
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb03.ufpi.br.sigaa 15/06/2024 12:12