Notícias

Banca de DEFESA: JEANE DE OLIVEIRA MOURA

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: JEANE DE OLIVEIRA MOURA
DATA: 13/12/2016
HORA: 08:00
LOCAL: Nucleo de Pos Graduação do CCA/UFPI
TÍTULO: Genômica populacional, diversidade genética e introgressão gênica em rebanhos de conservação de caprino naturalmente adaptado no Brasil
PALAVRAS-CHAVES: conservação in situ, extinção, Marota, microarranjos, SNP, recurso genétics, variabilidade
PÁGINAS: 63
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Zootecnia
SUBÁREA: Genética e Melhoramento dos Animais Domésticos
RESUMO:

Objetivou-se com o Chip de SNP caprino 50K, avaliar a estrutura genômica populacional de caprinos Marota no Piauí, num rebanho oficial de conservação in situ e em outro particular, com a análise de potencial erosão genética causada pela raça Anglonubiana e do uso de informações gênomicas aplicadas no manejo genético em rebanho de conservação in situ.  Foram genotipados 76 animais do rebanho oficial, 10 do rebanho particular e 10 da raça Anglonubiana. Os dados foram editados no programa PLINK v.1.9, considerando-se “call rate” para eliminar 5 % de SNPs e 5% das amostras que falharam. A diversidade genética foi analisada com os alelos de menor frequência (AMF) e pelo índice de fixação (FST). Na estratificação dos rebanhos e detecção de introgressão gênica utilizou-se componentes principais e o modelo de ancestralidade por metodologia bayesiana aplicado no programa STRUCTURE, sendo o valor do K estimado pela estatística DK. Discutiu-se uma opção de manejo para estação de monta com base em dados do rebanho de conservação, cnsiderand—se reprodutores selecionados pela maior distância em dendograma, dentre os de menor consangüinidade, em relação a escolher por sorteio. Valores de Ho e He, respectivamente, iguais a 0,372 e 0,405 e FIS 0,08, indicam baixo risco de perda/fixação de genes no rebanho oficial de conservação, porem o coeficiente de endogamia médio igual a 0,063, recomenda precaução em relação a consanguinidade. Diferenciação genética alta (FST=0,16) foi observada entre Marota e o Anglonubiano, mostrando-os como fonte de diversidade genética para a caprinocultura da região. A análise da estratificação indicou duas populações (k=2), confirmado pela análise de Componentes Principais, que complementou os resultados do Structure, em relação a presença de genes Anglonubiano nos rebanhos Marota. A constatação de número de SNPs fixados e exclusivos no rebanho particular (3.817) maior que no de conservação in situ (1.811) pode ser em parte atribuído à diferença de tamanho das amostras, bem como os compartilhados com Anglonubiano, respectivamente 1.024 e 741. Conclui-se que: O microchip SNP caprino 50K da Illumina mostra eficiência para análise de estrutura populacional em caprinos Marota. O modelo de ancestralidade com critérios bayesiano no software STRUCTURE e a Análise de componentes principais se complementam para detecção de introgressão gênica com SNPs; Na população de caprinos Marota há indícios consistentes da presença de genes da raça Anglonubiana. Informações genômicas são opção para auxiliar o manejo dos animais em rebanho de conservação in situ com pequeno tamanho efetivo. Como escolher ao acaso os animais para reprodução em rebanho com esse perfil pouco influi para reduzir a consanguinidade quando a reposição é feita com animais do rebanho, a utilização de critério genético com base em SNP para orientar o manejo reprodutivo, é uma opção para contornar essa limitação.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1167774 - JOSE ELIVALTO GUIMARAES CAMPELO
Interno - 012.068.217-60 - ADRIANA MELLO DE ARAÚJO - EMBRAPA
Interno - 1550485 - JOSE LINDENBERG ROCHA SARMENTO
Externo ao Programa - 1737174 - FABIO BARROS BRITTO
Externo à Instituição - MIKLOS MAXIMILIANO BAJAY - USP ESALQ
Externo à Instituição - TANIA MARIA LEAL - EMBRAPA
Notícia cadastrada em: 01/11/2016 17:36
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb06.ufpi.br.instancia1 20/06/2024 07:06