Notícias

Banca de DEFESA: GEICE RIBEIRO DA SILVA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: GEICE RIBEIRO DA SILVA
DATA: 10/08/2012
HORA: 14:00
LOCAL: NÚCLEO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS AGRÁRIAS
TÍTULO:

Caracterização genética de populações de abelhas sem ferrão Melipona  subnitida (Ducke, 1910), no Semi-árido Nordestino


PALAVRAS-CHAVES:

Diversidade genética. Melipona subnitida. Microssatélites. Populações.


PÁGINAS: 90
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Zootecnia
SUBÁREA: Produção Animal
RESUMO:

A abelha sem ferrão Melipona subnitida (Jandaíra) foi registrada pela primeira vez no município de Alcântara no estado do Maranhão com distribuição abrangendo “parte norte do nordeste seco do Brasil”. Atualmente encontra-se localizada em quase toda a região Nordeste com maior incidência nos estados do Ceará e Rio Grande do Norte. Sua criação vem obtendo grande respaldo econômico em função da boa adaptabilidade ao semi-árido brasileiro, adaptando-se inclusive em condições de confinamento, alem da valorização do mel que é proporcionada por suas propriedades medicinais comprovadas a nível cientifico.  Porem com a degradação ambiental causada pelo desmatamento, uso indiscriminado de agrotóxicos e o incessante extrativismo de meleiros, esta espécie vem sofrendo constante ameaça de extinção, sendo  imprescindível que haja um maior empenho de programas de conservação e um maior incentivo na adoção de programas de melhoramento sustentável que incluam o pequeno agricultor dentro desse cenário desenvolvimentista gerando maior expectativa econômica. No entanto, é preciso primeiramente que se conheça a situação atual da espécie, sendo crucial o uso de ferramentas moleculares eficientes que deem uma boa aproximação do real. Com esse intuito por meio do uso de marcadores microssatélites, com esse trabalho procurou-se obter informações a respeito da variabilidade e estruturação genética das populações de abelhas M. subnitida dos principais centros de localização, a fim de que se tornem uteis a futuros programas de conservação e de melhoramento genético sustentável. Para isso primeiramente foi feito um estudo prévio da situação genética das abelhas M. subnitida. Posteriormente foram testados 22 loci em 59 indivíduos amostrados, sendo que destes 10 foram polimórficos, com valores de HE e PIC de 0,50 e 0,44 respectivamente, demonstrando no geral eficiência quanto a informações inerentes a estudos populacionais. Nove desses loci foram utilizados para avaliar cinco diferentes populações de localidades provenientes dos estados do Piauí, Ceará e Rio Grande do Norte, onde se obteve no geral uma moderada estruturação populacional com FST de 0,14, e média de HE, PIC, AR por população de 0,49, 0,41, 3,4 respectivamente. Em conclusão os resultados obtidos apontaram preliminarmente a necessidade de conservação dessas populações em virtude do potencial para futuros trabalhos em melhoramento genético.

 


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - BRUNO DE ALMEIDA SOUZA - EMBRAPA
Presidente - 247.195.523-15 - FABIO MENDONCA DINIZ - EMBRAPA
Interno - 1167774 - JOSE ELIVALTO GUIMARAES CAMPELO
Notícia cadastrada em: 16/07/2012 10:11
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb04.ufpi.br.sigaa 18/06/2024 00:45