Notícias

Banca de DEFESA: ANDREIA DA SILVA COSTA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ANDREIA DA SILVA COSTA
DATA: 26/02/2013
HORA: 08:00
LOCAL: Auditório do Programa de Pós-Graduação em Ciência Animal
TÍTULO:

Efeito da inibição da enzima conversora de angiotensina e do bloqueio do receptor de angiotensina II na taxa de prenhez de ovelhas submetidas a inseminação artificial em tempo fixo 


PALAVRAS-CHAVES:

enalapril

valsartana

pressão arterial


PÁGINAS: 62
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Medicina Veterinária
SUBÁREA: Reprodução Animal
ESPECIALIDADE: Inseminação Artificial Animal
RESUMO:

Esta pesquisa teve o objetivo de avaliar o efeito do inibidor da Enzima Conversora de Angiotensina (Enalapril) e do antagonista de receptor de Ang II (Valsartana), em tratamento de curta duração, sobre a taxa de gestação de ovelhas submetidas a protocolo de IATF. Um protocolo pré-experimental foi realizado com o objetivo de verificar a eficácia e toxicidade das drogas a serem utilizadas no experimento, por meio da avaliação da pressão arterial após aplicação de  enalapril (0,5 mg/kg), valsartana (2,2 mg/kg) ou água destilada (3ml/animal) No protocolo experimental foram utilizadas 54 ovelhas, as quais foram divididas aleatoriamente em três grupos experimentais: controle (n=18), enalapril (n=17) e valsartana (n=19). Todos os animais foram submetidos ao protocolo de sincronização do estro e ovulação, que consta da aplicação de esponjas vaginais impregnadas com 60 mg de acetato de medroxiprogesterona durante 10 dias. No 10º dia foram removidas as esponjas e aplicados, via IM, 300 UI de gonadotrofina coriônica equina e 125 µg de cloprostenol por via subcutânea. Nos dias 10, 11 e 12 os animais receberam enalapril, valsartana ou água destilada nas mesmas doses utilizadas nos grupos pré-experimentais. A inseminação artificial foi realizada 48 horas após a retirada das esponjas. A análise estatística realizada no pré-experimento foi a análise de variância seguida do teste de Holm-Sidak e a do experimento foi realizada pelo teste do Qui-Quadrado a 5% (P<0,05). O resultado do pré-experimento mostrou que a pressão sistólica e diastólica tiveram redução significante nos grupos enalapril e valsartana, sem no entanto interferir na disposição dos animais para locomoção e alimentação.  O diagnóstico ultrassonográfico aos 60 dias após IA mostrou que o grupo tratado com valsartana teve percentual de prenhez muito próximo do resultado do grupo controle (apenas 3% superior) e que o grupo enalapril teve percentual superior em 14% ao grupo controle, embora não tenha mostrado diferença estatisticamente significante. Conclui-se que o enalapril e valsartana reduziram a pressão arterial e apenas o enalapril  mostrou tendência a incrementar a taxa de prenhez.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 423174 - AMILTON PAULO RAPOSO COSTA
Interno - 422864 - JOSE ADALMIR TORRES DE SOUZA
Externo ao Programa - 6423343 - GREGORIO ELIAS NUNES VIANA
Externo à Instituição - JOSÉ RIBAMAR DE SOUZA TORRES JÚNIOR - UFMA
Notícia cadastrada em: 17/01/2013 09:31
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb06.ufpi.br.instancia1 15/06/2024 11:14