Notícias

Banca de DEFESA: CICERO SOARES DOS SANTOS

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: CICERO SOARES DOS SANTOS
DATA: 28/03/2017
HORA: 14:30
LOCAL: Auditório do Núcleo de Pós-Graduação em Ciências Agrárias
TÍTULO: ESTUDO OVARIANO E UTERINO EM FÊMEAS BUBALINAS (Bubalus bubalis) ATRAVÉS DA ULTRASSONOGRAFIA MODO B E DOPPLER
PALAVRAS-CHAVES: Bubalus bubalis, útero, ovário, progesterona, ultrassom
PÁGINAS: 106
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Medicina Veterinária
SUBÁREA: Reprodução Animal
ESPECIALIDADE: Fisiopatologia da Reprodução Animal
RESUMO:

A baixa eficiência reprodutiva é o principal fator limitante da rentabilidade de quaisquer sistema de produção, logo, objetivou-se estudar as estruturas ovarianas e a hemodinâmica útero-ovariana em fêmeas bubalinas (Bubalus bubalis) através de exames ultrassonográficos nas modalidades Bidimensional e Doppler. Com base na distribuição histórica retrospectiva dos nascimentos de bubalinos na região, caracterizou-se a estacionalidade reprodutiva em duas estações, desfavorável e favorável à reprodução. Foram selecionadas 20 fêmeas bubalinas, da raça Murrah, multíparas, cíclicas e/ou Folículo Dominante (FD) com capacidade ovulatória e não lactantes, criadas extensivamente em pastagem nativa, com água e sal mineral ad libitum. Os critérios de seleção forma escore de condição corporal (ECC) e escore de condição ovariana (ECO), os animais selecionados apresentaram ECC entre 3,0 e 3,5, presença de corpo lúteo ou FD (≥ 8,5 milímetros). O experimento 1 quanto o experimento 2 foram realizados em janeiro e julho/2016, períodos que caracterizam as estações reprodutivas desfavorável e favorável, respectivamente. Neste período foi realizado o monitoramento ultrassonográfico (modo B e Power Doppler) e também coletada amostras sanguíneas a cada 96 horas para dosagem de progesterona, a pesagem dos animais ocorreram semanalmente. À Análise dos dados foram realizadas com auxílio do software SAS®2001. No experimento 1, houve diferenças significativas (P<0,05) de peso e ECC entre as duas estações reprodutivas. Foi observado também diferença significativa no diâmetro máximo do folículo dominante, folículo anovulatório, diâmetro máximo do corpo lúteo e na taxa de ovulação. No experimento 2, Houve diferença significativa (P<0,05) na vascularização do útero no dia zero (D0), dia doze (D12) e dia 20 (D20). Em todos os dias de investigações ultrassonográficas foram observadas diferença estatística (P<0,05) na vascularização do ovário. Foi verificado também diferença significativa (P<0,05) nas concentrações séricas de progesterona entre as duas estações. Em resumo, os parâmetros útero-ovariano diferente entre as estações reprodutivas desfavorável e favorável para a espécie bubalina. Esses parâmetros pode tornar-se alternativa para otimizar os resultados nas biotecnologias da reprodução aplicada a espécie.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 423174 - AMILTON PAULO RAPOSO COSTA
Externo ao Programa - 7423630 - ANTONIO DE SOUSA JUNIOR
Externo à Instituição - DANILO CUTRIM BEZERRA - UEMA
Presidente - 422864 - JOSE ADALMIR TORRES DE SOUZA
Externo à Instituição - JOSÉ RIBAMAR DE SOUZA TORRES JÚNIOR - UFMA
Interno - 1643184 - NEY ROMULO DE OLIVEIRA PAULA
Notícia cadastrada em: 27/03/2017 17:23
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb03.ufpi.br.sigaa 13/06/2024 11:45