Notícias

Banca de DEFESA: ELVANIA MARIA DA SILVA COSTA

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ELVANIA MARIA DA SILVA COSTA
DATA: 29/06/2017
HORA: 14:30
LOCAL: Auditório PPGCA
TÍTULO: Protease e levedura em dietas para frangos de corte
PALAVRAS-CHAVES: enzimas
PÁGINAS: 73
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Zootecnia
SUBÁREA: Nutrição e Alimentação Animal
ESPECIALIDADE: Avaliação de Alimentos para Animais
RESUMO:

Objetivou-se avaliar a inclusão de protease e levedura da cana-de-açúcar em dietas para aves quanto ao desempenho, peso de órgãos, biometria intestinal, composição química e deposição de nutrientes corporais na fase de 1 a 7 dias de idade (experimento I); quanto ao desempenho produtivo, peso de órgãos, comprimento de intestino, rendimentos de carcaça e dos cortes nobres, qualidade da cama e viabilidade econômica das rações no período de 22 a 42 dias de idade (experimento II). Em cada um dos experimentos, foram utilizados 700 frangos de corte machos da linhagem Ross. O delineamento adotado foi em blocos ao acaso, em esquema fatorial 2 (sem e com enzima protease) x 3 (níveis de levedura: 0, 6 e 12%) + 1 (dieta controle positivo), totalizando sete tratamentos com cinco repetições, sendo 20 aves por unidade experimental. Os tratamentos com ou sem inclusão da enzima protease não influenciaram o desempenho, peso de órgãos, biometria intestinal e deposição de nutrientes corporais, entretanto, quanto à composição química, aves alimentadas com enzima protease, apresentaram os menores teores de proteína bruta e cinzas. Os níveis de levedura da cana-de-açúcar apresentaram efeitos para as variáveis ganho de peso, conversão alimentar, umidade e proteína bruta corporal na deposição de nutrientes. A inclusão de protease em dietas para pintos de corte não consegue recuperar o baixo desempenho proporcionado pela utilização de levedura da cana-de-açúcar, além de apresentar menores teores de deposição de nutrientes corporais (experimento I). Na fase de 22 a 33 dias de idade das aves, os tratamentos com ou sem inclusão da enzima protease e os níveis de levedura da cana-de-açúcar influenciaram o desempenho. Na fase de 22 a 42 dias de idade das aves, os níveis de levedura da cana-de-açúcar apresentaram efeitos para o desempenho. Aos 42 dias de idade dos frangos, houve interação entre a inclusão ou não da enzima protease e os níveis de levedura da cana-de-açúcar para o peso de órgãos, porém apenas os níveis de levedura da cana-de-açúcar influenciaram o comprimento total do intestino. Aves alimentadas com a dieta controle positivo apresentaram menor valor de nitrogênio total na cama. A inclusão da enzima protease em dietas para frangos de corte na fase de 22 a 42 dias de idade não consegue recuperar o baixo desempenho proporcionado pela utilização de levedura da cana-de-açúcar, além de promover alterações no peso dos órgãos, aumenta a excreção de nitrogênio na cama e mostra-se menos viável economicamente (experimento II).

 

 

 


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1650875 - LEILANE ROCHA BARROS DOURADO
Interno - 423442 - AGUSTINHO VALENTE DE FIGUEIREDO
Interno - 423289 - JOAO BATISTA LOPES
Externo à Instituição - DANIELA CRISTINA PEREIRA LIMA - NENHUMA
Externo à Instituição - FIRMINO JOSÉ VIEIRA BARBOSA - UESPI
Externo à Instituição - SANDRA REGINA GOMES DA SILVA - NENHUMA
Notícia cadastrada em: 09/06/2017 15:36
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb06.ufpi.br.instancia1 14/06/2024 23:35