Notícias

Banca de DEFESA: ROBSON DOS ANJOS HONORATO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ROBSON DOS ANJOS HONORATO
DATA: 26/10/2017
HORA: 09:00
LOCAL: Auditório do Núcleo de Pós-Graduação em Ciências Agrárias
TÍTULO: OBLITERAÇÃO SANGUÍNEA RENAL TRANSITÓRIA COMO ALTERNATIVA AO ESTUDO DA SÍNDROME DE ISQUEMIA-REPERFUSÃO RENAL EM MODELO ANIMAL
PALAVRAS-CHAVES: catetos; nefropatias; isquemia-reperfusão; modelo animal.
PÁGINAS: 48
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Medicina Veterinária
SUBÁREA: Clínica e Cirurgia Animal
RESUMO:

HONORATO, R. A. OBLITERAÇÃO SANGUÍNEA RENAL TRANSITÓRIA COMO ALTERNATIVA AO ESTUDO DA SÍNDROME DE ISQUEMIA-REPERFUSÃO RENAL EM MODELO ANIMAL. 2017. 42f. Dissertação (Mestrado em Ciência Animal) - Programa de Pós-Graduação em Ciência Animal, Universidade Federal do Piauí, Teresina, 2017.

As doenças renais isquêmicas apresentam alta mortalidade e morbidade, caracterizando-se como um dos mais importantes mecanismos ligados à perda irreversível da função renal. Atualmente, diversos modelos cirúrgicos são estudados com a finalidade de mimetizar os danos ocasionados pelas lesões isquêmicas e, assim, se obter maiores informações a respeito de suas características fisiopatológicas. Nesse contexto, a utilização de modelos animais que possuam semelhanças biológicas e anatomo-fisiológicas com a espécie humana, capazes de subsidiar pesquisas de interesse biológico e médico, vêm ganhando cada vez mais força. Com isso, o objetivo deste trabalho foi avaliar a viabilidade do método de obliteração sanguínea renal transitória como alternativa ao estudo da SIR renal em catetos (Tayassu tajacu), tendo em vista a provável similaridade morfofisiológica desta espécie com os humanos, uma vez que a mesma apresenta proximidade filogenética com o suíno doméstico. Foram utilizados oito animais, os quais foram submetidos a procedimento cirúrgico para indução de nefropatia isquêmica mediante clampeamento dos vasos renais com pinça vascular por 60 minutos. Foram colhidas amostras para mensuração sérica de ureia, creatinina e relação proteína / creatinina urinária – UPC, além de avaliação ultrassonográfica renal, ambos antes da indução e no 10º e 20º dias pós-indução, e coleta de material para exames histopatológicos. A análise estatística procede-se mediante os testes de Shapiro-Wilk, análise de variância (Teste F), Tukey HSD e Kruskal Wallis, com nível de significância de 5,0%. Os resultados demonstraram diferença nos níveis de resistividade renal entre os momentos avaliados, aumento de ecogenicidade renal com perda da relação córtico-medular e presença de discretas alterações glomerulares e várias alterações túbulointersticiais na análise histopatológica. Concluiu-se que o cateto caracteriza-se como um bom modelo experimental para estudos de nefropatias isquêmicas induzidas, contudo faz-se necessário a padronização de seus parâmetros bioquímicos renais, sorológicos e urinários em regime nutricional idêntico, haja visto a grande variabilidade de tais dados dentro da espécie.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 470.539.763-00 - LUCILENE DOS SANTOS SILVA - UFPI
Interno - 672.462.063-53 - MATHEUS LEVI TAJRA FEITOSA - UFPI
Externo à Instituição - CARLOS ALBERTO PALMEIRA SARMENTO - NENHUMA
Notícia cadastrada em: 18/10/2017 10:28
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 16/06/2024 16:43