Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: RONALDO SOUSA SANTOS

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: RONALDO SOUSA SANTOS
DATA: 20/03/2013
HORA: 09:00
LOCAL: Auditório do Núcleo de Pós-Graduação em Ciências Agrárias
TÍTULO:

Raça Anglonubiana, exótica ou naturalizada no Brasil?


PALAVRAS-CHAVES:

adaptação, bioclimatologia, calor, desempenho, parâmetros fisiológicos.


PÁGINAS: 115
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Zootecnia
SUBÁREA: Produção Animal
RESUMO:

Nesta pesquisa foram utilizadas fêmeas da raça Anglonubiana para avaliar a adaptabilidade da raça às condições climáticas de Teresina, PI - Brasil. As freqüências, cardíaca (FC) e respiratória (FR) e a temperatura retal (TR) foram coletadas em cinco horários do dia, nas épocas seca (outubro/novembro) e chuvoso (fevereiro/março), com os animais à sombra. Nos mesmos dias e horários foram coletadas a temperatura ambiente (TA) e a umidade relativa do ar (UR), utilizando um termohigrômetro. As diferenças entre as médias foram detectadas através do teste de Tukey. Os resultados foram obtidos em dois períodos respectivos: no período seco, FC (bat./ min.) = 97,0±18,3; FR (mov./min.) = 34,4 ±13,3; e TR (oC) = 39,4±0,4 e no período chuvoso, na mesma ordem de raças, FC = 82,5±6,0; FR (mov./min.) = 26,7±5,5; TR (oC) = 39,4±0,4. Como as fêmeas são animais que permanecem longo tempo no rebanho, os valores dos parâmetros fisiológicos que apresentaram nesse estudo podem ser vistos como indícios suficientes para considerar que a raça Anglonubiana deve ser classificada como já naturalizada na região, e, considerando o tempo que foi introduzida no país, não é pertinente tratá-la como raça exótica no Brasil.

 


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1167774 - JOSE ELIVALTO GUIMARAES CAMPELO
Interno - 423364 - MARIA ELIZABETE DE OLIVEIRA
Notícia cadastrada em: 01/03/2013 08:13
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb03.ufpi.br.sigaa 13/06/2024 11:47