Notícias

Banca de DEFESA: SÁVIO RUAN SAMPAIO DE SOUSA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: SÁVIO RUAN SAMPAIO DE SOUSA
DATA: 28/02/2018
HORA: 08:30
LOCAL: Auditório da Pós-graduação em Ciência Animal
TÍTULO: Indução da puberdade em novilhas da raça nelore com diferentes fontes de progesterona
PALAVRAS-CHAVES: indução, puberdade, novilhas, progesterona
PÁGINAS: 50
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Medicina Veterinária
SUBÁREA: Reprodução Animal
ESPECIALIDADE: Inseminação Artificial Animal
RESUMO:

A indução de puberdade com dispositivo intravaginal de progesterona (P4) associado ao tratamento com estradiol (E2) melhora os índices reprodutivos de novilhas submetidas à inseminação artificial em tempo fixo, porém existem poucos dados na literatura acerca da substituição da fonte de P4 via intravaginal pela via intramuscular (P4 injetável de longa ação). Portanto, objetivou-se comparar a eficiência do protocolo de indução de puberdade utilizando P4 injetável com a indução utilizando dispositivo intravaginal de P4 previamente utilizado (3º uso). O experimento foi realizado em uma fazenda localizada na região Norte do Estado do Maranhão. Foi utilizado um total de 258 novilhas da raça Nelore com escore de condição coporal (ECC) 3, com idade variando de 22 a 28 meses e sem corpo lúteo no D24, sendo então distribuídas, aleatoriamente em 2 grupos experimentais: CIDR (n=129) e Injetável (n=129). No D24, fêmeas do grupo CIDR receberam um dispositivo intravaginal de P4 (CIDR®, Zoetis Brazil) previamente utilizado por 18 dias (3º uso) e o grupo Injetável recebeu 150 mg IM de P4 de longa ação (Sincrogest® injetável, Ourofino). No D12, os dispositivos foram removidos e todas as fêmeas receberam 0,5 mg IM de cipionato de estradiol (CE) (ECP®, Zoetis, Brasil). Após 12 dias (D0) da retirada, todas as novilhas receberam o mesmo protocolo de sincronização da ovulação para IATF [D0 = aplicação de 2 mg IM de benzoato de estradiol (Gonadiol®, Zoetis, Brasil) e inserção de um dispositivo de P4 de 3º uso (CIDR®, Zoetis, Brasil); D7 = aplicação de 12,5 mg de dinoprost trometamina IM (Lutalyse®, Zoetis, Brasil), via I.M; D9 = remoção do dispositivo, 0,5 mg de cipionato de estradiol (CE) (ECP®, Zoetis, Brasil) e 200 UI (IM) de gonadotrofina coriônica equina (Novormon®, Zoetis, Argentina)]. Todas as fêmeas foram inseminadas em tempo fixo, 48 horas após a retirada do dispositivo de P4. Exames ultrassonográficos transretais foram realizados no D24, D12 do protocolo de indução e no D0, para avaliação da presença de corpo lúteo (CL), e aos 30 e 80 dias após a IATF para diagnóstico de gestação utilizando ultrassom modelo Sonoscape A5 vet. A variável contínua (diâmetro folicular) foi analisada pelo Proc ANOVA do SAS® 9.3 e as variáveis taxa de ciclicidade, taxa de prenhez e taxa de detecção de estro foram comparadas pela análise do qui-quadrado. Houve diferença entre os grupos experimentais (P>0,05) à presença de CL no D0 [CIDR = 54,26,8% (70/129) e P4 Injetável = 39,53% (51/129)]. No entanto, a taxa de prenhez 30 dias após a IATF foi semelhante entre os grupos [CIDR = 48,83% (63/129) vs. P4 Injetável = 46,51% (60/129)], bem como a taxa de prenhez ao final da estação [CIDR = 75,96% (98/129) vs. Injetável = 79,84% (103/129)] (P<0,05). Não houve diferença estatística (P<0,05) também na taxa de detecção de cio [CIDR = 62,01% (80/129) vs. Injetável = 56,58% (73/129)], diâmetro folicular no D9 [CIDR = 8,64 ± 1,9 mm vs. Injetável = 8,54 ± 2,9 mm] e D11 [CIDR = 10,03 ± 2,4 mm vs.  Injetável = 9,85 ± 2,7 mm] do protocolo de IATF. Dessa forma, conclui-se que o protocolo de indução de puberdade utilizando progesterona injetável mostrou eficiência semelhante ao dispositivo intravaginal de P4 previamente utilizado (3º uso), podendo ser uma estratégia a ser adotada nos programas de inseminação de novilhas.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 422864 - JOSE ADALMIR TORRES DE SOUZA
Externo ao Programa - 3334206 - ISOLDA MARCIA ROCHA DO NASCIMENTO
Externo à Instituição - JOSÉ RIBAMAR DE SOUZA TORRES JÚNIOR - UFMA
Notícia cadastrada em: 07/02/2018 15:31
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 17/06/2024 20:28