Notícias

Banca de DEFESA: GLEYSON VIEIRA DOS SANTOS

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: GLEYSON VIEIRA DOS SANTOS
DATA: 02/03/2018
HORA: 14:00
LOCAL: Núcleo de Pós-Graduação do CCA
TÍTULO: Estudo genômico aplicado ao melhoramento genético de ovinos tropicais para resistência à endoparasitas
PALAVRAS-CHAVES: acurácia, arquitetura genética, associação genômica ampla, ovinos de corte, parâmetros genéticos, seleção genômica ampla
PÁGINAS: 90
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Zootecnia
SUBÁREA: Genética e Melhoramento dos Animais Domésticos
RESUMO:

Objetivou-se com essa pesquisa predizer valores genéticos genômicos para a característica resistência a verminose em ovinos Santa Inês por meio do método BLUP genônico em passo único (ssGBLUP) e comparar com o método BLUP tradicional para avaliar acurácia de predição e a ordenação dos animais pelos valores genéticos preditos por ambas as metodologias, em modelos animais em análises unicaracterística e tricaracterística. Além disso, realizou-se estudos de associação genômica ampla por meio da metodologia associação genômica em passo único (ssGWAS) para identificar  regiões cromossômicas associadas com a característica resistência a verminose. As características consideradas na pesquisa foram resistência à verminose (RV), contagem de ovos por grama de fezes (OPG) e coloração da mucosa conjuntiva (FAMACHA). Os componentes de (co)variâncias e parâmetros genéticos foram estimados por modelos animais linear para OPG e de limiar para FAMACHA® e RV, mediante análises Bayesiana uni e tricaracterística. Os componentes de variâncias genéticas aditivas e residuais apresentaram comportamentos diferentes quanto à utilização dos modelos em análises unicaracterística e tricaracterística, com e sem informação genômica. Com a inclusão das informações genômicas, a herdabilidade para RV diminui e para OPG e FAMAHCA aumentaram. Para RV a herdabilidade diminuiu de 0,38, com o modelo animal tradicional, para 0,25, adotando a informação genômca. Para OPG o aumento foi de 0,06, com o modelo animal tradicional, para 0,10 adotando a informação genômica. Os ganhos em acurácias ao utilizar o método ssGBLUP foram de 45%, 80% e 99%, respectivamente, para as características RV, OPG e FAMACHA. O ganho médio em acurácia com o uso do método ssGBLUP foi de 57,52% em relação ao BLUP tradicional. Ao considerar todos os animais avaliados, as correlações de ranque com base nos valores genéticos e genômicos foram, no geral, baixas, variando de -0,13 a 0,17, o que sugere alteração na ordenação dos animais avaliados por ambas as metodologias. Foram verificadas diferentes regiões genômicas em diferentes cromossomos associados com as características em estudo. Verificou-se associações de regiões do cromossomo 1 ovino na qual estão presentes os genes CD80 e CD86, cujas funções estão relacionadas com a ativação das células T, eosinófilos e mastócitos. Outro gene que atua como coestimulador das células T é o CD28, descrito no cromossomo 2, na qual foi verificada associação tanto para RV quanto para OPG. No cromossomo 13, foi verificada associação com a característica FAMAHCA em uma região que está descrito o gene GATA3, que pode atuar em mecanismos de defesa quanto à presença de corpo estranho ou à ocorrência de lesão, prevenindo e atuando na recuperação da infecção causada pela presença de corpo estranho. Foi possível identificar regiões cromossômicas associadas às características RV, OPG e FAMACHA. As regiões identificadas neste estudo poderão auxiliar no processo de seleção assistida por marcadores em programas de melhoramento genético da raça santa Inês. O método ssGBLUP proporcionou ganho em acurácia em comparação ao método BLUP tradicional. O uso de diferentes métodos de predição proporcionam diferentes valores genéticos, consequentemente alteração no ranqueamento dos animais e na seleção.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1550485 - JOSE LINDENBERG ROCHA SARMENTO
Externo ao Programa - 1737174 - FABIO BARROS BRITTO
Externo ao Programa - 2993761 - NATANAEL PEREIRA DA SILVA SANTOS
Externo à Instituição - LUIZ ANTONIO SILVA FIGUEIREDO FILHO - IFMA
Externo à Instituição - PAULO LUIZ SOUZA CARNEIRO - UESB
Notícia cadastrada em: 21/02/2018 09:12
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 14/06/2024 23:39