Notícias

Banca de DEFESA: JOÃO PAULO BARBOSA CARDOSO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: JOÃO PAULO BARBOSA CARDOSO
DATA: 09/03/2018
HORA: 14:00
LOCAL: Auditório do Núcleo de Pós-Graduação em Ciências Agrárias
TÍTULO: Caracterização fenotípica de caprinos do Vale do Sambito
PALAVRAS-CHAVES: Análise de agrupamento, diversidade fenotípica, medidas morfométricas, recursos genéticos locais
PÁGINAS: 80
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Zootecnia
SUBÁREA: Genética e Melhoramento dos Animais Domésticos
RESUMO:

A diversidade fenotípica entre caprinos pode indicar diferenças adaptativas entre os animais criados localmente ou indícios de introdução de raças exóticas com objetivo de melhoria da produção dos animais. O objetivo com esta pesquisa foi determinar a diversidade fenotípica e caracterizar os caprinos criados no território do Vale do Sambito no estado do Piauí com base em descritores quantitativos e qualitativos. Utilizaram-se medidas morfométricas e morfológicas de caprinos machos e fêmeas de dezesseis rebanhos pertencentes aos municípios de Francinópolis, Aroazes, Barra D’Alcântara, Lagoa do Sítio e Pimenteiras localizados no Vale do Sambito no estado do Piauí. Para auxiliar na comparação do perfil dos animais da região utilizou-se informações de três rebanhos exóticos (Savana, Boer e Anglonubiano) e seis rebanhos nativos (Canindé, Moxotó, Azul, Repartido, Graúna e Marota). Foi realizada análise estatística descritiva e testes de médias para as características quantitativas e análise de frequência para características qualitativas, além de calcular as frequências gênicas para características de herança simples, como presença de cornos (EL+), ausência de brincos (Wa+) e ausência de barba (Bb).  Para o estudo de diversidade foi realizada análise de agrupamento (AA) por quatro métodos (Ward, Average, Simples e Completo), adotando a distância Euclidiana média como medida de dissimilaridade a partir da média padronizada das características quantitativas e médias das frequências das características qualitativas, Para definir o método de agrupamento mais eficiente para os dados em análise calculou-se o coeficiente de correlação cofenética. Para definir o número mais provável de grupos a serem formados a partir das informações coletadas nos dezesseis rebanhos foi utilizado o índice de Dunn. As variáveis foram submetidas à análise de  fatores, análise de componentes principais e análise da correspondência. A análise de agrupamentos para os animais criados no Vale do Sambito sugeriu a formação de oito grupos distintos; já ao inclui na análise as informações das raças exóticas e nativas um novo cenário foi observado, com a formação de apenas dois grupos, sendo um deles formados por rebanhos com maior similaridade fenotípica com a raça Anglonubiana, e o outro grupo formado pelos animais das raças Savana e Boer, que se distanciaram fenotipicamente dos demais rebanhos. Os caprinos criados na região do Vale do Sambito, em sua grande maioria, apresentam presença de chifres e ausência de brincos, sendo que a presença de barba e o tipo de chanfro semiconvexo apresentaram baixa frequência. Alguns rebanhos estudados apresentaram maior similaridade com animais nativos e outro com animais da raça Anglonubiano. Esses resultados permitiram inferir o perfil dos diferentes rebanhos e propor estratégias de melhoria genética com perfil de adaptação a realidade local e, ao mesmo tempo, manter a variabilidade genética dos rebanhos.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1550485 - JOSE LINDENBERG ROCHA SARMENTO
Externo ao Programa - 2388716 - AURINO DE ARAUJO REGO NETO
Externo à Instituição - LUIZ ANTONIO SILVA FIGUEIREDO FILHO - IFMA
Notícia cadastrada em: 01/03/2018 08:25
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb03.ufpi.br.sigaa 17/06/2024 23:30