Notícias

Banca de DEFESA: CRISTIAN FRANCISCO DE CARVALHO PEREIRA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: CRISTIAN FRANCISCO DE CARVALHO PEREIRA
DATA: 25/07/2018
HORA: 14:30
LOCAL: Departamento de morfologia
TÍTULO: HISTOMORFOMETRIA DAS GLÂNDULAS SALIVARES DE HAMSTERS SUBMETIDOS A DIETA HIPERLIPÍDICA E SOB EFEITO DO TRATAMENTO COM FEIJÃO-MUNGO (Vignaradiata L.)
PALAVRAS-CHAVES: glândulas salivares; hipercolesterolemia.; histomorfometria, feijão-mungo.
PÁGINAS: 94
GRANDE ÁREA: Ciências Biológicas
ÁREA: Morfologia
SUBÁREA: Citologia e Biologia Celular
RESUMO:

A dieta é um dos fatores determinantes para a elevação do risco de varias doenças na população mundial, dentre estas, a dislipidemia que leva à sindrome metabólica e suas consequentes complicações. Intervenções alimentares com leguminosas têm sido destacadas por auxiliarem na prevenção da dislipidemia, devido ao seu efeito modulador do perfil lipídico. O feijão - mungo (Vigna radiata L.) é uma leguminosa de origem asiática cujo consumo vem se estendendo no Brasil, na forma de grão normal e germinado.o broto de feijão, ou feijão germinado, promove um incremento no teor de nutrientes e compostos bioativos quando comparado ao grão normal. Esta pesquisa avaliou histomorfometricamente o estroma e o parenquima das glândulas submandibulares e sublinguais, direito e esquerdo de Hamster Syrio ( Mesocricetu auratus ) frente as alterações do efeito da dieta hiperlipídica e com intervenção dietética alimentar utilizando o feijão – Mungo na forma cozida e na forma de grãoes germinados. Após as devidas aprovações éticas, utilizaram-se 24 animais distribuídos aleatoriamente em 4 grupos sendo: controle , dislipidêmico , tratamento com feijão – mungo cozido e tratamento com feijão - Mungo – germinado. A indução a hipercolesterolêmica durou 49 dias , tendo sua composição 20% de caseína , 13,5% de gordura de coco, 0,1% de colesterol . Parte do feijão-mungo, cultivar MGS-Esmeralda foi cozida em autoclave (120°C) e outra parte germinada por 72 horas. O Mungo –verde cozido e o germinado foram secos em estufa ventilada a temperatura 50º C por 72h originando duas farinhas, Farinha de Feijão Integral (FFC) e Farinha de Feijão Germinado (FFG), sendo usadas como fonte protéica na produção das dietas experimentais de intervenção por 28 dias. Foram realizadas análises morfometricas de altura, largura , área e perímetro dos acinos mucoserosos, ductos granulares e estriados das glândulas submandibulares e acinos mucosos com ductos estriados nas sublinguais . Foi usado para a analise histomorfométrica shapiro - wilk para normalidade man – whtney para dados não paramétricos e a comparação entre tratamntos realizado o teste Kruskall – wallis , a nível de 5 % de significância . O feijão-mungo é uma leguminosa com propriedades funcionais e pode ser utilizado em nutrição clínica para melhorar os padrões histomorfometricos de acinos, ductos estriados e ductos granulosos de glândula submandibular sendo que a forma germinadatem melhor efeito morfoprotetor. Porém quando se avalia especificamente a glândula salivar sublingual nenhum efeito significante, entre grupos tratados e controle, em relação a dietoterapia a base de feijão – mungo é observado.

 


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2572995 - AIRTON MENDES CONDE JUNIOR
Externo ao Programa - 423679 - CARLA MARIA DE CARVALHO LEITE
Externo à Instituição - FLAVIA MELO BARRETO - F.M.Nassau
Notícia cadastrada em: 10/07/2018 11:35
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 13/06/2024 11:38