Notícias

Banca de DEFESA: MARCIELLY BATISTA DA SILVA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: MARCIELLY BATISTA DA SILVA
DATA: 26/03/2019
HORA: 14:00
LOCAL: NUPCELT
TÍTULO: DESEMPENHO DE PROTEÍNAS RECOMBINANTES NO DIAGNÓSTICO DE LEISHMANIOSE VISCERAL CANINA
PALAVRAS-CHAVES: Proteínas recombinantes, ELISA, diagnóstico, cão.
PÁGINAS: 34
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Medicina Veterinária
RESUMO:

Proteínas recombinantes de Leishmania infatun quando utilizadas como antígenos em teste ELISA demonstram excelentes desempenhos de sensibilidade e especificidade no diagnóstico da leishmaniose visceral canina e apresentam uma boa capacidade de reconhecimento de anticorpos em amostras de soros cães e de humanos. Buscar novos antígenos e aperfeiçoar os métodos de diagnóstico dos possíveis reservatórios garante um controle eficiente da enfermidade. O objetivo do presente estudo foi avaliar a eficácia da combinação de  diferentes proteínas recombinantes já descritas como a KMP-11, HSP83, LiP0, no diagnóstico sorológico da leishmaniose visceral canina pelo método de ELISA. Foram utilizadas para neste estudo 220 amostras de soro presentes no banco de dados do grupo de pesquisa. A técnica de ELISA utilizou mix de proteínas recombinantes de Leishmania infantum chagasi já descritas KMP11+Lip0 ; LiP0+HSP83; KMP11+HHSP83 e comparou o desempenho destas, com o antígeno solúvel bruto de  Leishmania (SLA) de L. infantum .A leitura das placas foi realizada em espectofotômetro com comprimento de onda de 490 nm, em software SolftMax Pro 5.0.  Na análise estatística foi utilizados os testes de ANOVA, Kruskal Wallis e Dunn’s com múltiplas comparações de média e significância de 5%. O ponto de corte de cada antígeno foi estabelecido utilizando-se a curva ROC-AUC, baseado na maior sensibilidade e especificidade. Concluímos que a combinação de diferentes proteínas recombinantes resulta em desempenhos satisfatórios para o diagnóstico sorológico da leishmaniose visceral canina pelo método ELISA, o mix que apresentou melhores desempenhos de sensibilidade e especificidade foi KMP11+HSP83 compondo uma  ferramenta promissora aperfeiçoando o sorodiagnóstico  da leishmaniose visceral canina.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2221697 - MARIA DO SOCORRO PIRES E CRUZ
Interno - 2572995 - AIRTON MENDES CONDE JUNIOR
Externo à Instituição - ALESSANDRA GUTIERREZ DE OLIVEIRA - UFMS
Notícia cadastrada em: 28/02/2019 13:05
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb03.ufpi.br.sigaa 16/06/2024 16:45