Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: WANDERSON FIARES DE CARVALHO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: WANDERSON FIARES DE CARVALHO
DATA: 14/06/2019
HORA: 08:30
LOCAL: Sala de Reuniões do Prédio da Pesquisa da Embrapa Caprinos e Ovinos
TÍTULO: EFEITO DA SUPLEMENTAÇÃO COM CONCENTRADO NA QUALIDADE DA DIETA E DESEMPENHO DE OVELHAS NA CAATINGA
PALAVRAS-CHAVES: Semiárido. Valor nutritivo. Comportamento em pastejo.
PÁGINAS: 70
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Zootecnia
SUBÁREA: Nutrição e Alimentação Animal
ESPECIALIDADE: Avaliação de Alimentos para Animais
RESUMO:

Avaliou-se o efeito da suplementação com concentrado no consumo e digestibilidade dos nutrientes, no desempenho e no comportamento em pastejo de ovelhas em vegetação nativa da Caatinga e a disponibilidade e qualidade da forragem selecionada pelos animais. O experimento foi realizado de fevereiro/2015 a agosto/2017, na Fazenda Lagoa Seca, em Cariré, Ceará. Foram utilizadas 40 ovelhas multíparas sem padrão racial definido (SPRD), com peso vivo médio 34,84±1,75, com acesso a quatro piquetes em área de Caatinga. Os tratamentos consistiram do fornecimento de 200; 350 e 500 g/animal-1/dia-1 em relação à não suplementação, associado a três períodos do ano (chuvoso, transição chuvoso-seco e seco, nos meses março, maio e agosto, respectivamente) e aos três períodos fisiológicos das ovelhas (terço final de gestação; início de lactação e desmame dos cordeiros). Adotou-se análise multivariada por meio da análise de componentes principais para avaliação da composição das plantas selecionadas pelas ovelhas. Para avaliação do consumo e digestibilidade e do comportamento em pastejo adotou-se o delineamento inteiramente casualizado, com parcelas subdivididas, sendo as parcelas os níveis de suplementação e as subparcelas os períodos do ano para os dados relativos ao desempenho das ovelhas e dos cordeiros. A suplementação com concentrado não influenciou (P>0,05) a composição química da forragem selecionada, o comportamento em pastejo e o gasto energético das ovelhas em período produtivo, independentemente do período. O período do ano foi o fator que mais influenciou na composição química da dieta das ovelhas. Com base na composição química, principalmente teores proteína bruta (PB), fibra em detergente neutro (FDN) e ácido (FDA), digestibilidade in vitro da matéria seca (DIVMS) e nutrientes digestíveis totais (NDT), as ovelhas selecionaram dieta de melhor qualidade no período chuvoso do ano. As ovelhas selecionaram no total de 22 (vinte e duas) espécies vegetais na área, com preferência em selecionar 12 espécies. Quando da análise de agrupamento das espécies, verificou-se que a composição química, as frações de carboidratos e compostos nitrogenados e a disponibilidade energética variam com o estrato pastejado, período do ano e família das espécies pastejadas. No período chuvoso, as espécies dicotiledôneas proporcionaram maior aporte energético na dieta selecionada pelas ovelhas. Quando da formação de grupos homogêneos por análise de componentes principais, a FDN, FDA, PB e as frações A+B1 e C dos carboidratos e C dos compostos nitrogenados apresentaram maiores escores para qualificar as plantas preferencialmente selecionadas por ovelhas na Caatinga. O período do ano foi o fator que mais influenciou (P<0,05) o comportamento das ovelhas, com maior tempo em pastejo e ócio no período chuvoso do ano, enquanto os animais percorreram maiores distâncias e dispenderam mais tempo em deslocamento no período seco do ano, com maior gasto energético. As ovelhas suplementadas permaneceram por mais tempo (P<0,05) em ócio. Houve interação (P<0,05) do nível de suplementação com os períodos do ano para consumo de nutrientes. No período chuvoso, a suplementação influenciou de forma linear crescente o consumo de matéria seca (CMS), matéria orgânica (CMO), proteína bruta (CPB), fibra em detergente neutro (CFDN), fibra em detergente ácido (CFDA), nutrientes digestíveis totais (CNDT) e energia metabolizável (CEM). Ao longo do ano, a suplementação resultou em aumento linear (P<0,05) no consumo de carboidratos não fibrosos (CNF). Verificou-se maior (P<0,05) digestibilidade da MS, MO e PB quando da suplementação com o maior nível de concentrado (500 g/animal-1/dia-1). No período chuvoso do ano, verificou-se maior (P<0,05) digestibilidade da MS, PB, FDN e FDA. A suplementação (P>0,05) não influenciou o desempenho das ovelhas e cordeiros. No entanto, as ovelhas que consumiram 500g de concentrado/dia apresentaram estabilidade no peso vivo durante o período produtivo e apresentaram melhor escore de condição corporal ao longo do ano, diferente do observado para as ovelhas não suplementadas. O estágio fisiológico das ovelhas, associado ao período do ano, influenciam o comportamento em pastejo das ovelhas, com impacto na seleção, consumo e digestibilidade dos nutrientes do pasto. A suplementação no período chuvoso proporciona maior consumo de nutrientes, o que coincide com o terço-final de gestação e melhora a digestibilidade dos nutrientes, embora com pouco efeito no desempenho das ovelhas e das crias, o que pode decorrer da melhor recuperação pós-parto das ovelhas suplementadas com maior proporção de concentrado (500 g/animal-1/dia-1).


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1167667 - ARNAUD AZEVEDO ALVES
Externo ao Programa - 722.072.053-04 - MARCOS CLAUDIO PINHEIRO ROGERIO - EMBRAPA
Externo à Instituição - ALEXANDRE RIBEIRO ARAÚJO - UVA
Externo à Instituição - FRANCISCO ÉDEN PAIVA FERNANDES - EMBRAPA
Externo à Instituição - LUCIANA FREITAS GUEDES - EMBRAPA
Notícia cadastrada em: 27/05/2019 09:24
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb06.ufpi.br.instancia1 23/06/2024 21:52