Notícias

Banca de DEFESA: LUCIANO URSULINO DE LUCENA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: LUCIANO URSULINO DE LUCENA
DATA: 27/05/2013
HORA: 08:00
LOCAL: NÚCLEO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS AGRÁRIAS
TÍTULO:

DESEMPENHO E DIGESTIBILIDADE APARENTE DOS PRODUTOS DO BABAÇU PARA CUTIAS (Dasyprocta prymnolopha Wagler, 1831) EM CATIVEIRO


PALAVRAS-CHAVES:

desempenho, digestibilidade aparente, farelo


PÁGINAS: 47
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Zootecnia
SUBÁREA: Produção Animal
RESUMO:

A pesquisa foi desenvolvida para avaliar o desempenho de cutias, a digestibilidade aparente de nutrientes e a viabilidade econômica de dietas, contendo os coprodutos do babaçu, farelo, mesocarpo e óleo. Foram desenvolvidos dois experimentos de forma contínua, um ensaio de digestibilidade de nutrientes e o outro de desempenho, utilizando-se os mesmos animais para os dois ensaios. Os animais com peso inicial de 1,395±0,206 kg foram alojados em gaiolas de metabolismo e distribuídos aleatoriamente nos tratamentos. O delineamento experimental para os dois ensaios foi o inteiramente casualizado, com quatro tratamentos, e quatro repetições. A unidade experimental foi constituída por um animal alojado individualmente na gaiola de metabolismo. Os tratamentos experimentais foram constituídos de quatro tipos de rações: T1= ração controle balanceada com 16% de proteína bruta, 13% de fibra bruta e 2.500 kcal de energia digestível; T2 - dieta controle com substituição de 30% por farelo de babaçu, T3 - dieta controle com substituição de 30% por mesocarpo de babaçu, T4 - dieta controle com substituição de 10% por óleo de babaçu. Os coeficientes de digestibilidade da matéria seca, da proteína bruta, do extrato etéreo e da matéria orgânica de dietas, contendo produtos do babaçu para cutia em crescimento, são mais elevados nas dietas contendo óleo, enquanto as dietas com farelo babaçu apresentam os menores índices, tornando o uso de óleo de babaçu como importante alternativa na alimentação de cutias em crescimento. O desempenho produtivo de cutias em crescimento não é influenciado pelos produtos do babaçu nas dietas com o óleo, farelo e mesocarpo. As dietas de cutias em crescimento, contendo óleo e mesocarpo, apresentam os melhores rendimentos financeiros, enquanto as contendo farelo de babaçu, os piores valores.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 423174 - AMILTON PAULO RAPOSO COSTA
Presidente - 423289 - JOAO BATISTA LOPES
Externo à Instituição - MARIA CLAUDENE BARROS - UMA
Notícia cadastrada em: 07/05/2013 12:25
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 16/06/2024 16:29