Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: PEDRO EDUARDO BITENCOURT GOMES

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: PEDRO EDUARDO BITENCOURT GOMES
DATA: 18/11/2019
HORA: 08:00
LOCAL: Auditório do PPGCA
TÍTULO: Cromo e Vitamina C para frangos de corte estressados naturalmente por calor ambiente
PALAVRAS-CHAVES: antioxidante, bioquímica sérica, imunonutrição, órgãos, termoneutralidade
PÁGINAS: 84
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Zootecnia
SUBÁREA: Nutrição e Alimentação Animal
ESPECIALIDADE: Exigências Nutricionais dos Animais
RESUMO:

A temperatura ambiental pode interferir nos índices produtivos e fisiológicos em frangos de corte. Em regiões de clima quente torna-se importante o uso de alternativas nutricionais visando uma melhor produtividade. Foi realizado um ensaio objetivando avaliar os efeitos da suplementação de cromo orgânico e vitamina C em dietas para frangos de corte, mantidos em estresse pelo calor em condições naturais de temperatura ambiente. Utilizou-se 630 frangos de corte machos, para avaliação do desempenho produtivo: consumo de ração, ganho de peso, conversão alimentar, eficiência produtiva e viabilidade criatória, no período 22 a 33 e 22 a 42 dias de idade. Adicionalmente, foi avaliado o rendimento de carcaça e de cortes, peso relativo dos órgãos digestivos e do coração, peso absoluto e relativo dos órgãos linfoides, bioquímica sérica, temperatura corporal dos animais e parâmetros de qualidade de carne, aos 42 dias de idade. Os tratamentos consistiram em dietas suplementadas com dois níveis de vitamina C, na forma de ácido ascórbico revestido: 150 e 300 mg de vitamina C/kg associada a três níveis cromo-levedura: 0,3 mg, 0,6 mg e 0,9 mg de cromo/kg de ração e uma dieta controle, sem suplementação de cromo e vitamina C, totalizando sete tratamentos e cinco repetições cada tratamento. Durante todo o período experimental, os animais estiveram em estresse pelo calor ambiente, com temperatura média de 26,84±1,68 ºC e ITGU de 78,49. As variáveis em questão não sofreram influencia (P>0,05) dos níveis suplementares de cromo orgânico e vitamina C, indicando que os animais conseguiram se adaptar as condições ambientais encontradas, ou ainda, que a dieta basal atende as necessidades dietéticas dos animais para a fase estudada e para as condições climáticas encontradas.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 423442 - AGUSTINHO VALENTE DE FIGUEIREDO
Externo ao Programa - 3107289 - ELVANIA MARIA DA SILVA COSTA
Externo à Instituição - MABELL NERY RIBEIRO - IFPI
Notícia cadastrada em: 13/11/2019 09:10
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb04.ufpi.br.sigaa 16/06/2024 14:46