Notícias

Banca de DEFESA: LAECIO DA SILVA MOURA

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: LAECIO DA SILVA MOURA
DATA: 28/01/2020
HORA: 09:00
LOCAL: Auditório do Núcleo de Pós-Graduação em Ciências Agrárias do CCA/UFPI
TÍTULO: AVALIAÇÃO MORFOLÓGICA POR ECOCARDIOGRAFIA CONVENCIONAL EM CATETOS (Tayassu tajacu, Linnaeus, 1758) E OBTENÇÃO DE MEDIDAS AVANÇADAS DE STRAIN POR SPEACKLE TRAKING DE MACACOS-PREGO (Cebus apella, Linnaeus, 1758) CONTIDOS QUIMICAMENTE.
PALAVRAS-CHAVES: Cardiologia, diagnóstico por imagem, animais silvestres, sedados, Tayassuidae, Cebus
PÁGINAS: 82
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Medicina Veterinária
SUBÁREA: Clínica e Cirurgia Animal
ESPECIALIDADE: Radiologia de Animais
RESUMO:

Os catetos (Tayassu tajacu, Linnaeus, 1758) são suiformes selvagens pertencentes o gênero Tayassu que apresenta ampla distribuição geográfica. O macaco-prego (Cebus apela, Linnaeus, 1758) é um animal tipicamente encontrado na região Nordeste do Brasil. Rotineiramente, animais desta espécie dão entrada em Centros de Triagem de Animais Silvestres - CETAS, necessitando intervenções clínicas e/ou cirúrgicas. O ecocardiograma é uma ferramenta de imagem não-invasiva de diagnóstico em cardiologia veterinária e humana, amplamente utilizada e útil para a avaliação de uma série de parâmetros cardiovasculares. Neste exame, a avaliação do strain pelo speckle tracking foi incorporado recentemente na medicina veterinária como auxílio ao diagnóstico definitivo assim como na determinação do prognóstico das alterações cardíacas. Esta técnica permite a avaliação quantitativa direta das funções miocárdicas regionais sistólicas e diastólicas. No entanto, poucos trabalhos relataram a utilização deste exame na avaliação cardiovascular de animais silvestres, sendo este o estudo pioneiro a utilizar os modelos animais de catetos e macacos-prego. Este trabalho teve por objetivo descrever dados sobre a função cardiovascular de catetos (Tayassu tajacu Linnaeus, 1758) e de macacos-prego (Cebus apella, Linnaeus, 1758) contidos quimicamente, mantidos em cativeiro, por meio da realização de exames ecocardiográficos em modos B, M e Doppler. Utilizaram-se 12 exemplares de catetos (6 machos e 6 fêmeas). Para os macacos-prego, foram utilizados dezesseis (8 machos e 8 fêmeas), adultos, saudáveis. Para obtenção das mensurações padrões, foram realizadas imagens em modos B, M e Doppler. Nos macacos, realizou-se a análise da deformação miocárdica radial e longitudinal do ventrículo esquerdo pela técnica de strain por speackle traking. Foram analisados um total de 18 segmentos do miocárdio para cada espécime e a média de valores foi utilizada para compor a análise estatística. O presente estudo demonstrou os primeiros valores de referência para medidas ecocardiográficas em modos B, M e Doppler para macacos-prego e catetos contidos quimicamente. Os valores de strain strain rate obtidos mostraram semelhanças com a espécie humana, sugerindo que esta ferramenta pode ser explorada em estudos pré-clínicos utilizando o modelo animal do macaco-prego.


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 2657497 - BRUNO LEANDRO MARANHAO DINIZ
Presidente - 1640379 - FLAVIO RIBEIRO ALVES
Externo à Instituição - FRANCISCO DAS CHAGAS ARAUJO SOUSA - UESPI
Externo à Instituição - OSMAR FERREIRA DA SILVA FILHO - NASSAU
Externo ao Programa - 423587 - WILLAMS COSTA NEVES
Notícia cadastrada em: 27/01/2020 16:27
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb03.ufpi.br.sigaa 13/06/2024 12:00