Notícias

Banca de DEFESA: JULLIET TEIXEIRA DE OLIVEIRA SANTOS

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: JULLIET TEIXEIRA DE OLIVEIRA SANTOS
DATA: 18/03/2020
HORA: 15:00
LOCAL: Auditório do Programa de Pós-Graduação em Ciências Agrárias
TÍTULO: IDENTIFICAÇÃO POR BIOLOGIA MOLECULAR DAS LEVEDURAS ISOLADAS NO MICROBIOMA INTESTINAL DO CAMARÃO BRANCO DO PACÍFICO, E POTENCIAL DE APLICAÇÃO DELAS COMO PROBIÓTICO E ADSORVENTE DE AFLATOXINA B1 IN VITRO
PALAVRAS-CHAVES: Candida spp., leveduras, Lodderomyces elongisporus, Rhodotorula sp. e Saccharomyces cerevisiae; Litopenaeus vannamei
PÁGINAS: 80
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Zootecnia
SUBÁREA: Nutrição e Alimentação Animal
ESPECIALIDADE: Avaliação de Alimentos para Animais
RESUMO:

A pesquisa de compostos naturais, que possam reduzir o dano econômico causado por micotoxinas, podendo atuar como agentes probióticos, é importante para o desenvolvimento tecnológico, econômico e para a sanidade em aquicultura. De um modo geral, as leveduras têm sido utilizadas como organismos modelo na pesquisa genética, molecular e biológica por produzirem substâncias com ação probiótica e adsorvente de micotoxinas. Pelo exposto, nesse trabalho objetivou-se isolar e identificar as leveduras presentes no microbioma intestinal de camarão (Litopenaeus vannamei) cultivados em estuário tropical e testar in vitro a capacidade probiótica e adsorvente de aflatoxina B1 (AFB1) por cepas de Saccharomyces cerevisae isoladas desse microbioma. Para tanto, foram adquiridos 40 L. vannamei com 12 g em uma fazenda carcinicultura piauiense. Foram removidos assepticamente os intestinos individualmente para isolamento as leveduras que forma identificadas por sistema de reação usando um par de primers complementares à sequência ITS (ITS1 e ITS4) par 5.8S rDNA, onde o segmento ITS é amplificado. As cepas isoladas foram enviadas para sequenciamento genético e caracterização das espécies. As cepas isoladas foram Candida spp., Candida tropicalis, Lodderomyces elongisporus, Rhodotorula sp. e Saccharomyces cerevisiae. Para avaliar o potencial probiótico in vitro das três cepas de S. cerevisiae isoladas foram utilizados os testes: da inibição homóloga, da auto-agregação, da co-agregação, da atividade antibacteriana, da viabilidade às condições gastrointestinais e de adsorção de AFB1. Constatou-se que as cepas de S. cerevisiae isoladas possuem potencial probiótico e adsorvente de AFB1 in vitro, apresentam atividade antibacteriana e são viáveis em condições de pH simulados do trato gastrointestinal de L. vannamei.

 


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 423411 - MARIA CHRISTINA SANCHES MURATORI
Interno - 423661 - MARIA MARLUCIA GOMES PEREIRA NOBREGA
Externo ao Programa - 2159669 - RAIZZA EVELINE ESCÓRCIO PINHEIRO
Externo à Instituição - CARINA MARICEL PEREYRA - UNRC
Externo à Instituição - MÁRCIO DOS SANTOS ROCHA - UFPI
Externo à Instituição - RODRIGO MACIEL CALVET - IFMA
Notícia cadastrada em: 28/02/2020 17:29
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb04.ufpi.br.sigaa 13/06/2024 12:14