Notícias

Banca de DEFESA: ANDRÉ BRAGA DE SOUZA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ANDRÉ BRAGA DE SOUZA
DATA: 29/07/2013
HORA: 15:00
LOCAL: Auditório da pós graduação em Ciência Animal
TÍTULO:

Frequência de anticorpos anti Brucella canis em cães atendidos no Hospital Veterinário da Universidade Federal do Piauí


PALAVRAS-CHAVES:

brucelose, canino, reprodução, zoonose


PÁGINAS: 36
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Medicina Veterinária
SUBÁREA: Clínica e Cirurgia Animal
ESPECIALIDADE: Clínica Veterinária
RESUMO:

A Brucelose é uma doença infecto-contagiosa, cosmopolita, que acomete animais domésticos, silvestres e o homem, por isso é considerada uma zoonose. É causada por um cocobacilo, gram-negativo, imóvel, não capsulado, aeróbico ou microaerobico de pequena dimensão. Geralmente, os animais adquirem a infecção pela ingestão ou inalação de aerossóis provenientes de material abortado e pelo contato sexual. As manifestações clínicas da brucelose canina são variadas, com predomínio de sinais reprodutivos. Nas fêmeas, a enfermidade caracteriza-se por abortamento no terço final da gestação, retenção de placenta, corrimento vaginal, morte embrionária, natimortos e/ou nascimento de filhotes fracos. Nos machos a brucelose apresenta-se sob a forma de prostatite, atrofia testicular uni ou bilateral, dermatite de bolsa escrotal, anormalidades espermáticas, infertilidade, hepato e esplenomegalia, uveíte. A brucelose ainda não foi diagnosticada em cães no Piauí, e como se trata de uma zoonose, necessitam-se de maiores estudos a fim de se instituir um diagnóstico preciso. A pesquisa foi realizada no município de Teresina, Capital do Estado do Piauí com cães oriundos da clínica médica do Hospital Veterinário da Universidade Federal do Piauí, bem como de clínicas particulares da referida cidade. Foram utilizadas 371 amostras de soro de animais entre um e sete anos de idade não castrados, sem distinção de sexo ou raça. Em todos os animais foram realizados, função renal (uréia e creatinina), função hepática, coleta de sangue para exames sorológicos para a detecção de anticorpos anti-brucella canis bem como o exame clínico minucioso. Dentre os animais selecionados, 12 animais apresentaram positividade para Brucella canis. Concluiu-se que a Brucelose está presente na população canina de Teresina, mas ainda não vem sendo corretamente diagnosticada pelos Clínicos Veterinários, o que põe em risco a saúde pública, pois se trata de uma zoonose.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 423282 - ANA MARIA QUESSADA
Externo ao Programa - 2482066 - ANA LYS BEZERRA BARRADAS MINEIRO
Externo à Instituição - LUIZ CARLOS RÊGO DE OLIVEIRA - UMA
Notícia cadastrada em: 10/07/2013 14:40
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb06.ufpi.br.instancia1 13/06/2024 12:00