Notícias

Banca de DEFESA: ALBERTO ALEXANDRE DE SOUSA BORGES

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ALBERTO ALEXANDRE DE SOUSA BORGES
DATA: 30/08/2021
HORA: 14:00
LOCAL: ON LINE
TÍTULO: INFORMAÇÃO GENÉTICA MOLECULAR EM POPULAÇÕES LOCAIS DE GALLUS GALLUS DOMESTICUS DA SUB- REGIÃO MEIO-NORTE DO BRASIL
PALAVRAS-CHAVES: Heterozigosidade, Polimorfismo, Recursos Genéticos, Riqueza Alélica, Variabilidade Genética
PÁGINAS: 47
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Zootecnia
SUBÁREA: Genética e Melhoramento dos Animais Domésticos
RESUMO:

Em galinhas criadas em regiões remotas do Brasil, especificamente da Meio-Norte, espera-se que o nível de diversidade genética seja alto, devido ao isolamento geográfico e seleção natural desde a época da introdução das mesmas no Brasil. Com isso, a pesquisa teve como objetivo identificar  medida de diversidade genética de galinhas Gallus gallus domesticus da sub-região Meio-Norte do Brasil, através de marcadores moleculares do tipo microssatélite. Foram coletadas amostras de sangue de 37 aves do núcleo de conservação de recursos genéticos da Embrapa, originárias do Piauí (n = 18) e do Maranhão (n = 19) em FTA cards. O DNA extraído foi amplificado em PCR, e genotipado em sequenciador nos laboratórios da Embrapa - Concórdia-SC.  Dos 17 primes avaliados, todos amplificaram. Ao todo, foram identificados 84 alelos nas amostras. O valor médio de heterozigosidade esperada (He) foi de 0,733, e o valor médio de heterozigosidade observada em todos os indivíduos foi de 0,647. Dois dos 17 locus apresentaram desequilíbrio de Hard-Weinberg na população e houve detecção de efeito gargalo pelo modelo IMA que pode indicar o efeito de perdas de variabilidade genética decorrente de processos populacionais não controlados. Diante da pesquisa, conclui-se que dos 17 marcadores microssatélites utilizados, 15  foram bastante informativos para as aves do Meio_Norte do Brasil. Embora os testes estatísticos não tenham detectado diferença entre os grupos de origem geográfica determinados, pode-se verificar maior riqueza alélica e diversidade nas populações do Maranhão, justo por sua localização geográfica e maior isolamento de fluxo gênico por comércio.

 

MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 012.068.217-60 - ADRIANA MELLO DE ARAÚJO - EMBRAPA
Interno - 2993761 - NATANAEL PEREIRA DA SILVA SANTOS
Externo à Instituição - MONICA CORREA LEDUR - EMBRAPA
Externo à Instituição - JOSÉ WILLIAMS GOMES DE OLIVEIRA FILHO - IFPI
Notícia cadastrada em: 13/08/2021 18:21
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb03.ufpi.br.sigaa 16/06/2024 15:23