Notícias

Banca de DEFESA: AGRICOLA CAVALCANTE BORGES NETO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: AGRICOLA CAVALCANTE BORGES NETO
DATA: 27/08/2013
HORA: 14:00
LOCAL: Núcleo de Pós-Graduação em Ciência Animal do CCA
TÍTULO:

Análise da bovinocultura do Estado do Piauí a partir de banco de dados da Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Piauí ADAPI.


PALAVRAS-CHAVES:

efetivo bovino, distribuição espacial, rastreabilidade, registro zootécnico, bovinos no Piauí, mesorregião.


PÁGINAS: 56
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Zootecnia
SUBÁREA: Produção Animal
ESPECIALIDADE: Criação de Animais
RESUMO:

Na bovinocultura do Piauí a maioria das fazendas tem as atividades de manejo realizadas de forma empírica, com raros estabelecimentos adotando registro zootécnico, o que limita retorno econômico, bem como, ações na área de melhoramento genético animal, pois a qualidade dos dados para análises estatísticas dos efeitos de fatores que interferem na produção é um dos obstáculos que a pesquisa enfrenta. A respeito de registro zootécnico, além dos dados da Associação Brasileira de Criadores de Zebu (ABCZ), o que se dispõe de mais importante e de forma coletiva, são as informações apresentadas pelos criadores de bovinos à Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Piauí (ADAPI). Nessa perspectiva, com esta pesquisa objetivou-se avaliar a situação da pecuária com bovinos no Piauí, a partir do banco de dados da ADAPI. Os dados referentes ao período de 2009 a 2012 foram submetidos a análise com estatísticas descritivas, utilizando-se o programa Excel®, estratificados por mesorregião definidas pelo IBGE, tambem por sexo e faixa etária. O efetivo bovino encontra-se distribuído de forma heterogênea no estado, apresentando 38% do rebanho no Sudoeste (5,01 cab./km2), que tem 60% das fazendas com o maior efetivo no estado, 25% no Sudeste (9,37 cab./km2), 24% no Centro-Norte (7,38 cab./km2) e 13% na mesorregião Norte, que apresenta a maior concentração de animais (10,40 cab./km2). A pecuária com bovinos apresenta o perfil eminentemente familiar, sendo que 56,3% das propriedades apresentam até 50 animais. O processo de coleta de dados como vem sendo feito pela ADAPI deve ser modificado, se o objetivo for a rastreabilidade zootécnica e a conscientização da importância do criador no processo deve ser trabalhada.Para a implantação de rastreabilidade na pecuária com bovinos no Piauí deve ser levado em consideração que prevalece no estado a pecuária tradicional, em pequenos rebanhos com até 50 animais, alem disso que o uso de registro zootécnico é necessário.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1167774 - JOSE ELIVALTO GUIMARAES CAMPELO
Externo à Instituição - GERALDO MAGELA CORTES DE CARVALHO - EMBRAPA
Externo à Instituição - TANIA MARIA LEAL - EMBRAPA
Notícia cadastrada em: 26/08/2013 14:28
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 15/06/2024 12:19