Notícias

Banca de DEFESA: RAVENA CARVALHO SILVA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: RAVENA CARVALHO SILVA
DATA: 31/08/2022
HORA: 15:00
LOCAL: Defesa remota link: https://meet.google.com/pjb-qefj-fpn
TÍTULO: Farelo de arroz integral e complexo enzimático em rações de frangos de corte no período de 1 a 21 dias
PALAVRAS-CHAVES: alimento alternativo, enzimas exógenas, desempenho.
PÁGINAS: 43
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Zootecnia
SUBÁREA: Nutrição e Alimentação Animal
RESUMO:

A pesquisa foi desenvolvida para avaliar o efeito da inclusão de farelo de arroz integral associado a complexo enzimático em rações de frangos de corte da linhagem Ross, no período de 1 21 dias de vida. Foram avaliados os parâmetros ganho de peso, consumo de ração, conversão alimentar, viabilidade criatória, índice de eficiência produtiva, características da carcaça, peso dos principais cortes, dos órgãos digestivos, linfoides e coração e viabilidade econômica das rações, utilizando-se 600 aves em delineamento em blocos ao acaso, em esquema fatorial três níveis de inclusão de farelo de arroz integral (0; 5 e 15%) x dois envolvendo suplementação de complexo enzimático (com e sem), resultando  em seis tratamentos, com seis repetições de 11 aves, alojadas em boxes de alvenaria. A ração controle foi à base de milho e farelo de soja, elaborada de forma a atender as exigências das aves em cada fase. Assim, concluiu-se que: a) na fase de 1 a 7 dias da vida das aves, a inclusão até 15% de farelo de arroz integral bem como a presença ou ausência do complexo enzimático não interfere nos parâmetros de desempenho, exceto no índice de eficiência produtiva em que o incremento de farelo de arroz integral até 9,6% proporciona efeito positivo. Porém, na fase de 1 a 21 dias, a utilização de até 15% de FAI melhora os parâmetros, ganho de peso, índice de eficiência produtiva e conversão alimentar, enquanto a presença do complexo enzimático nas rações não influencia o desempenho das aves; b) os níveis de farelo de arroz integral e os do complexo enzimático não influenciam o rendimento de peito, coxa, sobrecoxa e asa + tulipa e gordura abdominal nem dos órgãos como: coração, fígado e proventrículo; c) Os valores do comprimento, diâmetro e peso da tíbia não são influenciados pelos níveis do farelo de arroz integral nem dos relacionados ao complexo enzimático. Entretanto uso do complexo enzimática mostrou-se eficiente no valor em N e kgf da força aplicada na tíbia; d) na fase de 1 a 7 dias, as rações com 7,5% de farelo de arroz integral apresentam maior valor na renda bruta média e na margem bruta média das rações com complexo enzimático, enquanto na fase de 1 a 21 dias o maior valor foi obtido com 15% de FAI.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 423289 - JOAO BATISTA LOPES
Externo ao Programa - 423174 - AMILTON PAULO RAPOSO COSTA
Externo à Instituição - RAMON RÊGO MERVAL - IFPI
Notícia cadastrada em: 23/08/2022 08:22
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 25/06/2024 06:17