Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: ANTONIO HOSMYLTON CARVALHO FERREIRA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ANTONIO HOSMYLTON CARVALHO FERREIRA
DATA: 02/12/2013
HORA: 08:30
LOCAL: Auditório da Pós-Gradação
TÍTULO:

Uso de probiótico na alimentação de tilápias (Oreochromis niloticus) cultivadas em efluente de esgoto doméstico tratada


PALAVRAS-CHAVES:

ângulo-de-fase, bioimpedância, cepas, desempenho, sobrevivência


PÁGINAS: 76
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Zootecnia
SUBÁREA: Nutrição e Alimentação Animal
ESPECIALIDADE: Avaliação de Alimentos para Animais
RESUMO:

– Este trabalho foi desenvolvido para de avaliar o efeito da utilização de probiótico em rações para tilápias-do-Nilo, mantidas sob desafio sanitário, nas fases de alevino, juvenil e adulta, sobre o desempenho dos animais, estado de saúde (determinação do ângulo de fase) e a qualidade física e química da água de cultivo com uso de água de efluente das lagoas de estabilização. O delineamento experimental utilizado foi o inteiramente casualizado, com três tratamentos, seis repetições e 20 peixes por unidade experimental. Os tratamentos consistiram de: T1 - peixes cultivados em água limpa, alimentados com ração comercial, em quantidade de 10% da biomassa; T2 - peixes cultivados em água de esgoto doméstico tratado e alimentados com ração comercial, em quantidade de 5% da biomassa; T3 - peixes cultivados em condição semelhante ao T2, com a ração acrescida de probiótico. Todos os tanques possuíam um sistema de aeração air-lift. O desafio sanitário foi representado pela água tratada de esgoto doméstico (água residual). O probiótico utilizado na ração continha Bacillus licheniformis, Bacillus cereus e Bacillus subitillis e leveduras – Saccharomyces cerevisiae e Saccharomyces boulardi. Os parâmetros da qualidade da água de entrada e de saída diferiram para a concentração de oxigênio dissolvido, que foram superiores na água após o cultivo dos peixes nas fases de alevinos e juvenis. O uso de probiótico na alimentação de tilápias-do-Nilo submetidas a desafio sanitário promove melhorias nos parâmetros de consumo de ração e taxa de crescimento específico, no entanto não influencia o ganho de peso, a conversão alimentar e a sobrevivência dos peixes nas fases de alevino e juvenil. O uso de probiótico na alimentação de tilápias-do-Nilo na fase adulta, com os peixes submetidos a desafio sanitário, melhora a conversão alimentar aparente, taxa de eficiência protéica, sobrevivência dos peixes, eleva a proporção de proteína bruta no ganho de peso da composição de carcaça, e por outro lado, reduz a proporção de extrato etéreo no ganho de peso e o ângulo de fase e o K de Fulton, No entanto, não influencia os parâmetros: comprimento final, ganho de crescimento, peso final, ganho de peso, consumo de ração e taxa de crescimento específico, no período de 1 a 145 dias.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 423289 - JOAO BATISTA LOPES
Externo ao Programa - 6422075 - FRANCISCO TEIXEIRA ANDRADE
Externo ao Programa - 1623868 - LUIS RICARDO ROMERO ARAUCO
Notícia cadastrada em: 25/11/2013 08:16
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb06.ufpi.br.instancia1 14/06/2024 23:27