Notícias

Banca de DEFESA: DAYSEANNY DE OLIVEIRA BEZERRA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: DAYSEANNY DE OLIVEIRA BEZERRA
DATA: 24/02/2014
HORA: 09:00
LOCAL: Auditório NUPCelt
TÍTULO:

Modelo de Insuficiência Renal Isquêmica em Cateto (Tayassu tajacu, Linnaeus 1758)


PALAVRAS-CHAVES:

Nefropatia, Tayassuideo, Animal experimental


PÁGINAS: 75
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Medicina Veterinária
RESUMO:

O uso de modelos animais para pesquisas se faz necessário para realização de ensaios pré-clínicos com novos protocolos de tratamento para doenças que ainda representam um desafio do ponto de vista terapêutico. O cateto (Tayassu tajacu), espécie silvestre, pertencente à família Tayassuidae, apresenta proximidade filogenética com o suíno doméstico, sendo este modelo muito utilizado em estudos de doenças humanas. Desta forma, em virtude da necessidade da criação de novos modelos animais que atendam a necessidade dos pesquisadores na mimetização da doença renal, este trabalho propõe a utilização do cateto como modelo experimental para a nefropatia isquêmica. O modelo da indução da nefropatia isquêmica foi realizado cirurgicamente por oclusão parcial da artéria renal esquerda. A avaliação do curso da doença se deu através de exames hematológicos, bioquímicos séricos, urinálise, ultrassonografia (US) e US com função Doppler, antes da indução (Grupo controle), e aos 5, 10, 15 e 20 dias após o procedimento cirúrgico (Grupo experimental). Transcorridos os 20 dias foi realizada a nefrectomia unilateral esquerda e exame histopatológico para verificar a morfologia renal. Não foram observadas estatisticamente pelo teste t-Student (p>0,05) diferenças significativas entre o grupo controle e grupo experimental para análises de exames hematológicos, bioquímicos séricos, urinálise e US com função Doppler vascular. No exame ultrassonográfico o comprimento renal direito apresentou diferença estatística entre os dias 5 e 10 pós-oclusão. Histopatologicamente, foram encontradas lesões glomerulares, tubulares e intersticiais. Dentre os animais testados, 83,3% (5/6) apresentaram lesões renais em grau moderado e somente em 16,7% (1/6) foram classificadas com ausência de lesões. A análise estatística por teste de Fischer revelou que houve diferença significativa (p<0,05) entre o grupo controle e grupo experimental, demonstrando que a metodologia utilizada nesse estudo possibilitou a indução de nefropatia isquêmica. Assim, sugere-se o cateto como um modelo experimental para a doença testada, pois foi possível sua manipulação durante o tempo necessário da pesquisa sem óbito, com condições ideais que possibilitam qualquer procedimento posterior para a terapia da doença.

 


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 422578 - MARIA ACELINA MARTINS DE CARVALHO
Externo à Instituição - CARLOS EDUARDO AMBRÓSIO - USP
Externo à Instituição - MARIA DAS GRAÇAS PRIANTI - CNPq
Externo à Instituição - MATHEUS LEVI TAJRA FEITOSA - CNPq
Notícia cadastrada em: 22/01/2014 16:52
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 14/06/2024 23:30