Notícias

Banca de DEFESA: VIDELINA RODRIGUES DE SOUSA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: VIDELINA RODRIGUES DE SOUSA
DATA: 20/02/2014
HORA: 15:00
LOCAL: Auditório do Programa de Pós-graduação em Ciência Animal
TÍTULO:

Estudo comparativo por radiografia computadorizada, histologia e miscroscopia eletrônica de transmissão (SEM) de articulações de caprinos normais e acometidos pelo vírus da artrite encefalite caprina (CAEV)


PALAVRAS-CHAVES:

Artrite, doença articular inflamatória, lentivírus, DAD.


PÁGINAS: 46
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Medicina Veterinária
SUBÁREA: Clínica e Cirurgia Animal
ESPECIALIDADE: Radiologia de Animais
RESUMO:

No Nordeste do Brasil, a artrite encefalite caprina (CAE) é uma das principais responsáveis pela queda da produtividade dos rebanhos, resultando em perdas econômicas consideráveis. Objetivou-se um estudo comparativo utilizando radiografia computadorizada (CR), análise histológica (HA) e microscopia eletrônica de varredura (MEV) das articulações de caprinos acometidos pela CAE e livres da infecção. A superfície da cabeça do úmero dos animais positivos apresentou espaço articular reduzido, aumento de densidade óssea e sinais de Doença Articular Degenerativa (DAD). Em nenhum dos animais estudados, a articulação do carpo mostrou alterações morfológicas pela CR, demonstrando componentes anatômicos preservados. A articulação do tarso mostrou o maior índice de acometimento, caracterizada por DAD severa, ausência de espaço articular, aumento de densidade de tecidos moles periarticulares, edema e esclerose óssea. A análise histológica demonstrou lesões teciduais crônicas, perda completa da zona superficial, ausência de proteoglicanos na zona de transição e radial, e destruição da superfície da cartilagem, nos animais CAE positivos. A análise por MEV evidenciou lesões ulcerativas da superfície articular, com padrão irregular e rugoso, distinguindo-se os limites entre áreas de cartilagem normal e acometida. O estudo morfológico da articulação de caprinos normais e CAE positivos permitiu aprofundar conhecimentos sobre as alterações na bioarquitetura tecidual das articulações mais acometidas. Os achados da MEV sustentam relatos histológicos prévios, similares aos encontrados para a artrite reumatóide, sugerindo que o caprino acometido pela CAE pode ser considerado como um modelo potencial para pesquisas nessa área.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1640379 - FLAVIO RIBEIRO ALVES
Interno - 1643184 - NEY ROMULO DE OLIVEIRA PAULA
Externo à Instituição - RAIMUNDO ALVES BARRETO JUNIOR - UFERSA
Notícia cadastrada em: 23/01/2014 13:45
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb03.ufpi.br.sigaa 17/06/2024 21:07