Notícias

Banca de DEFESA: JOSEANE NUNES BATISTA MOURA

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: JOSEANE NUNES BATISTA MOURA
DATA: 19/12/2023
HORA: 14:00
LOCAL: Núcleo de Pós-Graduação do CCA/UFPI e e Google Meet (remoto): meet.google.com/vpg-imep-bcg
TÍTULO: Inclusão da torta de babaçu na dieta de ovinos
PALAVRAS-CHAVES: Attalea speciosa, coproduto, desempenho animal, Longissimus lumborum, nutrição de ruminantes
PÁGINAS: 60
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Zootecnia
SUBÁREA: Nutrição e Alimentação Animal
ESPECIALIDADE: Avaliação de Alimentos para Animais
RESUMO:

O objetivo deste estudo foi avaliar se a inclusão de torta de babaçu na dieta de ovinos em confinamento é eficiente quanto aos aspectos nutricionais, de desempenho, de qualidade da carcaça e da carne e ao perfil de ácidos graxos da carne. Os tratamentos foram estabelecidos como níveis crescentes de inclusão de torta de babaçu na dieta nas proporções 0%, 6%, 12% e 18%, utilizando-se como volumoso a silagem de milho. Foram utilizados 28 cordeiros, não-castrados, sem padrão racial definido, com idade média de oito meses e peso médio inicial 18 ± 2,0 kg, distribuídos em um delineamento inteiramente casualizado com quatro tratamentos e sete repetições, totalizando 28 unidades experimentais. O período experimental foi de 74 dias, sendo 14 dias para a adaptação dos animais às instalações, alimentação e manejo, e 60 dias destinados à coleta de dados. Foram avaliados o consumo e digestibilidade dos nutrientes, desempenho, comportamento ingestivo e qualidade de carcaça, além da composição centesimal e o perfil de ácidos graxos do músculo Longissimus dorsi. Os dados foram analisados com o pacote PROC MIXED (SAS Inst., Cary, NC), na qual os dados foram submetidos à análise de variância e teste de regressão, adotando-se o nível de 5% de significância. A inclusão de torta de babaçu à dieta dos ovinos não influenciou (P>0,05) o consumo de matéria seca (CMS), matéria orgânica (CMO), proteína bruta (CPB), fibra em detergente neutro (CFDN), carboidratos não fibrosos (CCNF) e carboidratos totais (CCHOT). O consumo de extrato etéreo (CEE) (P=0,010) e fibra em detergente ácido (CFDA) (P=0,036) aumentou com a inclusão de torta de babaçu às dietas. A digestibilidade da matéria seca (DMS), matéria orgânica (DMO), proteína bruta (DPB), extrato etéreo (DEE), fibra em detergente neutro (FDN), fibra em detergente ácido (FDA), carboidratos não fibrosos (DCNF) e carboidratos totais (DCHOT) não foi influenciada (P>0,05) pela inclusão de torta de babaçu às dietas. O peso corporal final (PCF), o ganho de peso médio diário (GMD) e a eficiência alimentar (EA) não foram influenciados (P>0,05) pela inclusão da torta de babaçu às dietas. A inclusão de torta de babaçu às dietas não influenciou (P>0,05) os parâmetros fisiológicos temperatura corporal (TC), temperatura retal (TR), frequência respiratória (FR) e frequência cardíaca (FC). Os tempos dispendidos para alimentação, ruminação, ócio e mastigação total (TMT) não foram influenciados (P>0,05) pela inclusão de torta de babaçu às dietas. A eficiência de alimentação da matéria seca (MS) e fibra em detergente neutro (FDN) não foram influenciadas (P>0,05), enquanto a eficiência de ruminação da MS (P<0,001) e da FDN (P=0,001) aumentou com a inclusão de torta de babaçu às dietas.  Quanto à ruminação, o número de bolos ruminados/dia (BOL), o número de mastigações merícicas/bolo ruminado (MMnb), o número de mastigações merícicas/dia (MMnd) e o tempo de mastigação merícica por bolo ruminado (MMtb) não foram influenciados (P>0,05) pela inclusão de torta de babaçu às dietas. A inclusão de torta de babaçu às dietas não influenciou (P>0,05), o peso corporal ao abate (PCA), peso de carcaça quente (PCQ), peso de carcaça fria (PCF), peso de corpo vazio (PCV), perda de peso da carcaça por resfriamento (PPR), rendimento biológico (RB), espessura de gordura (EG), grade rule (GR) e área de olho de lombo (AOL), enquanto houve decréscimo no rendimento de carcaça quente (RCQ) (P=0,019) e rendimento de carcaça fria (RCF) (P=0,009). A inclusão de torta de babaçu às dietas não influenciou (P>0,05) o peso da meia carcaça (PMC) e o rendimento dos cortes comerciais em relação à meia carcaça reconstituída. Os parâmetros relacionados à coloração da carne, valor de luminosidade (L*), índice de vermelho (a*), índice de amarelo (b*), índice de Chroma (C*) e índice de Hue (H*), não foram influenciados (P>0,05) pela inclusão de torta de babaçu às dietas. A perda por gotejamento (PG) e a força de cisalhamento (FC) não foram influenciadas (P> 0,05) pela inclusão de torta de babaçu às dietas. A perda de peso por cocção (PPC) (P=0,003) apresentou comportamento quadrático com a adição de torta de babaçu às dietas.  O pH e a composição centesimal da carne não foi influenciada (P>0,05) pela inclusão de torta de babaçu às dietas. Houve redução do perfil dos ácidos graxos saturados (AGS) C11:0 (P=0,022), C13:0 (P=0,050) e C18:0 (P=0,026); o perfil do ácido graxo C14:0 aumentou (P=0,001), enquanto verificou-se comportamento quadrático para o perfil dos ácidos graxos saturados C16:0 (P=0,032) e C22:0 (P=0,003) e de cadeia ramificada (AGCR) C17:0 iso (P=0,011). Quanto ao perfil dos ácidos graxos monoinsaturados (AGMI), os AGMI C10:1 (P=0,038) e C12:1 (P=0,052) diminuíram, enquanto os AGMI C18:1c9 (P=0,007), C18:1 c11 (P=0,006) e C22:1 n9 (P=0,014) aumentaram com a inclusão de torta de babaçu às dietas. Quanto ao perfil dos ácidos graxos poliinsaturados (AGPI), o AGPI C20:3 n3 aumentou (P=0,050), enquanto o AGPI C18:2 c9 c12 apresentou comportamento quadrático (P=0,047). Houve redução (P=0,011) no perfil do AG trans poliinsaturado C18:1 trans. Quanto ao somatório (Σ) do perfil de ácidos graxos, houve aumento (P=0,005) para o Σ de AGMI, redução (P=0,012) para Σ dos AGs trans poliinsaturados e comportamento quadrático (P=0,055) para o Σ dos AGPI. A torta de babaçu é um coproduto com características de concentrado proteico que pode ser incluída em até 18% à dieta de ovinos em terminação em substituição a fontes convencionais de ingredientes, como milho e soja, com manutenção do valor nutritivo das dietas, desempenho animal, parâmetros fisiológicos, comportamento ingestivo, características quantitativas da carcaça, aspectos qualitativos e perfil de ácidos graxos da carne dos ovinos.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1167667 - ARNAUD AZEVEDO ALVES
Externo ao Programa - 1886792 - MICHELLE DE OLIVEIRA MAIA PARENTE
Externo ao Programa - 1106567 - MIGUEL ARCANJO MOREIRA FILHO
Externo à Instituição - JOAQUIM BEZERRA COSTA - EMBRAPA
Externo à Instituição - JOSÉ ANTONIO ALVES CUTRIM JUNIOR - IFMA
Notícia cadastrada em: 11/12/2023 15:04
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb06.ufpi.br.instancia1 16/06/2024 16:33