Notícias

Banca de DEFESA: ETELVINA MARIA DE CARVALHO GONCALVES NUNES

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ETELVINA MARIA DE CARVALHO GONCALVES NUNES
DATA: 27/02/2014
HORA: 15:00
LOCAL: Auditório do prédio do Programa de Pós-graduação em Ciência Animal
TÍTULO:

Efeitos da aflatoxina B1 no desempenho e sanidade de alevinos de tambaqui (Colossoma macropomum)


PALAVRAS-CHAVES:

Aquicultura; Piscicultura; Tambaqui; Ração; Micotoxinas


PÁGINAS: 48
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Recursos Pesqueiros e Engenharia de Pesca
SUBÁREA: Aqüicultura
ESPECIALIDADE: Piscicultura
RESUMO:

Objetivou-se avaliar os efeitos da aflatoxina B1 no desempenho de alevinos de tambaqui(Colossomamacropomum), simulando o manejo produtivo na piscicultura.A fase experimental foi desenvolvida de dezembro de 2013 a janeiro de 2014. Foram utilizados 400 alevinos de tambaqui (Colossomamacropomum), durante 39 dias.O delineamento experimental foi realizado em blocos inteiramente casualizados, representados por quatro tratamentos e quatro repetições, sendo 25 peixes por unidade experimental.Os alevinos eram alimentados três vezes ao dia. Os tratamentos foram classificados em:Tratamento 1 (T1), sendo o controle negativo (CN)com 3,84 µg/kg; Tratamento 2 (T2) com 500 µg/kg de AFB1; Tratamento 3 (T3) com 1.000 µg/kg de AFB1 e Tratamento 4 (T4) com 2.000 µg/kg de AFB1. O crescimento dos alevinos ocorreu de forma gradual apesar do consumo de rações contaminadas durante o experimento, destacando-se o tratamento controle e demonstrando que a inclusão de doses de AFB1 a partir de 500 µg/kg afetou significativamente o crescimento dos peixes. O ganho de peso e consumo de ração foram mais expressivos no T1 (controle). As doses de AFB1 utilizadas a partir do T2 interferiram no ganho de peso e consumo de ração. A conversão alimentar foi melhor no Tratamento 1 e 2, onde não apresentou diferença significativa. O T3 e T4 apresentaram o menor ganho de peso e a pior conversão alimentar. Alevinos de tambaqui (Colossomamacropomum) da fase inicial que consomem rações contaminadas por AFB1 apresentam diminuição de crescimento, redução no ganho de peso e consumo de ração com conversão alimentar indesejada.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 423411 - MARIA CHRISTINA SANCHES MURATORI
Externo ao Programa - 1167376 - MARIA DE NASARE BONA DE ALENCAR ARARIPE
Externo ao Programa - 423661 - MARIA MARLUCIA GOMES PEREIRA
Externo à Instituição - CARLOS ALBERTO DA ROCHA ROSA - UFRRJ
Externo à Instituição - RODRIGO MACIEL CALVET - IFPI
Notícia cadastrada em: 10/02/2014 16:57
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb03.ufpi.br.sigaa 13/06/2024 11:57