Notícias

Banca de DEFESA: VICENTE IBIAPINA NETO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: VICENTE IBIAPINA NETO
DATA: 20/06/2014
HORA: 08:00
LOCAL: Auditório do Programa de Pós-Graduação em Ciência Animal, CCA, UFPI
TÍTULO:

Utilização de parâmetros morfométricos para o acasalamento de galinhas naturalizadas via estatística multivariada


PALAVRAS-CHAVES:

Manejo reprodutivo

Acasalamento de aves

Dados morfométricos  


PÁGINAS: 42
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Zootecnia
SUBÁREA: Genética e Melhoramento dos Animais Domésticos
RESUMO:

Ao se recomendar um manejo de acasalamento entre aves, deve-se ter a preocupação com a compatibilidade de tamanho entre os animais envolvidos. Neste trabalho se propõe uma metodologia para formação de casais compatibilizando tamanho e peso. Avaliou-se 420 animais (210 machos e 210 fêmeas) pertencentes ao Centro de Ciências Agrárias da UESPI, localizado em União, Piauí. Foram aferidos dados morfométricos relativos a peso corporal, perímetros torácico, abdominal e torácico-abdominal e os comprimentos ventral, dorsal, corporal. Os dados obtidos foram submetidos ao software SAS onde foi realizada uma análise de correlação e de componentes principais e posteriormente outra de agrupamento a partir dos algoritmos hierárquicos de ligação simples, completa e média e Ward. Os coeficientes de correlação entre o peso vivo e todas as outras características avaliadas resultaram em valores elevados e significativos. A análise de componentes principais teve como resultado que o primeiro componente é responsável por 98,45% da variabilidade e representado pelo peso vivo dos animais. O primeiro e o segundo componentes principais juntos são responsáveis por 99,10% da variabilidade das características, sendo o segundo componente representado pela soma entre as variáveis perímetro torácico-abdominal e comprimento ventral. Os dendrogramas resultantes da análise de agrupamento permitiram dividir os animais em dois grupos distintos (machos e fêmeas). A formação dos casais deve ser feita de maneira que permita acasalar o maior reprodutor com a maior matriz, onde ambos os indivíduos serão os primeiros animais classificados na análise de agrupamento, obedecendo à sequência da esquerda para a direita. Essa sequência deve ser respeitada de forma que reprodutor de menor peso e tamanho corporal será acasalado com a matriz com as mesmas características, sendo os últimos classificados na analise de agrupamento. Esta metodologia proporciona a formação de casais compatíveis em termos de peso e tamanho corporal.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - FIRMINO JOSE VIEIRA BARBOSA - EMBRAPA
Interno - 1167774 - JOSE ELIVALTO GUIMARAES CAMPELO
Presidente - 1555834 - SEVERINO CAVALCANTE DE SOUSA JUNIOR
Notícia cadastrada em: 19/05/2014 09:27
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb04.ufpi.br.sigaa 25/06/2024 04:59