Notícias

Banca de DEFESA: HERMÍNIO JOSÉ DA ROCHA NETO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: HERMÍNIO JOSÉ DA ROCHA NETO
DATA: 19/09/2014
HORA: 15:30
LOCAL: AUDITÓRIO DO PPGCA
TÍTULO:

ÍNDICE CARDIOTORÁCICO E VHS PARA A PADRONIZAÇÃO DO TAMANHO CARDÍACO DE MACACO PREGO (Cebus apella) EM IMAGENS RADIOGRÁFICAS COMPUTADORIZADAS.


PALAVRAS-CHAVES:

VHS, ICT, radiografia digital, imagem torácica


PÁGINAS: 35
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Medicina Veterinária
SUBÁREA: Clínica e Cirurgia Animal
ESPECIALIDADE: Radiologia de Animais
RESUMO:

Os macacos-prego vivem em florestas neotropicais distribuídos por toda a América, como a floresta Amazônica, assim como em áreas do cerrado e da caatinga. No Brasil, ocorre da região norte à região sul, ocupando uma grande variedade de ambientes, sendo um dos primatas do Novo Mundo com a maior área de ocorrência. A flexibilidade, o oportunismo e a habilidade são características chaves deste primata que contribuem para o seu sucesso na ocupação e exploração de vários tipos de florestas tropicais. O ritmo urbano imprimido pela modernidade tem afastado esses animais de seu habitat, aumentado a sua predação pela caça ou mesmo morte em áreas urbanas. Assim, cada vez mais aumentada a presença desses animais nos centros de atendimento de silvestres. Deste modo, esta pesquisa teve como fundamento investigar métodos de avaliação cárdiaca nesta espécie, de maneira a gerar subsídios clínicos e cirúrgicos que auxiliem em sua conservação. Foram utilizados 10 macacos-prego higidos submetidos a exames radiográficos torácicos. As imagens obtidas foram analisadas utilizando-se os métodos VHS e índice cardiotorácio para padronização dos valores de normalidade para a espécie. O VHS médio para machos foi de 9,34 ± 0,32, enquanto que para fêmea de 9,16 ± 0,34. O Índice Cardiotorácico (ICT) apresentou valores médios de 0,51±0,03 para os machos e de 0,52±0,02 para as fêmeas, não havendo diferença entre sexos tanto para o VHS quanto para o ICT.O estudo das correlações entre o VHS em ambos os decúbitos e o ICT demonstrou correlações positivas, respectivamente em ambos os decúbitos, assumindo o ICT como variável dependente. Por meio das técnicas radiográficas aplicadas foi possível estabelecer os padrões de normalidade para o ICT em comparação ao VHS, assim como demonstrar a existência de correlação entre os dois métodos. OS valores obtidos serão úteis para prever alterações do tamanho da silhueta cardíaca na espécie, auxiliando em seu manejo e conservação.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1640379 - FLAVIO RIBEIRO ALVES
Interno - 1643184 - NEY ROMULO DE OLIVEIRA PAULA
Externo à Instituição - RAIMUNDO ALVES BARRETO JUNIOR - UFERSA
Notícia cadastrada em: 15/08/2014 16:23
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb04.ufpi.br.sigaa 25/06/2024 04:58