• O sistema entrará em processo de atualização de funcionalidades às 22:30. Pedimos a todos que salvem seus trabalhos para que não haja transtornos.
    Agradecemos a compreensão, em 15 minutos o sistema estará de volta.
Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: ANAEMILIA DAS NEVES DINIZ

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ANAEMILIA DAS NEVES DINIZ
DATA: 21/11/2014
HORA: 09:00
LOCAL: auditório da Pós-graduação em Ciência Animal
TÍTULO:

AVALIAÇÃO ECOCARDIOGRÁFICA E ELETROCARDIOGRÁFICA DE CUTIAS (DASYPROCTA PRYMNOLOPHA, WAGLER 1831) 


PALAVRAS-CHAVES:

Cutia, eletrocardiografia, animais silvestres, ecocardiografia


PÁGINAS: 45
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Medicina Veterinária
SUBÁREA: Clínica e Cirurgia Animal
ESPECIALIDADE: Radiologia de Animais
RESUMO:

Por ser um animal com potencial zootécnico considerável a Cutia (Dasyprocta Prymnolopha, Wagler 1831) vem tendo sua população diminuída o que acarreta um maior interesse no conhecimento da sua biologia na tentativa de aprimoramento do manejo em cativeiro, bem como em conservação da espécie. Apesar de não ser muito comum a eletrocardiografia computadorizada é uma técnica de baixo custo, facilmente executável e extremamente útil para o diagnóstico de doenças cardiovasculares em medicina veterinária. A maioria das espécies silvestres tem comportamento mais arisco e precisam estar sob a condição de contenção química ou mesmo de anestesia geral para realização de procedimentos médicos, científicos ou mesmo de manejo. Dentre os protocolos de contensão química mais utilizados está a associação da Cetamina com a Xilazina e Cetamina com Midazolan. O presente estudo teve como objetivo definir padrões eletrocardiográficos para cutias (Dasyprocta Prymnolopha, Wagler 1831) submetidas a diferentes protocolos anestésicos a fim de obter dados que ajudem na monitorização desses animais durante procedimentos que necessitem da  utilização desses fármacos como forma de contenção. Foram utilizados  para cada protocolo 18 animais (9 machos e 9 fêmeas)adultos com média de dois anos de idade e peso variando entre 1,5 a 2,0 Kg  da espécie (Dasyprocta prymnolopha, Wagler 1831), todos clinicamente sadios, oriundos do Núcleo de estudos e preservação de animais silvestres (NEPAS) da Universidade Federal do Piauí do município de Teresina, PI. No primeiro protocolo os valores com diferença significativa entre machos e fêmeas os valores de duração em milissegundos do complexo QRS (fêmeas 58,28 ± 17,72 e machos 47,31 ± 7,65); Duração em milissegundos do intervalo PR (fêmeas 85,91 ± 21,68 e machos 77,73 ± 13,07) e duração do intervalo QT (fêmas231,82 ± 33,81  e machos 220,37 ± 20,66). Já na associação de Cetamina e Xilazina houve diferença significativa na duração em milissegundos houve diferença significativa na duração da onda P e intervalo QT quando comparados machos e fêmeas e na altura da onda P em mV.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1640379 - FLAVIO RIBEIRO ALVES
Externo ao Programa - 423207 - JOAO MACEDO DE SOUSA
Externo ao Programa - 423587 - WILLAMS COSTA NEVES
Notícia cadastrada em: 06/11/2014 11:39
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb04.ufpi.br.sigaa 14/06/2024 22:26