Notícias

Banca de DEFESA: RENATA PATRICIA SOUSA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: RENATA PATRICIA SOUSA
DATA: 26/02/2015
HORA: 09:00
LOCAL: Auditório do Núcleo de Pós-Graduação em Ciências Agrárias
TÍTULO:

ANÁLISE MORFOLÓGICA DO SISTEMA RESPIRATÓRIO DE EMAS (Rhea americana) EM DIFERENTES FASES DO DESENVOLVIMENTO 


PALAVRAS-CHAVES:

Palavras-chave: Rhea americana; desenvolvimento embrionário; histologia; sistema respiratório.


PÁGINAS: 45
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Medicina Veterinária
SUBÁREA: Reprodução Animal
RESUMO:

A ema (Rhea americana), ave silvestre de grande porte, nativa da América Sul, representa importante espécie que vem se destacando na pecuária nacional e internacional. O conhecimento dos aspectos morfológicos dos órgãos e estruturas do sistema respiratório das aves é de fundamental importância, e apresenta um vasto campo para pesquisa, uma vez que, seus componentes são frequentemente afetados por patógenos que muitas vezes ocasionam a perda de todo plantel, em uma criação.  O objetivo desta pesquisa foi estudar morfologicamente, o sistema respiratório de emas durante o desenvolvimento embrionário-fetal, caracterizando os aspectos histológicos.  Foram utilizados 10 animais em desenvolvimento, embriões e fetos, os quais foram eutanasiados e fixados, e em seguida, dissecados e coletados fragmentos do sistema respiratório: cavidade nasal, laringe, traquéia, siringe, brônquios e pulmão. Os fragmentos foram processados e corados com hematoxilina-eosina (HE).  Foram observadas alterações na organização celular durante o desenvolvimento com característica funcional de cada órgão. A cavidade nasal apresentou nas primeiras fases de desenvolvimento epitélio estratificado cúbico tornando-se pavimentoso queratinizado em fetos de 30 dias (FE30). A laringe exibiu epitélio respiratório pseudoestratificado ciliado com células caliciformes em fetos de 27 dias (FE27) e FE30. A traqueia em fetos de 15 dias (FE15) mostrou organização celular característica do início da histogênese da cartilagem hialina. Na siringe a túnica mucosa de fetos de 18 dias (FE18) e de 21 dias (FE21) é formada por epitélio estratificado ciliado na região bronquial e estratificado cúbico na região traqueal. Os brônquios principais apresentavam epitélio estratificado cíliado com células caliciformes na região siringeal. No pulmão, o estágio Parabronquial de desenvolvimento foi caracterizado pela presença de vasos sanguíneos próximos ao epitélio parabrônquico, além de numerosos parabrônquios de FE15 a FE21. Os aspectos histológicos observados durante o desenvolvimento dos órgãos que formam o sistema respiratório da ema são semelhantes aos de outras aves considerando os diferentes períodos de incubação. Este estudo possibilitou a obtenção de dados, inexistentes na literatura, importantes, para identificação de um padrão ontogenético do sistema respiratório de emas, o que fornecerá subsídios à produção e exploração zootécnica desta espécie. No entanto, mais estudos são necessários para avaliar os fatores genéticos e moleculares envolvidos na morfogênese deste sistema em emas. 


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - ALANA LISLEA DE SOUSA - UEMA
Presidente - 422578 - MARIA ACELINA MARTINS DE CARVALHO
Externo ao Programa - 423689 - WEBER LEAL DE MOURA
Notícia cadastrada em: 04/02/2015 16:49
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb04.ufpi.br.sigaa 13/06/2024 11:23