Notícias

Banca de DEFESA: LUIZ ANTONIO SILVA FIGUEIREDO FILHO

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: LUIZ ANTONIO SILVA FIGUEIREDO FILHO
DATA: 25/03/2015
HORA: 08:30
LOCAL: Auditório do Núcleo de Pós-Graduação em Ciências Agrárias
TÍTULO:

AVALIAÇÃO GENÉTICA DE CARACTERÍSTICAS DE CARCAÇA E TAMANHO CORPORAL EM CAPRINOS


PALAVRAS-CHAVES:

Amostragem de Gibbs, caprinocultura de corte, componentes de (co) variância, herdabilidade, modelo animal, ultrassonografia


PÁGINAS: 83
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Zootecnia
SUBÁREA: Genética e Melhoramento dos Animais Domésticos
RESUMO:

Objetivou-se com esta pesquisa estimar componentes de (co) variância e predizer valores genéticos para característica de carcaça, obtidas por ultrassografia, e tamanho corporal em caprinos da raça Anglonubiana, por meio análises uni e bicaracterísticas, através de inferência Bayesiana. Foram estimados componentes de (co) variância e parâmetros genéticos para as características área, profundidade e comprimento de olho de lombo, espessura de gordura esternal, altura da garupa, circunferência torácica, profundidade torácica, perímetro da perna e peso corporal através de metodologia Bayesiana, por modelo animal em análises uni e bicaracterística. Considerou-se os efeitos aleatórios genético aditivo direto de animal e erro aleatório associado a cada observação e os efeitos fixos de grupo de contemporâneos, ano de coleta, classe de idade e categoria animal. Os critérios de convergência utilizados sugeriram que o tamanho da cadeia utilizado foi adequado e os valores amostrais a posteriori são estimativas válidas da distribuição a posteriori dos parâmetros. As herdabilidades foram de baixa a moderada magnitude, ocorrendo maiores estimativas nas análises bicaracterísticas, reflexos do resgate de parte da variância aditiva, por meio da correlação entre as características e maior número de observações. As correlações genéticas entre as características ligadas a musculosidade foram de alta magnitude, já as correlações genéticas observadas entre as características de carcaça e as medidas corporais apresentaram magnitudes variadas. As estimativas das herdabilidades para as características de carcaça e medidas corporais foram maiores nas análises bicaracterística. O peso corporal não é um bom indicador de musculosidade, não sendo indicado como critério de seleção para produção de carne em caprinos Anglonubianos. O perímetro da perna possui maior relação genética com as características de carcaça, o que sugere possibilidade de resposta correlacionada, podendo ser uma medida corporal para compor índices de seleção em programas de melhoramento animal de caprinos de corte.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1167774 - JOSE ELIVALTO GUIMARAES CAMPELO
Presidente - 1550485 - JOSE LINDENBERG ROCHA SARMENTO
Externo ao Programa - 1907649 - KATIENE REGIA SILVA SOUSA
Externo à Instituição - MARCIO DA SILVA COSTA - NENHUMA
Externo à Instituição - MARCOS JACOB DE OLIVEIRA ALMEIDA - EMBRAPA
Notícia cadastrada em: 03/03/2015 11:26
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb03.ufpi.br.sigaa 15/06/2024 10:55