Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: DEYSE NAIRA MASCARENHAS COSTA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: DEYSE NAIRA MASCARENHAS COSTA
DATA: 07/04/2015
HORA: 08:30
LOCAL: Auditório do Núcleo de Pós-Graduação em Ciências Agrárias
TÍTULO:

Ação de antioxidante sintético e natural em sêmen criopreservado de equinos, avaliado por testes in vitro.


PALAVRAS-CHAVES:

Sêmen; Criopreservação; Antioxidantes; Hidroxi butil-tolueno; Combretum leprosum.


PÁGINAS: 65
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Medicina Veterinária
SUBÁREA: Reprodução Animal
RESUMO:

Com o intuito de melhorar a fertilidade do sêmen congelado, os pesquisadores estão voltando a atenção aos sistemas de defesa antioxidantes. Substâncias com capacidade antioxidante estão sendo utilizadas nos meios de congelação de sêmen pertencentes a inúmeras espécies, incluindo a equina, com o intuito de reduzir os danos causados à membrana plasmática das células espermáticas durante o processo. O objetivo desta pesquisa foi avaliar a viabilidade espermática, pós-descongelação, do sêmen de garanhões da raça Quarto de Milha, suplementando amostras do diluidor a base de gema de ovo (Botu crio®- Biotech Botucatu, Botucatu-SP, Brasil) para congelação, com o antioxidante sintético butil- hidroxi-tolueno (BHT), nas concentrações de 0,5 µm ; 1,0 µm e 2,0 µm,  e o antioxidante natural extrato etanólico da casca do caule do Combretum leprosum (mufumbo) nas concentrações 30 mg ; 60 mg e 120 mg. Para tanto, foram analisadas as características físicas do sêmen fresco, funcionalidade da membrana espermática pelo Teste hiposmótico (HOST), motilidade total e vigor pelo teste de termoresistência (TTR), cinética espermática pelo sistema computadorizado CASA (Computer Assisted Sêmen Anlyses) e integridade da membrana espermática e funcionalidade de mitocôndria por microscopia de epifluorescência. Após as análises, verificou-se que não houve diferença estatística significativa (P>0,05), entre os tratamentos testados e o controle quanto á integridade de membrana plasmática, atividade mitocondrial, vigor espermático e motilidade espermática pelo TTR, bem como os parâmentros relacionados à cinética espermática. Além disso, não se verificou diferença (P>0,05) quanto á ação antioxidante do extrato e do BHT entre as concentrações analisadas. Conclui-se que, mesmo não havendo diferença significativa entre os tratamentos, os antioxidantes promoveram a proteção do ejaculado contra o estresse oxidativo e, conseguentemente, a viabilidade espermática pós-descongelação.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - FELIPE DE JESUS MORAES JUNIOR - UEMA
Presidente - 422864 - JOSE ADALMIR TORRES DE SOUZA
Externo ao Programa - 1275816 - TANIA VASCONCELOS CAVALCANTE
Notícia cadastrada em: 18/03/2015 09:40
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb03.ufpi.br.sigaa 14/06/2024 21:06