Últimas Notícias
Banca de DEFESA: JOÃO VITOR DUTRA DE LIMA PEREIRA
Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: JOÃO VITOR DUTRA DE LIMA PEREIRA
DATA: 02/04/2024
HORA: 14:30
LOCAL: Auditório do PRODEMA/UFPI
TÍTULO: EDUCAÇÃO AMBIENTAL E BIODIVERSIDADE EM UNIDADES DE CONSERVAÇÃO: ABORDAGENS TEÓRICAS E PRÁTICAS EM ESPAÇOS NÃO FORMAIS.
PALAVRAS-CHAVES: Educação; Meio Ambiente; Caatinga; Nordeste; Piauí.
PÁGINAS: 129
GRANDE ÁREA: Outra(s)
ÁREA: Ciências Ambientais
RESUMO:

A Educação Ambiental (EA) é um processo formativo que contribui com práticas e reflexões que fortalecem os valores para a sustentabilidade, devendo estar presente, de forma articulada, em todos os níveis e modalidades do processo educativo, em caráter formal e não-formal. Buscando entender como os professores percebem as Unidades de Conservação (UC) como espaço não-formal para as práticas de Educação Ambiental a partir da biodiversidade, os objetivos deste trabalho são: i) identificar as metodologias de EA e biodiversidade em UC do Brasil, ii) verificar como os professores entendem as Unidades de Conservação (UC) como espaço não formal para as práticas de EA enfocando a temática biodiversidade e iii) avaliar como e em quais níveis os professores se relacionam com a natureza, A dissertação está estruturada em uma coletânea de três artigos, sendo o primeiro intitulado “Metodologias de Educação Ambiental com enfoque na biodiversidade em UC do Brasil: uma revisão”, elaborado a partir de buscas nas bases de dados Periódicos Capes, Web of Science, Scielo e Scopus. Foram selecionados 20 artigos científicos que abordavam atividades práticas nas UC. No segundo artigo, intitulado “Concepções de professores sobre UC como espaço não-formal de aprendizagem para práticas de EA com ênfase em biodiversidade”, foram entrevistados 86 professores em 57 escolas de Teresina e Altos, Piauí. Destacou-se que 70,9% dos professores já desenvolveram atividades práticas, sendo a maioria ações pontuais. Constatou-se que o estreito conhecimento sobre a biodiversidade nas UC dificulta a realização de atividades práticas, e sugere-se o desenvolvimento de parcerias entre escolas e universidades com as UC, principalmente na região nordeste, em que se predomina a caatinga. No terceiro artigo, intitulado “Níveis de relacionamento com a natureza: atitudes ambientais de professores de escolas de Teresina e Altos, Piauí”, foram entrevistados 86 professores em 57 escolas de Teresina e Altos, Piauí. Como metodologia, foram adotadas as escalas New Environmental Paradigm (NEP) e Nature Relatedness (RN). Os dados da escala NEP e RN indicam que muitos professores ainda possuem uma visão antropocêntrica do meio ambiente, reconhecendo os danos causados pelas ações humanas, mas demonstrando confusão em relação ao seu vínculo com a natureza. Propõe-se que pesquisas futuras investiguem como a formação continuada em Educação Ambiental pode impactar a escolha de áreas verdes para atividades práticas por parte dos professores em formação.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1984821 - PATRICIA MARIA MARTINS NAPOLIS
Interno - 1670535 - CLARISSA GOMES REIS LOPES
Interno - 150.292.393-91 - JOSÉ MACHADO MOITA NETO - UNICAMP
Externo à Instituição - CARLA LEDI KORNDORFER - UESPI
Externo à Instituição - Karolina Martins Almeida e Silva - UFNT

Cadastrada em: 15/03/2024
Mais Notícias
Processos Seletivos Veja abaixo os processos seletivos disponíveis para nosso Programa de Pós-Graduação.
Calendário Fique por dentro dos eventos relacionados ao nosso Programa de Pós-Graduação.
  • 06/03/2024 - 08/03/2024 · Matrícula para o período 2024.1.
  • 18/03/2024 · Início do período letivo 2024.1.
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 13/04/2024 00:18