Últimas Notícias
Banca de DEFESA: MAYKON RODRIGUES DE BARROS MOURA
Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: MAYKON RODRIGUES DE BARROS MOURA
DATA: 29/04/2019
HORA: 09:00
LOCAL: PRODEMA/UFPI
TÍTULO: COMUNIDADE PIONEIRA DE HERBÁCEAS EM DUNAS NO LITORAL DO NORDESTE: COMPOSIÇÃO, ESTRUTURA, ANATOMIA ECOLÓGICA E PERCEPÇÃO AMBIENTAL
PALAVRAS-CHAVES: Anatomia Ecológica. Dunas. Fitossociologia. Herbáceas. Restinga
PÁGINAS: 134
GRANDE ÁREA: Outra
ÁREA: Ciências Ambientais
RESUMO:

Os ambientes costeiros do Brasil têm sido fortemente impactados por conta das ações antrópicas, onde ocorre uma perda de sua biodiversidade de forma desenfreada. No estado do Piauí, mesmo possuindo a menor faixa litorânea do país, possuí por toda sua extensão, fisionomia de restingas, caracterizada por dunas móveis e fixas, campos herbáceos, campos alagados e campos frutícetos. Objetivou-se estudar a comunidade de herbáceas que colonizam dunas do litoral do Piauí, suas estruturas anatômicas que permitem seu estabelecimento e manutenção, assim como, a percepção ambiental da população local acerca das dunas móveis ao seu redor. Foram escolhidos dois pontos de coleta botânica, sendo o primeiro nas proximidades da Praia do Coqueiro, considerada como dunas em processos de antropização, e o segundo ponto na estrada que leva à praia do Macapá e Maramar, sendo estas dunas não antropizadas. A coleta do material seguiu metodologias especificas para cada objetivo, onde, para as análises fitossociológicas seguiu-se o método de parcelas, para as análises anatômicas o material foi coletado e fixado em FAA (formaldeído 50%, ácido acético, álcool etílico 50%). Para a coleta de dados sociais, utilizou-se de entrevistas semiestruturadas, tendo formulários como veículo de obtenção de dados, fotos e observação participante. O material botânico coletado foi armazenado no Herbário Graziela Barroso (TEBP), da UFPI e o material anatômico no Laboratório de Biologia Vegetal da UESPI, Campus Heróis do Jenipapo. Foi obtido um total de 27 espécies de plantas, distribuídas em 14 famílias, com destaque para as famílias Fabaceae e Poaceae, que obtiveram a maior quantidade de espécies. Das espécies que apresentaram alto valor de importância, Richardia grandiflora Britton, e Euploca polyphylla (Lehm) J.I.M. Melo & Semir, foram utilizadas em análises de anatomia foliar, onde foi identificado estruturas que permitem seu estabelecimento e adaptação nestes ambientes, como elevada quantidade de tricomas, estômatos com variações quanto ao tamanho e posição na lâmina foliar, bainha de Kranz, entre outros. Quanto aos dados sociais, foi identificado que a população possui conhecimentos de como ocorre a formação das dunas, assim como métodos para retardar o seu avanço adentro da comunidade. Concluiu-se que os ambientes de restinga do litoral do Piauí possui uma vegetação relativamente semelhante aos demais estados da região Nordeste, onde também é possível identificar que estas vegetações, de alguma forma, apresentam adaptações significativas para a sua sobrevivência e manutenção neste ambiente. A população que vive nesta região tem ciência de que a preservação da vegetação nas dunas é de suma importância para que as mesmas não avancem para dentro da comunidade, sensibilizando-os assim, para uma maior aproximação e contato com a natureza. Com a conclusão desta pesquisa, é gerado dados para subsidiar planos de manejo e conservação para esta região.



MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1291400 - DENIS BARROS DE CARVALHO
Externo à Instituição - Eduardo Bezerra de Almeida Júnior - UFMA
Presidente - 302.181.523-53 - FRANCISCO SOARES SANTOS FILHO - UESPI
Externo à Instituição - MARIA DE FÁTIMA DE OLIVEIRA PIRES - UESPI
Interno - 1167785 - ROSELI FARIAS MELO DE BARROS

Cadastrada em: 05/04/2019
Mais Notícias
Processos Seletivos Veja abaixo os processos seletivos disponíveis para nosso Programa de Pós-Graduação.
Calendário Fique por dentro dos eventos relacionados ao nosso Programa de Pós-Graduação.
  • 21/02/2019 - 22/02/2019 · Matrícula para o período 2019.1.
  • 07/03/2019 · Início do período letivo 2019.1.
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 25/04/2019 17:06