Últimas Notícias
Banca de QUALIFICAÇÃO: LUIS HENRIQUE DOS SANTOS SILVA SOUSA
Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: LUIS HENRIQUE DOS SANTOS SILVA SOUSA
DATA: 31/10/2018
HORA: 10:00
LOCAL: TROPEN/UFPI
TÍTULO: A SIMBIOSE INDUSTRIAL EM TERESINA-PI
PALAVRAS-CHAVES: Ecologia Industrial, Simbiose Industrial, Gestão Ambiental, Teresina
PÁGINAS: 115
GRANDE ÁREA: Outra
ÁREA: Ciências Ambientais
RESUMO:

A troca de materiais, fluidos e o compartilhamento de instalações de utilidades e tratamento de materiais, caracteriza a prática da simbiose industrial (SI). Como uma das atividades pertencentes ao escopo da ecologia industrial (EI), ela pretende responder ao desafio do desenvolvimento sustentável, propondo a analogia dos sistemas naturais aos sistemas industriais. Este trabalho objetiva fazer uma recuperação histórica da EI e SI; e identificar as potencialidades e a ocorrência destas práticas em Teresina. Para isso faz uso de uma pesquisa bibliográfica utilizando o Portal de Periódicos da CAPES, a base Web of Science e o software VOSviewer. Também foram realizadas visitas técnicas a indústrias, nas quais foram explorados aspectos relevantes do processo produtivo e entrevistados gestores e funcionários. Foi constatado que a expressão Ecologia Industrial não significou necessariamente o conjunto de práticas sustentáveis em vista da formação de um ecossistema industrial até um determinado período da história. O estudo bibliométrico permitiu inferir que a temática vem ganhando espaço na literatura científica e protagonizada por pesquisadores norte americanos. Avaliação do Ciclo de Vida (ACV) e Análise do Fluxo de Materiais (AFM) são as duas ferramentas mais utilizadas para estudo e análise da EI, a água e sua utilização protagonizam os estudos da área e, recentemente, a EI foi incorporada a escola de pensamento da Economia Circular. Para o estudo da SI foram recuperados 769 trabalhos científicos, além da realização de consulta a materiais institucionais da International Synergies (IS), do Centro de Tecnologias Limpas ligado ao SENAI/RS; e órgãos das federações da indústria dos estados do Piauí, Minas Gerais, Paraná, Alagoas e Rio Grande do Sul.  Constatou-se que a simbiose industrial, até a metade da segunda década dos anos 2000, era um tema tratado majoritariamente em eventos científicos e, após 2015, vem ganhando destaque em periódicos internacionais. A ACV e AFM são utilizadas para analisar cenários envolvendo água, biogás e diversos metais. No Brasil, os trabalhos são propostas de identificação, avaliação e metodologias de análise de atividades de SI, isso se dá pela ausência de interações simbióticas e eco parques. A IS é uma organização internacional que atua na promoção e avaliação de SI junto a inciativa privada, governos e institutos de pesquisa, com a utilização de uma metodologia que apresenta SI para as empresas como oportunidades de negócios. O Programa Brasileiro de Simbiose Industrial (PBSI), atualmente descontinuado, nasceu por iniciativa das federações da indústria de Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Sul e Alagoas. Permanece apenas o programa vinculado a FIEMG. A descontinuação das demais iniciativas se deu pela falta de incentivo e suporte técnico. A partir da análise qualitativa da distribuição espacial das indústrias em Teresina, foi possível constatar que a concentração das indústrias não se dá nos dois parques industriais da cidade, a diversidade e distancia entre as empresas, conforme a literatura consultada, são aspectos que favorecem as trocas simbióticas em Teresina. Das empresas visitadas, pode-se constatar oportunidades de estabelecimento de SI, além cenários bastante distintos: desde ausência de qualquer atividade relacionada a gestão ambiental, como empresas que já interagem com outras, fornecendo seus resíduos como matérias primas para processos produtivos distintos. Observa-se também que a SI não deve ser o passo seguinte de muitas empresas, estas precisam adequar-se a aspectos como: a Política Nacional de Resíduos Sólidos, logística reversa, produção mais limpa, entre outros. O estudo completo abordará este cenário com análise de viabilidade técnica de SI para 95 empresas de Teresina.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 423676 - ANTONIO CARDOSO FACANHA
Interno - 1306580 - CARLOS ERNANDO DA SILVA
Presidente - 1046342 - ELAINE APARECIDA DA SILVA
Externo à Instituição - JOSÉ ADOLFO DE ALMEIDA NETO - UESC-BA
Externo ao Programa - 840.043.633-49 - LAÉCIO SANTOS CAVALCANTE - UFPI

Cadastrada em: 05/10/2018
Mais Notícias
Processos Seletivos Veja abaixo os processos seletivos disponíveis para nosso Programa de Pós-Graduação.
  • » MESTRADO (17/09/2018 : 15/10/2018)
Calendário Fique por dentro dos eventos relacionados ao nosso Programa de Pós-Graduação.
  • 06/08/2018 - 07/08/2018 · Matrícula para o período 2018.2.
  • 13/08/2018 · Início do período letivo 2018.2.
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb03.ufpi.br.instancia1 19/10/2018 11:13