Dissertações/Teses

2018
Descrição
  • MARCEL FRANCISCO CARDOSO
  • Jogo Teoria da Relatividade: Material Potencialmente Significativo Para o Ensino da Teoria da Relatividade no Ensino Médio
  • Orientador : RENATO GERMANO REIS NUNES
  • Data: 09/11/2018
  • Mostrar Resumo
  • O uso de atividades lúdicas na educação é um recurso que favorece uma aprendizagem prazerosa e divertida. O ensino de um modo geral enfrenta dificuldade em alcançar seu objetivo essencial, uma aprendizagem realmente significativa, seja pela falta de recursos ou de interesse dos alunos na aprendizagem. Essa deficiência de aprendizagem é acentuada nas disciplinas de ciências da natureza (Física e Química). Neste estudo, propomos a construção e avaliação de um produto educacional que auxilia o ensino de Física Moderna no ensino médio, que o mesmo tenha potencialidade de significação. A elaboração e construção desse produto tem como referência a Teoria de Aprendizagem Significativa de David Ausubel, baseada na estrutura cognitiva do aprendiz. O produto educacional, resultado desta pesquisa, é um jogo de tabuleiro com o título de Jogo da Teoria da Relatividade, nele são abordados os conceitos da Teoria da Relatividade Geral e Restrita e os cientistas cujo estudo levou a sua definição. Este jogo foi aplicado nas turmas de terceira série do ensino médio no Centro de Educação de Tempo Integral Deputada Francisca Trindade, em que o pesquisador é docente desde 2005. Após o uso do jogo em sala de aula, foi aplicado um questionário com o intuito de avaliar sua eficiência como material potencialmente significativo. Os resultados apontam que o jogo apresenta as principais características de uma atividade lúdica (lúdico e frívolo) e os aspectos necessários para a sua caracterização como jogo educacional. Ainda é possível concluir que o jogo despertou o interesse do aluno pela Teoria da Relatividade e promoveu uma maior interação entre os discentes. Assim, esta pesquisa é útil, pois mostra que é a aprendizagem pode ocorrer através de uma atividade lúdica, e que sua dinâmica pode ser usada para outras áreas de conhecimento.

  • FRANCISCA HAURIANE DA GUIA SOARES
  • Jogo Didático no Ensino de Termologia para Pessoas com Deficiência Auditiva
  • Orientador : RENATO GERMANO REIS NUNES
  • Data: 09/11/2018
  • Mostrar Resumo
  • Este trabalho trata da necessidade do desenvolvimento e uso de recursos educacionais para o ensino de Física no Ensino Médio para alunos com deficiência auditiva. Esses alunos têm a Língua Brasileira de Sinais (Libras) como primeira língua e isso gera dificuldade na compreensão dos conteúdos, apesar do auxílio do intérprete. Como esses alunos devem ser recebidos em escolas de ensino regular os métodos de ensino utilizados precisam atender a todos. Poucos recursos didáticos existentes atualmente consideram esse tipo de deficiência e, na Física, a compreensão é dificultada por não existirem símbolos em Libras para muitos termos. O presente trabalho objetiva a produção de um recurso educacional na forma de jogo didático para estudo da Termologia, fundamentado na compreensão
    da situação atual do ensino para alunos com deficiência auditiva e dos processos de ensino-aprendizagem por meio dos quais esses alunos assimilam melhor os conteúdos. Através de questionários realizados com professores e intérpretes que trabalham na Unidade Escolar Matias Olímpio, foram apontados obstáculos para o ensino inclusivo como: alunos com pouco domínio em Libras, ausência de intérpretes em diversas situações em sala de aula e até mesmo ausência de recursos voltados para alunos surdos. Foi apontada também a importância do uso de recursos específicos para alunos surdos, que priorizem elementos visuais, fazendo uso de imagens na forma de cartazes, slides, vídeos legendados, entre outros. Consequentemente, para esses profissionais, os processos de ensino-aprendizagem adequados para os alunos surdos são aqueles que utilizem recursos didáticos inclusivos. O jogo elaborado baseia-se também nas teorias de David Ausubel e Lev Vygotsky, de modo a contribuir positivamente para o Ensino de Física para deficientes auditivos. Produzido e posteriormente aplicado em turmas do segundo ano do Ensino Médio, verificou-se sua aceitação por parte dos alunos que demonstraram gostar da utilização do recurso pelo seu caráter didático e, principalmente, por seu caráter lúdico, sendo, portanto, um recurso que pode facilitar o ensino de Física para alunos com deficiência auditiva em turmas inclusivas.

  • ANTONIO MARCOS SILVA DIAS
  • Manual para utilização do jornal escolar como recurso metodológico no ensino de física
  • Orientador : HILDA MARA LOPES ARAUJO
  • Data: 05/11/2018
  • Mostrar Resumo
  • No presente trabalho partimos do seguinte problema de pesquisa: em que medida a produção de um Manual de Orientações para utilização do Jornal Escolar como recurso metodológico no Ensino de Física contribui para a prática da leitura e escrita no contexto dessa disciplina? Partimos do pressuposto de que o uso do Jornal Escolar como recurso metodológico promove diálogo entre conteúdos da Física e o dia-a-dia dos alunos, valorizando habilidades, como a leitura e a escrita, e ainda tornando a aprendizagem mais interativa e participativa. Delineamos como objetivo geral produzir um Manual de Orientações para utilização do Jornal Escolar como recurso metodológico no Ensino de Física. Como objetivos específicos, destacamos: 1) Articular conteúdos da Física aprendidos em sala-de-aula com situações práticas no cotidiano, 2) Promover a leitura e escrita em sala-de-aula em torno de temas ligados à Física; 3) Proporcionar um ambiente de aprendizagem colaborativo, que valorize o trabalho em equipe e a pesquisa como instrumento de fortalecimento da aprendizagem; 4) Socializar conhecimentos da Física apropriados em sala-de-aula com a comunidade escolar, articulando formação e informação no contexto do Jornal Escolar. A iniciativa para a construção de um Manual de Orientações partiu da necessidade de estimular a produção escrita, a leitura e a difusão de conhecimento no contexto do ensino e aprendizagem da disciplina de Física, no Ensino Médio. Dessa forma, a construção do Manual originou-se da experiência prática vivenciada como uma turma de alunos do segundo ano do curso de Ensino Médio Integrado ao Técnico em Administração, do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Piauí campus Cocal, como parte integrante de pesquisa desenvolvida no âmbito do Mestrado Nacional Profissional em Ensino de Física (MNPEF) polo UFPI. Nesta experiência, utilizamos o Jornal Escolar aplicando-o ao conteúdo de Calorimetria. O jornal impresso intitulado Telescópio, foi resultado do trabalho de pesquisa e redação dos alunos sob mediação do professor, acerca dos conteúdos da unidade trabalhada, composto de textos informativos que, segundo o olhar dos alunos, abordaram interfaces entre a teoria e suas vivências cotidianas. Epistemologicamente, o estudo apoiou-se no conceito de mediação, enunciado por Vygotsky (1998). No que concerne ao percurso metodológico, nossa opção pela abordagem qualitativa considerou a natureza social associada ao objeto de estudo. Assim, fizemos uso da pesquisa-ação, por ser esta um tipo de pesquisa social, que é pensada e executada em associação com uma ação ou com a resolução de um problema coletivo, em que os pesquisadores e os sujeitos se envolvem do modo cooperativo, em torno de objetivos comuns. O método utilizado – Quase-experimental de Série Temporal (CAMPBEL, 1979) – possibilitou que o objeto de estudo fosse submetidos a 02 (duas) sequencias de observações, intermediadas pela intervenção didática com o Jornal Escolar. Como resultados, verificamos que utilização do jornal no ensino de Física promoveu diálogo entre os conteúdos de calorimetria e o dia-a-dia dos sujeitos, proporcionando leitura e a escrita em sala de aula, o que evidenciou a ocorrência de uma aprendizagem mais interativa e participativa.

  • JONYSON MARCS BORGES DA ROCHA
  • Uso dos dispositivos térmicos caseiros estudo da calorimetria
  • Orientador : CLAUDIA ADRIANA DE SOUSA MELO
  • Data: 04/10/2018
  • Mostrar Resumo
  • O trabalho aponta uma possibilidade na melhoria do ensino de física, na educação básica, através das aplicações da energia solar (equipamentos e conceitos), a fim de conscientizar os alunos da importância da utilização desse recurso energético e desenvolver um senso crítico em relação às fontes de energia utilizadas no país; Conhecer os benefícios da energia solar térmica através dos equipamentos utilizados e dessa maneira mostrar ao estudante os conceitos de física que possibilitam um melhor funcionamento desses dispositivos. Esse material foi desenvolvido para alunos do ensino médio da rede pública estadual, a fim de ampliar o desenvolvimento cognitivo do estudante, oferecendo ao professor mais uma opção de recurso didático a ser utilizado em sala de aula. No trabalho apresentamos um manual didático com informações referentes a energia solar, modelos de fogão solar e a construção de um forno solar e um secador solar caseiro. A partir desses recursos, relacionamos os conteúdos de calorimetria aos seus processos de montagem e funcionamento como uma boa opção para revisar esse conteúdo a ser estudado no Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) e mostrar ao discente a importância da Física fora do ambiente escolar, chamada por Carl Rogers como aprendizagem significante.

  • EDSON LOPES DA SILVA
  • O uso de um hipertexto sobre conceitos básicos de astronomia e o sistema solar
  • Orientador : CLAUDIA ADRIANA DE SOUSA MELO
  • Data: 03/10/2018
  • Mostrar Resumo
  • Muito se tem discutido sobre a importância do Ensino de Física em todos os níveis de escolaridade. Sabe-se que o acesso ao conhecimento científico se dá de diversas formas e, em diferentes ambientes. É na escola que a formação de conceitos científicos é introduzida explicitamente, oportunizando ao ser humano a compreensão da realidade e a superação de problemas que lhes são impostos diariamente. Isso porque desenvolver um hipertexto que facilitarão o processo de ensino aprendizagem dos alunos, sendo uma possibilidade a ser investigada, e considerando a teoria de aprendizagem de Piaget, na qual o crescimento cognitivo do aluno pode se dá por meio de assimilação e acomodação da ação da realidade. Dessa forma apresenta-se um hipertexto sobre astronomia para Ensino Médio que possibilite um aprendizado potencialmente significativo dos conteúdos. O texto incentiva o aprofundamento dos temas pelos links, no decorrer da leitura. A metodologia, consiste de uma revisão bibliográfica sobre o tema para elaboração de um hipertexto dos conteúdos de astronomia, que foi aplicado, com os alunos com uma linguagem de fácil compreensão dos conceitos apresentados. A coleta de dados, com os alunos, ocorreu em uma escola de Teresina, com um numero total de 30 alunos. Em que o hipertexto sobre astronomia possa tornar o aprendizado potencialmente significativo.

  • JOSEVANDRO DA SILVA MAGALHÃES
  • Jogo de Tabuleiro Eletrônico: Uma Metodologia Ativa Aplicada no Ensino de Eletrostática
  • Orientador : MARIA DO SOCORRO LEAL LOPES
  • Data: 02/10/2018
  • Mostrar Resumo
  • No contexto deste estudo desenvolvemos um jogo de tabuleiro didático utilizando novas tecnologias de ensino por meio dos recursos gráficos de animação do software Scratch. Neste sentido, o estudo norteia-se pela seguinte questão problema: um jogo de tabuleiro eletrônico educativo, contribui para tornar os conteúdos de eletrostática mais interessantes, capaz de estimular e motivar o aluno, transformando-o no personagem principal do seu processo de aprendizagem? Para isso, o jogo desenvolvido oferece desafios e obstáculos dentro de um ambiente agradável, com objetivo de despertar o interesse dos participantes através de uma aprendizagem divertida e dinâmica que requer que os envolvidos tenham participação ativa no seu aprendizado bem como, no dos seus pares. Procuramos agregar ao lúdico os conteúdos de Eletrostática: Carga elétrica, Força elétrica, Campo elétrico e Potencial elétrico. Nessa perspectiva, este estudo fundamenta-se na teoria do desenvolvimento cognitivo de Piaget, partindo, por tanto de aspectos mais abrangentes e tendendo para aspectos mais específicos, mantendo o foco nos estágios da aprendizagem: assimilação e acomodação. Os participantes dessa pesquisa foram duas turmas do 3º Ano do ensino médio de uma escola pública da rede estadual de ensina da cidade de Teresina – PI. Como instrumentos de pesquisa, utilizou-se o próprio jogo, questionários e registro de observação. Os resultados da turma controle mostraram: Para o teste diagnóstico com o total de 240 possíveis acertos obtiveram 164 acertos equivalentes a 68,33%, e no teste final 183 acertos equivalentes a 76,25%. Na turma experimental, de 64 possíveis acertos do teste diagnostico (jogo), obtiveram 50 acertos equivalentes a 78,13%, e no teste final de 240 possíveis acertos, obtiveram 218 acertos equivalentes a 90,83%. A comparação do teste final da turma controle com o da turma experimental mostrou uma alta de 14,58% de acertos. Isto indicou um avanço significante na aprendizagem dos alunos que fizeram uso do instrumento educativo. Além disso, a turma experimental respondeu um questionário de avaliação do jogo, onde foi possível comprovar o estímulo e envolvimento que os desafios e obstáculos do jogo proporcionaram aos participantes. Os resultados revelaram que o produto desenvolvido contribuiu de forma significativa e prazerosa no processo de reestruturação cognitiva dos estudantes.

  • ROBERT CHARLES MOREIRA CALAND
  • Uma unidade de ensino potencialmente significativa para a construção do conceito de calor e alguns de seus desdobramentos históricos.
  • Data: 02/10/2018
  • Mostrar Resumo
  • O ensino da Física vem apresentando mudanças metodológicas ao longo dos últimos anos, sejam pelas orientações legais consideradas nas diretrizes nacionais, observando a evolução no modo em que a educação passou a ser concebida, sejam pelas próprias necessidades formativas encontradas pelos professores diante das suas práticas, sejam pelas dificuldades apresentadas pelos alunos devido a sua formação, que podem contribuir em seus resultados, no decurso dos anos letivos. Atento a essas mudanças, foi realizado um estudo com o intuito de encontrar estratégias que pudessem facilitar o compartilhamento dos conhecimentos trabalhados em sala de aula, pra essa disciplina, propiciando uma aprendizagem significativa e que culminou nesse trabalho. A presente dissertação é decorrente de uma pesquisa qualitativa/quantitativa e participativa, realizada junto às turmas do 2º ano do ensino médio integrado ao técnico do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão - IFMA - Campus Santa Inês. Ela teve como objetivo geral compreender o calor como manifestação de energia, envolvendo alguns aspectos históricos qualitativos e quantitativos e pra atingi-lo foi desenvolvida uma Unidade de Ensino Potencialmente Significativa - UEPS, sequência didática proposta por Moreira, no ano de 2016, com enfoque na teoria da aprendizagem significativa, de David Ausubel, no ano 1963. A ideia principal da UEPS foi o acompanhamento do tema ora estudado pelas turmas já referidas - a calorimetria -, a partir da elaboração/aplicação de um texto, sobre a história da ciência, envolvendo aspectos históricos sobre o calor e a concomitante verificação dos principais aspectos discutidos nesse texto, realizada com experimentos, por meio do uso de laboratório de demonstração, e exposição de vídeos. A partir da discussão e análise dos resultados, verificamos que mais do que dobrou a quantidade de alunos envolvidos na pesquisa que apresentaram uma evolução cognitiva, potencialmente significativa, verificada com base no comparativo dos resultados, qualitativos e quantitativos, obtidos nas atividades desenvolvidas antes e depois da participação destes na UEPS.

2017
Descrição
  • ANTONIO CARLOS GARCEZ DE SOUSA
  • DETERMINAÇÃO EXPERIMENTAL DA LEI DE AMPÈRE: UMA PROPOSTA DE UMA SEQUÊNCIA DIDÁTICA PARA O ENSINO MÉDIO
  • Orientador : CELIO AECIO MEDEIROS BORGES
  • Data: 02/08/2017
  • Mostrar Resumo
  • Este trabalho apresenta uma proposta didática para a Física do Ensino Médio, fazendo uma abordagem experimental. O trabalho tem como objetivo favorecer uma aprendizagem potencialmente significativa, tendo como meio o uso de sequências didáticas e kits experimentais que, em conjunto, formam o “produto educacional” de modo a levar o aluno a deduzir a lei de Ampère. Baseada nos pressupostos da Teoria Cognitiva de David Paul Ausubel, que em suma, leva

    em conta os conhecimentos prévios (subsunçores) do aluno sobre o novo estudo a ser explorado, da

    aplicação de um material de suporte (organizadores prévios) na formação dos subsunçores, elementos que ancorem às novas informações garantindo estabilidade e qualidade de transferências

    dos conteúdos ensinados, itens necessários para assegurar uma aprendizagem significativa na estrutura cognitiva do sujeito. Os temas explorados nesta proposta referem-se às áreas: Matemática – quantidades diretamente proporcionais e quantidades inversamente proporcionais, Física – campo

    magnético e suas fontes, corrente elétrica e campo magnético gerado por um fio conduzindo uma corrente elétrica. Como meios de viabilizar os subsunçores, kits educacionais foram construídos acompanhados de sequências didáticas que serviram de guias para o estudante sob orientação do professor. Os resultados obtidos com os questionários aplicados com os alunos antes das sequências e kits, mostraram deficiências dos conhecimentos prévios por esses alunos. Após a aplicação com os kits experimentais e a execução das tarefas contidas nas sequências didáticas aos discentes, os resultados avaliados mostraram que os discentes obtiveram boas compreensões dos fenômenos estudados por esta proposta, o que serviu de fonte influenciadora de conhecimentos proporcionados pelos organizadores prévios, itens necessários para a dedução da lei de Ampère. A inserção dos discentes da UFPI serviu de parâmetro da avaliação da proposta quanto à aprendizagem segundo a perspectiva de Ausubel e de enriquecimento científico do trabalho. Antes da aplicação os alunos das duas instituições apresentaram deficit de aprendizagem e, após a aplicação da proposta didática, eles apresentaram um ganho substancial de aprendizagem. Do exposto, o produto educacional mostrou-se como um material em potencial para possibilitar uma aprendizagem significativa no ensino de Física.

  • JOEL DE BRITO SILVA
  • PROPOSTA DE UMA UNIDADE DE ENSINO POTENCIALMENTE SIGNIFICATIVA PARA O ESTUDO DE CAPACITORES E CIRCUITO ELÉTRICO RC PARA O ENSINO MÉDIO
  • Data: 26/07/2017
  • Mostrar Resumo
  • De acordo com os Parâmetros Curriculares Nacionais – PCN’s (Brasil, 2006), o ensino de Física deve proporcionar ao aprendiz conhecimentos, habilidades e competências que possibilite ao mesmo uma formação para cidadania mais adequada com uma melhor compreensão do mundo que o cerca. Para tanto foi dado ao ensino de Física novas dimensões que visam promover um ensino contextualizado e integrado a vida. Contudo o ensino de Física, em muitas escolas, ainda  é realizado de forma tradicional, com conteúdos abordados de forma desarticulada o que leva o aluno a não atingir o nível de conhecimento requerido e muitas vezes o obrigando a automatizar o conhecimento levando a aprendizagem memorística. Por isso propomos neste trabalho construção e aplicação de uma unidade de ensino potencialmente significativa – UEPS com objetivo de apresentar um modo diferenciado de organizar uma aula didática que trabalhe o conteúdo de Eletricidade, especificamente o circuito RC que é composto de um resistor (R) e um capacitor (C). O circuito RC tem uma importância fundamental nos circuitos eletrônicos. Uma das maneiras de se iniciar o ensino de eletricidade é abrindo uma discussão em torno do tema, discutindo sobe sua importância e suas principais aplicações. A presente pesquisa foi realizada na Unidade Escolar Zulmira Xavier, no município de Luís Correia, no litoral do estado do Piauí, escola esta que foi inaugurada em 1969. Onde atualmente funciona com o Ensino Fundamental, Médio, o Técnico Integrado ao ensino médio e de Jovens e Adultos. É fundamentado na teoria da aprendizagem significativa de (Ausubel, 1982) que propõem a valorização dos conhecimentos prévios dos alunos permitindo estabelecer, construir e reconstruir esses conhecimentos, e na teoria da Aprendizagem Significativa em um enfoque Vygotskyano, onde o mesmo procurou uma melhor assimilação de como iniciou o processo de obtenção do conhecimento apresentado. Onde o produto educacional foi elaborado a partir da construção de uma UEPS (Unidade de Ensino Potencialmente Significativa), onde a mesma é uma Sequência Didática fundamentada em Teorias de Aprendizagem, particularmente a da Aprendizagem Significativa, segundo Moreira (2011).

  • LEONARDO CARVALHO AMORIM DE SOUSA
  • USANDO UM EXPERIMENTO, A EOLÍPILA, CONTIDO EM UM APLICATIVO PARA FIM DE ENSINO EM CALORIMETRIA
  • Orientador : ILDEMIR FERREIRA DOS SANTOS
  • Data: 21/07/2017
  • Mostrar Resumo
  • Historicamente, há uma dificuldade apresentada no ensino de Física. Isto é paradoxal, visto que os alunos ficam maravilhados com os experimentos de Física. Esta dificuldade é exatamente em aprender certas teorias abstratas e nas famosas equações matemáticas envolvidas neste processo. Paralelamente o discente ainda possui uma deficiência enorme de relacionar a Física com algum contexto histórico. Na verdade, a maioria dos alunos pensam que a Física existe somente devido a mente de alguns gênios. Vivenciando e ouvindo sobre estas dificuldades e a necessidade moderna de novas formas de abordagem, propomos uma sequência didática que engloba aspectos históricos e experimentais. Nesta proposta, o aluno poderá fazer uma viagem ao início da era Cristã, quando Heron de Alexandria (10 D.C. a 80 D.C.) desenvolveu sua Eolípila, a primeira máquina a vapor. O aluno será guiado a explorar esta invenção de Heron, associando os fenômenos físicos envolvidos. Neste trabalho, nosso objetivo principal é criar uma forma dinâmica e atrativa de ensinar Física, que tenha melhores resultados que os métodos tradicionais. Na sequência didática que apresentamos, os hipertextos levarão os alunos a conhecer fatos históricos relacionados a máquina de Heron e o contexto da época. Dentro da sequência, o discente conhecerá um aplicativo livre para Android, onde montará a Eolípila e será levado a abordar os fenômenos físicos que envolvem a máquina de Heron.

  • FRANCISCO VIEIRA DE BRITO
  • UTILIZAÇÃO DE UM APLICATIVO APP INVENTOR COMO INSTRUMENTO POTENCIALIZADOR DE UMA APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA PARA O ENSINO DAS APLICAÇÕES DAS LEIS DE NEWTON NO NÍVEL MÉDIO
  • Orientador : MARIA DO SOCORRO LEAL LOPES
  • Data: 18/04/2017
  • Mostrar Resumo
  • Este trabalho resultou de uma investigação que foi desenvolvida no curso de Mestrado
    Nacional Profissional em Ensino de Física, com o objetivo de construir um aplicativo
    para celulares android que desse clareza na resolução de exercícios que envolvem
    aplicações das leis de Newton, sendo esta clareza baseada no que versa a Teoria de
    Ausubel acerca da aprendizagem significativa (Moreira, 2011). Assim, os participantes
    do estudo foram os alunos de uma turma de 2o ano do ensino médio da escola
    Augustinho Brandão da rede estadual de ensino na cidade de Cocal dos Alves-PI.
    Para a realização da investigação, optou-se pela pesquisa qualitativa descritiva, por
    ser considerada a que melhor se adéqua ao estudo. Para a produção dos dados foi
    utilizado um Aplicativo para android produzido na plataforma App Inventor (Wolber et
    al, 2011), apresentado e disponibilizado aos alunos. A aplicação do produto em sala
    de aula mostrou o grande interesse dos alunos pelas novas tecnologias, contribuindo
    de forma significativa para a aprendizagem dos conceitos das leis de Newton.

  • LEUDIMAR UCHOA ALVES
  • O Ensino de Eletricidade com o uso de aplicativos para celulares e tablets
  • Orientador : PAULO HENRIQUE RIBEIRO BARBOSA
  • Data: 15/02/2017
  • Mostrar Resumo
  • A Eletricidade é um dos ramos da Física explorado, de forma tímida, no 9o ano do ensino fundamental
    e um pouco mais aprofundada na 3a série do ensino médio de escolas particulares e públicas
    brasileiras. Nestas, dificilmente se trabalha todo o conteúdo da série. Muitos alunos tem dificuldade
    para conceber que a corrente elétrica é o movimento de cargas elétricas em um fio e os efeitos
    causados por ela nos dispositivos elétricos. Essas dificuldades aparecem, em diferentes situações,
    entre estudantes de escolas públicas e pouco em escolas particulares. A maioria dos alunos parece
    imaginar que a eletricidade só existe quando uma lâmpada acende ou quando um aparelho elétrico é
    ligado. Nesta dissertação, verificamos as dificuldades encontradas pelos alunos do ensino médio em
    uma escola pública de Teresina, e propomos o uso das Tecnologias da Informação e comunicação
    (TICs) com um Manual de Atividades com o uso de aparelhos celulares e tablets que pode facilitar o
    ensino de Física em eletricidade. As atividades foram propostas em uma sequência lógica de
    conteúdos nas quais, após os alunos terem instalado os aplicativos em seus celulares, puderam
    manuseá-los e construir os circuitos experimentais propostos, cada uma das quais foi iniciada com a
    apresentação aos alunos de roteiros de atividades e propostas de atividades. As atividades
    contemplam o uso de quatro aplicativos para serem usados em celulares que contém o programa
    ANDROID ou IOS. Os programas usados são os aplicativos EVERY CIRCUIT, ELECTRODROID,
    CIRCUIT JAM e ELECTRIC CIRCUIT. A sistematização e discussão dos experimentos e seus
    resultados através das respostas às questões revelam as diferentes noções sobre eletricidade que
    foram aprendidas pelos estudantes. As atividades são realizadas para determinar como funcionam e
    como agem os elementos de um circuito elétrico, qual tipo de ligação deve ser realizada e quais das
    noções apresentadas estão de acordo com o funcionamento de um circuito elétrico. O método
    utilizado para investigar os resultados é simples e pode ser usado sem internet e sem o uso de
    laboratórios de computação, o trabalho desenvolvido é didático-interativo e permite que as atividades
    sejam realizadas em praticamente qualquer lugar. No final das atividades, fazemos a discussão dos
    resultados experimentais e comparação com as expectativas dos alunos. O trabalho em sala com o
    aparelho celular confronta-se com as ideias de alguns educadores, mas torna-se uma importante
    ferramenta para o aprendizado de Física e consolidação de conceitos sobre a eletricidade. As
    atividades foram aplicadas em uma escola do ensino médio, e os resultados observados e as
    importantes observações dessa experiência tecnológica preliminar são aqui relatadas.

2016
Descrição
  • JOSÉ FRANCISCO MARTINS DE SOUSA
  • UMA PROPOSTA DIDÁTICA PARA IMPLEMENTAÇÃO DO PLANO INCLINADO COMO OBJETO DA CINEMÁTICA GALILEANA E FACILITADOR DA APRENDIZAGEM EM FÍSICA: UMA REAPROXIMAÇÃO ENTRE HISTÓRIA DA CIÊNCIA E O ENSINO DE CIÊNCIA
  • Orientador : FRANCISCO FERREIRA BARBOSA FILHO
  • Data: 21/11/2016
  • Mostrar Resumo
  • Na presente pesquisa buscou-se reaproximar a História da Ciência do Ensino de
    Ciência, através de textos históricos e da experimentação. Com o objetivo de
    verificar o contexto social, cultural e político de algumas descobertas científicas
    feitas por Galileu Galilei, gerando momentos de maior reflexão, crítica e motivação
    no estudo da Ciência, em especial de Física, e promovendo a alfabetização
    científica dos estudantes, a partir da discussão de fatos históricos essenciais no
    estabelecimento da Cinemática Galileana, foi desenvolvida esta proposta didática,
    resgatando o Plano Inclinado de Galileu e o contexto de suas descobertas.
    Pesquisadores no Ensino de Física têm apontado a História da Ciência (SILVA,
    2015; MATTHEWS, 1995; LANGEVIN, 1992) e o laboratório (ALVES, 2000;
    HOTTECKE, 2000) como ferramentas em potencial, quando se trata de melhorias no
    ensino de Física. Desta forma, destaca-se como produto educacional da pesquisa a
    proposta didática transcrita de forma clara e objetiva com todos os elementos
    necessários a uma aprendizagem duradoura, dentro de um contexto de interação
    social. A proposta foi executada em cinco passos ou cinco momentos de
    aprendizagem e os dados, falas transcritas dos alunos e respostas às questões
    aplicadas, foram analisados segundo elementos da teoria sócio-interacionista de
    Vygotsky (2008). No registro das falas tornou-se evidente a mediação entre a cultura
    científica e a cultura do senso comum, executada pelo professor-pesquisador ao
    participar do processo diretamente ou mesmo indiretamente, quando foi mantida
    essa intervenção através dos textos históricos. O presente estudo torna-se relevanteix
    ao mostrar uma Ciência como construção histórica, humana e viva, com
    conhecimentos abertos e sujeitos a reformulações.

  • RENATO CESAR DE CARVALHO QUARTO
  • UNIVERSO DA FÍSICA - ELETROMAGNETISMO: uma proposta lúdica para um
    aprendizado significativo em física no ensino médio

  • Orientador : RENATO GERMANO REIS NUNES
  • Data: 30/09/2016
  • Mostrar Resumo
  • Esse trabalho tem o objetivo de produzir um material didático lúdico potencialmente
    significativo que facilite o estudo e forneça aos alunos uma nova fonte de
    conhecimento, e desse modo possa contribuir para o aprendizado dos mesmos. Esse
    material consiste em um jogo de perguntas e respostas relacionadas com o conteúdo de
    eletromagnetismo, esse jogo será confeccionado em formato de aplicativo para
    smartphones e tablets que utilizem o sistema operacional Android. As questões
    utilizadas no aplicativo foram selecionadas em níveis de complexidade, de modo a gerar
    um aprendizado significativo nos alunos - metodologia de ensino advinda da Teoria da
    Aprendizagem significativa de David Paul Ausubel. No período de abril a junho de
    2016 foi realizada a pesquisa com os professores e alunos da rede Pública (Escolas
    Estaduais e Federais) e da Rede Privada do estado do Piauí, momento em que o jogo
    ”Universo da Física- Eletromagnetismo`` foi instalado nos celulares dos professores e
    foi entregue o questionário que abordam apreensão dos conteúdos, a eficiência do jogo
    no aprendizados dos alunos e a praticidade e viabilidade desse produto educacional. O
    questionário destinado aos discentes foi respondido no mês de Maio, após a realização
    da partida. Para finalizar essa investigação foi realizado um tratamento estatístico com
    os dados coletados e a partir desses dados notou-se que a maioria dos professores
    consideraram o jogo de fácil manipulação e que pode contribuir de maneira significativa
    para um aprendizado efetivo dos alunos. Os alunos, em sua maioria, consideraram o
    jogo divertido e de fácil instalação.

  • RAILTON VIEIRA DOS SANTOS
  • A UTILIZAÇÃO DO SOFTWARE LIVRE PHET COMO MATERIAL DE APOIO AO
    PROFESSOR NO PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM DE FÍSICA

  • Orientador : CLAUDIA ADRIANA DE SOUSA MELO
  • Data: 30/08/2016
  • Mostrar Resumo
  • Experimentos virtuais são objetos de aprendizagem que utilizam softwares
    específicos para simular a realização de experimentos reais, com a vantagem de
    possuírem baixo custo, se comparados com os laboratórios reais, uma vez que a
    maioria das escolas possui um laboratório de informática. Estes experimentos têm
    sido cada vez mais utilizados no ensino de Ciências da Natureza constituindo-se
    como uma ferramenta que facilita o processo de ensino-aprendizagem dos
    conteúdos, funcionando como um elemento mediador entre o professor e os alunos.
    Por acreditar na importância da implementação dos experimentos virtuais como uma
    estratégia de ensino capaz de auxiliar os alunos na construção de conhecimentos
    significativos, utiliza-se neste trabalho o software livre Physics Educacional
    Technology (PhET) Interactive Simulations da Universidade do Colorado, que
    produzem e divulgam simuladores educacionais para o ensino de ciências. O estudo
    foi realizado com professores de Física da Rede Estadual de Ensino da Cidade de
    Cocal – PI e com professores de Física da Rede Federal de Ensino da Cidade de
    Cocal – PI, mas precisamente do Instituto Federal de Educação, Ciência e
    Tecnologia do Piauí (IFPI), Campus Cocal, no ano de 2016. É fundamentado na
    teoria da aprendizagem significativa de (Ausubel, 1982) que propõem a valorização
    dos conhecimentos prévios dos alunos permitindo estabelecer, construir e
    reconstruir esses conhecimentos. Com a utilização do software livre PhET, elaborou-
    se um produto educacional, que consiste em um Guia de orientações para
    professores de Física utilizar as simulações interativas do PhET em sala de aula,
    propiciando assim uma maior efetividade para que ocorra efetivamente o processo
    de ensino aprendizagem.

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb05.ufpi.br.instancia1 20/10/2018 19:22