• O sistema entrará em processo de atualização de funcionalidades às 13:30. Pedimos a todos que salvem seus trabalhos para que não haja transtornos.
    Agradecemos a compreensão, em 15 minutos o sistema estará de volta.
Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: GABRIELA GOMES DA SILVA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: GABRIELA GOMES DA SILVA
DATA: 12/05/2022
HORA: 14:30
LOCAL: Google Meet
TÍTULO: Substituição de níveis de farelo de milho por farelo de palma forrageira em dietas para frangos caipiras
PALAVRAS-CHAVES: Avicultura, Nutrição, Opuntia ficus-indica, Qualidade da carne
PÁGINAS: 24
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Zootecnia
SUBÁREA: Nutrição e Alimentação Animal
ESPECIALIDADE: Avaliação de Alimentos para Animais
RESUMO:

O uso de alimentos alternativos nas dietas de animais de produção, se torna cada vez mais característico em criações do tipo ‘‘caipira’’, e neste contexto, a palma forrageira (Opuntia ficus-indica (L.) P. Mill.) apresenta-se como uma opção alimentar acessível para regiões de clima semiárido. O objetivo desde trabalho foi avaliar a substituição do milho da dieta por palma forrageira triturada, sobre o desempenho, qualidade da carne, resistência óssea de aves caipira e viabilidade econômica das dietas. A pesquisa foi desenvolvida no Setor de Avicultura da Fazenda Experimental Alvorada do Gurguéia, pertencente a Universidade Federal do Piauí, Campus Professora Cinobelina Elvas (UFPI/CPCE), e as análises laboratoriais foram realizadas no Laboratório de nutrição (UFPI/CPCE), no município de Bom Jesus – PI. Os cladódios da palma forrageira foram obtidos na estação agrostologia da Universidade Federal do Piauí, Bom Jesus, Brasil e processadas (triturados) para obtenção do farelo de palma a ser utilizado nas dietas. Foram utilizados 100 pintos de corte, machos, da linhagem caipira pescoço pelado vermelho, ISA Label, distribuídos em delineamento inteiramente casualizado, com quatro tratamentos e cinco repetições, com cinco aves cada. Os tratamentos avaliados  foram níveis de substituição (0%, 3%; 6% e 9%) do milho pela palma triturada (farelo de palma). Foram analisadas variáveis de Desempenho Zootécnico (Peso médio, Ganho de Peso, Consumo de Ração e Conversão Alimentar), variáveis de qualidade da carne (Luminosidade do peito cru, Cor amarelo do peito cru, Cor amarelo do peito cozido, Força de cisalhamento, Cor vermelha do peito cru, Luminosidade do peito cozido, Cor vermelha do peito cozido, Perda de peso por cocção), variáveis referentes ao Rendimento de carcaça e vísceras (Rendimento de carcaça, Rendimento de peito, Rendimento de coxas, Rendimento de sobrecoxas, Rendimento de asa, Rendimento de tulipa, Gordura abdominal, Peso relativo do coração, Peso relativo da moela, Peso relativo do fígado), variáveis sobre a Morfologia óssea (Comprimento do osso, Largura do osso, Peso do osso, Matéria mineral do osso, Peso mineral ósseo, Índice de Seedor e Resistência a quebra do osso) e varáveis econômicas. Os dados da variáveis obtidas foram submetidos a análise de variância e comparados pelo teste de SNK α=0,05. As estimativas da inclusão da palma forrageira foram estabelecidas por regressão polinomial para as variáveis significativa. Para as análises estatísticas foi utilizado software SAS® acessado pela edição universitária virtual. Foi observado efeito significativo dos tratamentos para as varáveis de desempenho Zootécnico nas diferentes fases avaliadas. Não foi constatado efeito sobre o rendimento dos cortes. Contudo, houve efeito linear dos tratamentos sobre o rendimento de carcaça e efeito quadrático dos tratamentos para os pesos relativos do coração. Foi observada ocorrência de efeito linear nos níveis de farelo de palma sobre os parâmetros de luminosidade do peito cru, e efeito quadrático para cor amarelo do peito cozido e perda de peso por cocção. Sobre a morfologia óssea é possível observar a ocorrência de efeito quadrático apenas para a resistência da quebra do osso. Apesar do custo por quilo de ração aumentar com a elevação dos níveis de palma na dieta, o consumo médio de ração por tratamento diminuiu, o que gerou uma redução no custo de arraçoamento e custo por frango produzido com o aumento dos níveis de palma na dieta. É economicamente viável utilizar 9% de palma triturada em substituição de farelo de frangos caipiras de corte de 1 a 83 dias de idade.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1650875 - LEILANE ROCHA BARROS DOURADO
Interno - 2011596 - RICARDO LOIOLA EDVAN
Externo ao Programa - 762.303.763-34 - ROSEANE MADEIRA BEZERRA - UFPB
Externo ao Programa - 1545386 - STELIO BEZERRA PINHEIRO DE LIMA
Notícia cadastrada em: 10/05/2022 09:31
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb04.ufpi.br.instancia1 08/08/2022 13:16