Notícias

Banca de DEFESA: DARLISON FONTENELE SAMPAIO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: DARLISON FONTENELE SAMPAIO
DATA: 10/01/2022
HORA: 09:00
LOCAL: meet.google.com/cgy-atkm-ops
TÍTULO: Percepção ambiental e etnoornitologia como ferramentas de educação ambiental no combate ao tráfico de aves silvestres na região norte do estado do Piauí, Brasil
PALAVRAS-CHAVES: Conservação da biodiversidade; Alunos; Conhecimento popular, Comunidade; Avifauna
PÁGINAS: 138
GRANDE ÁREA: Outra(s)
ÁREA: Ciências Ambientais
RESUMO:

Com a finalidade de desenvolver estratégias que possam auxiliar no combate a problemática do tráfico de aves silvestres, a percepção ambiental no ambiente escolar e a etnoornitologia nas comunidades são ferramentas importantes para a formulação de políticas públicas eficientes voltadas para a conservação da biodiversidade de aves silvestres. No presente estudo obsetivou-se levantar os conhecimentos populares da comunidade Lagoa de Dentro, zona rural do município de Teresina, norte do estado do Piauí, alocada no entorno da área de soltura de fauna silvestre pelo IBAMA. Adicionalmente, buscou-se levantar dados referentes à percepção ambiental dos discentes matriculados em escolas públicas municipais presentes na região. Para isso foram elencados os seguintes objetivos específicos: Identificar as espécies alvo do tráfico de aves silvestres na comunidade Lagoa de Dentro, registar o valor de uso das espécies locais para a comunidade, verificar a existência de aves silvestres mantidas como aves de estimação na população, registrar a percepção ambiental dos alunos de ensino fundamental das escolas públicas municipais no entorno da comunidade. O estudo foi desenvolvido na comunidade Lagoa de Dentro, zona rural do município de Teresina, norte do estado do Piauí. A vegetação da área de estudo encontra-se numa faixa de contato das formações vegetais dos tipos floresta subcaducifólia, cerrado e caatinga. O presente trabalho foi submetido à apreciação do Comitê de Ética em Pesquisa Humana da Universidade Federal do Piauí/Teresina. A metodologia amostral utilizada para o levantamento dos dados etnoornitológicos foi à observação direta e entrevistas por meio de um formulário semiestrturado com perguntas abertas e fechadas, onde foram abordados os seguintes aspectos: dados socioeconômicos, informações acerca de questões ambientais, principalmente sobre a avifauna local, assim como questões pertinentes às formas de utilização e a importância desses animais para a comunidade. A amostra da comunidade foi equivalente a 76 famílias, representadas por um indivíduo maior de 18 anos por família. A obtenção dos dados referentes à percepção ambiental dos alunos do 4º ao 9º ano ocorreu por intermédio da aplicação de questionários. Os alunos que não possuíam acesso à internet receberam os questionários impressos juntamente aos kits de atividade entregues pelas escolas e os discentes que possuíam acesso à internet receberam um link por meio dos grupos de WhatsApp das turmas, que possibilitou que eles respondessem esse instrumento de forma virtual por intermédio do Google Forms. A amostragem dos alunos foi correspondente a 112 participantes. Os moradores citaram 64 etnoespécies, distribuídas em 31 famílias e 54 gêneros. Os principais elementos utilizados pelos entrevistados para nomear e descrever as espécies foram: cor, forma do corpo, tamanho, vocalização, alimentação, reprodução e hábitos. Diante das informações levantadas pertinentes as percepções ambientais de crianças e jovens residentes na área de estudo voltada principalmente para questões inerentes a biodiversidade da avifauna local, foi possível observar que os mesmos possuem uma compreensão ampla sobre o que seja meio ambiente e como esse conjunto de fatores é constituído, embora os alunos vinculem o conceito de meio ambiente principalmente a recursos da fauna e da flora, eles demostraram que os recursos abióticos também constituem o meio ambiente, ressaltando que discussões inerentes a este contexto têm se tornado mais presentes no meio educacional formal ou informal.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1653145 - ANDERSON GUZZI
Interno - 1291400 - DENIS BARROS DE CARVALHO
Interno - 1167785 - ROSELI FARIAS MELO DE BARROS
Externo à Instituição - ANA KEULY LUZ BEZERRA - IFPI
Externo à Instituição - BRUNA DE FREITAS IWATA - IFPI
Notícia cadastrada em: 14/12/2021 13:19
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - STI/UFPI - (86) 3215-1124 | © UFRN | sigjb04.ufpi.br.instancia1 08/12/2022 14:11